Steve Vai: Proporcionando noite muito agradável aos presentes

Resenha - Steve Vai (Auditório EM&T, São Paulo, 22/06/2015)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Otávio Augusto Juliano
Enviar Correções  

No último mês de junho um dos grandes nomes da guitarra passou pelo Brasil e fomos conferir uma dessas apresentações, em São Paulo, no auditório da Escola de Música e Tecnologia, no bairro do Jabaquara.

Brian May: "Bohemian Rhapsody" com orquestra de guitarras de Vai, Malmsteen e mais

Saúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Steve Vai, guitarrista americano mundialmente conhecido, dessa vez não veio ao país para shows, mas sim para alguns workshops, intitulados de "Alien Guitar Secrets Masterclass", em alusão ao nome de um de seus álbuns.

Em clima intimista, o músico foi recebido por um grande número de pessoas, dentre alunos da EM&T, guitarristas ou simplesmente fãs e entusiastas da forma de tocar e da musicalidade do guitarrista, como este que vos escreve.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Vai abriu o workshop sentado e começou a tocar antes mesmo do público ingressar no auditório. Com ajuda de uma tradutora, Steve logo se mostrou aberto a qualquer tipo de pergunta, enfatizando que era a primeira vez dele na América do Sul para workshops (o guitarrista já esteve outras vezes no Brasil para shows solo ou com o projeto G3).

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Aos 55 anos de idade, Vai se mostrou muito solícito e também bastante articulado ao responder as questões. Falou sobre religião, meditação, das aulas com Joe Satriani na adolescência, da música que o inspirou a tocar ("Heartbreaker", do Led Zeppelin), deu dicas de livros e ainda de como incentivar crianças a largar videogames e eletrônicos para praticar algum instrumento musical.

Quando perguntado sobre aquela velha e chata história de que o "Rock teria morrido", brincou que não ouviu rumores sobre isso, arrancando risadas da plateia. Com respostas longas e muito detalhadas, contou sobre sua prática de jejum uma vez por semana e de 10 dias seguidos duas vezes por ano, confirmando que quando gravou seu maior sucesso "For The Love Of God", estava no meio de um desses períodos mais longos de jejum.

Sobre a guitarra que utiliza, Steve afirmou que quando fez parte da banda de David Lee Roth (VAN HALEN), foi convidado por diversas marcas a desenhar e contribuir para a criação de uma guitarra com suas características. Segundo ele, apenas a Ibanez conseguiu reproduzir fielmente o que ele imaginava como uma guitarra ideal e deu-se origem ao modelo JEM, com a famosa alça localizada no corpo do instrumento. Vai ainda emendou: "quando pego uma JEM qualquer, é sempre a minha guitarra", ratificando que esse é o modelo que melhor se ajusta à forma dele tocar.

Alguns fãs foram convidados a subir ao palco e fazer algumas "jam sessions" com Steve, o que certamente foi o ponto alto para esses alunos e guitarristas que puderam dividir o palco com o mestre e ídolo.

O evento, que começou por volta de 19:20hs, acabou quando já passava das 22:30h, com Steve Vai tocando "For The Love Of God", para delírio geral.

Como não foi permitido tirar fotos durante a maior parte do workshop, foi possível apenas obter alguns clicks do celular mesmo, quando Steve estava fazendo as "jam sessions" com as pessoas do público, ficando desde já o pedido de desculpas pela má qualidade das imagens.

Muito além do que um workshop para compartilhamento de dicas sobre técnicas de guitarra, Steve Vai proporcionou uma noite muito agradável aos presentes, que puderam conhecer ainda mais sobre a vida e as experiências desse ícone das seis cordas.

Agradecimento a Denise Catto e à EM&T pela atenção e credenciamento.




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Brian May: Bohemian Rhapsody com orquestra de guitarras de Vai, Malmsteen e maisBrian May
"Bohemian Rhapsody" com orquestra de guitarras de Vai, Malmsteen e mais

Lista: os 25 melhores álbuns de rock lançados em 1990Lista
Os 25 melhores álbuns de rock lançados em 1990

Steve Vai: o amor a Deus que curou uma depressão e alavancou seu sucessoSteve Vai
O "amor a Deus" que curou uma depressão e alavancou seu sucesso


Steve Vai: quem é o seu jovem guitarrista preferido?Steve Vai
Quem é o seu jovem guitarrista preferido?

Queen: Vai, Malmsteen, Wylde e mais tocam Bohemian Rhapsody só na guitarraQueen
Vai, Malmsteen, Wylde e mais tocam "Bohemian Rhapsody" só na guitarra


Saúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentaisSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

Metallica: Segundo James Hetfield, Lars Ulrich tocava horrivelmente mal, mas era ricoMetallica
Segundo James Hetfield, Lars Ulrich tocava horrivelmente mal, mas era rico


Sobre Otávio Augusto Juliano

Otávio é paulistano, tem 29 anos e faz algo nada a ver com o Rock: é advogado. Por gostar muito de música e não possuir talento algum para tocar instrumentos musicais, tornou-se um comprador compulsivo de cds. Sempre interessado em leitura ligada ao Rock e Metal, começou a enviar algumas pequenas colaborações para a Whiplash e hoje contribui principalmente com textos relacionados ao Hard Rock, estilo musical de sua preferência. De qualquer forma, é eclético e não dispensa álbuns de todas as demais vertentes do Metal, sendo fã incondicional de W.A.S.P., Mötley Crüe e dos trabalhos do guitarrista Steve Stevens.

Mais matérias de Otávio Augusto Juliano no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280 GooInArt