Free

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Enviar correções  |  Comentários  | 

Por Marcos Antônio Machado da Cruz

Tudo começou em 1967 quando Paul Rodgers (vocalista do Brown Sugar) e Paul Kossoff (guitarrista, na época tocando com o Black Cat Bones), resolvem montar juntos uma nova banda. Kossoff chama então o batera Simon Kirke, seu companheiro de banda, para trocar idéia com Rodgers. Marcam então um encontro num "pub" inglês, e a conversa foi tão boa que acabaram saindo nesta mesma noite à procura de um baixista para a banda. Eis que se encontram com John Mayall, que lhes propõe um jovem de apenas 16 anos de idade apaixonado por blues chamado Andy Fraser. Começam fazendo jam-sessions nos pubs ingleses, ainda sem um nome definido. Acabaram chamando a atenção de Alexis Korner que resolve "adotá-los", inclusive tendo batizado-os de "Free" e os recomenda à Chris Blackwell, todo-poderoso chefão da Island Records que fica encantado com o estilo de blues pesadão da banda. Acabam assinando um contrato e logo em seguida lançam seu primeiro (e clássico) disco: "Tons Of Sobs". Saem então em turnê inicialmente abrindo para o Blind Faith de Eric Clapton, depois seguem pela Europa tocando junto com Spooky Tooth e Jethro Tull.

5000 acessosGreen Day: 10 coisas que você não sabe sobre a banda5000 acessosSlayer: Kerry King fala sobre sua relação com religiões

No final de 69 lançam mais um lp, intitulado somente "Free", seguindo a mesma linha do primeiro. Prosseguem fazendo shows e cada vez angariando mais fãs.

Em 1970 lançam mais um petardo, o "Fire And Water" que possui o maior sucesso do Free, a faixa "All Right Now". A banda atinge seu auge a nível de popularidade. Lançam mais um bom disco em 1971, o "Highway", porém brigas internas acabam separando os membros da banda neste mesmo ano, ao mesmo tempo em que saía o excepcional "Free Live" uma amostra do poder de fogo da banda ao vivo!

Acabam os quatro formando projetos paralelos, Rodgers monta o "Peace", e Fraser o "Toby", ambas bandas que não chegaram à gravar nenhum disco (N.A.: prá dizer a verdade não conseguí descobrir quantos nem quem eram os componentes!) e Kossoff e Kirke montam juntos com John Rabbit (vocais) e Tetsu Yamaucht (baixo) o "Kossoff, Kirke, Tetsu e Rabbit", que rende um disco homônimo em 1972.

Menos de um ano depois os quatro resolvem retomar o Free, e lançam o "Free At Last", um trabalho bem inferior aos anteriores. Logo após a turnê de lançamento deste disco Fraser resolve deixar a banda para formar o "Sharks". Entram no seu lugar nossos velhos conhecidos Tetsu e Rabbit. Kossoff começa a ter problemas com drogas pesadas, e acaba criando problemas para a banda. Mesmo assim em 1973 ainda lançam mais um petardo, o "Heartbreaker", que trouxe mais um clássico, a faixa "Wishing Well".

Em 1974 Kossoff sai definitivamente da banda, e chamam Wendell Richardson em seu lugar. Porém não chegam a gravar nenhum disco com esta formação, e o Free encerra suas atividades em definitivo.

Fraser segue mais um tempo com o Sharks, chegando à lançar dois discos; depois em 76 segue carreira solo; Rodgers e Kirke vão para o Bad Company; posteriormente Rodgers sai em carreira solo, participa do "The Firm" de Jimmy Page, e depois retorna à carreira solo, lançando alguns excelentes discos.

Kossoff monta o "Backstreet Crawler" em 1974, e grava dois bons discos, até sua morte em 19 de março de 1976, se tornando mais uma lenda na história do Rock.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Free"

Pré-Clube dos 27Pré-Clube dos 27
10 astros do rock que morreram antes dos 27 anos

Hit ParaderHit Parader
Os maiores vocais do Heavy Metal segundo a revista

Rock Hall Of FameRock Hall Of Fame
25 bandas que ainda precisam ser nomeadas

0 acessosTodas as matérias da seção Matérias0 acessosTodas as matérias sobre "Free"


Green DayGreen Day
10 coisas que você não sabe sobre a banda

SlayerSlayer
Kerry King fala sobre sua relação com religiões

Collectors RoomCollectors Room
Coleção de Metallica com 16 versões apenas do "Ride"

5000 acessosLinkin Park: Mike Shinoda fala como Chester se sentia5000 acessosDuff McKagan: se arrependendo de Duff Beer dos Simpsons5000 acessosCovers: alguns dos mais legais feitos por bandas de Metal5000 acessosGuns N' Roses: o melhor cover de "Sweet Child O'Mine"?5000 acessosIron Maiden: os 10 discos favoritos de Adrian Smith em 19855000 acessosBruce Dickinson: Trecho da nova biografia relata a firmeza diante de uma crise

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.


Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online