Rita Lee: celebração de sua história em Poços de Caldas

Resenha - Rita Lee (Ginásio Poliesportivo, Poços de Caldas, 21/05/2010)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Doctor Robert
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.








É incrível o que mais de quarenta anos de carreira e tantos sucessos na bagagem podem proporcionar. Uma das coisas é que cada show literalmente pode ser totalmente diferente do outro e ainda assim agradar a todos que assistem. E isso foi o que Rita Lee demonstrou mais uma vez: em mais um espetáculo, pôs o público presente no bolso e proporcionou a todos uma viagem pelo tempo...

Retornando ao sul de Minas após uma ausência de quatro anos, Rita Lee e sua banda transformaram aquela noite pra lá de gelada de outono em uma celebração de sua história musical, que se confunde com a própria história do rock brasileiro. Desde a abertura com a grande “Agora Só Falta Você”, do álbum “Fruto Proibido”, passando por “Vírus do Amor”, um dos grandes sucessos dos anos 1980, o que podia ser visto era uma verdadeira sintonia entre artista e público.

Com seu humor habitual, satirizou as novelas globais e seus sotaques, após agradecimentos em italiano (“antes falava hindu, Ari baba... agora parlo italiano...”), botou uma perucona para homenagear Caetano Veloso, autor de “Baby”, sucesso gravado pelos Mutantes e apresentado aqui com letra em português, e ainda agradeceu à plateia por ter saído de casa em uma noite tão fria dizendo : “eu detesto frio, não dá vontade de sair de jeito nenhum...”. Falando em homenagens, ainda houve o tributo a Michael Jackson, com a participação do sósia e dançarino Nikii Goulart, ao som de “Bad”.

Há ainda de se exaltar a belíssima produção do show, com um telão incrível ao fundo do palco projetando belas imagens e emocionando os fãs mais antigos com a exibição de fotos de toda a vida da cantora durante a clássica “Ovelha Negra”, um dos pontos altos do show, bem como a obrigatória “Doce Vampiro”, e a clássica rocker “Ôrra Meu!”. Outros destaques ficaram por conta da boa nova canção “Insônia”, da dobradinha feita com “Banheira de Espuma” e “Chega Mais”, antecedendo a tradicional “Lança Perfume”, e do final com “Flagra” e “Erva Venenosa”. E Roberto de Carvalho ainda homenageou os velhos ídolos de todos nós, Rolling Stones, tocando a clássica “It’s Only Rock and Roll”...

Foram uma hora e meia que passaram rapidinho, infelizmente, reforçando o velho clichê de que “tudo que é bom dura pouco”. E se desta vez velhos clássicos como “Luz Del Fuego”, “Coisas da Vida” e “Jardins da Babilônia” não deram as caras, quem sabe da próxima vez a Rainha não presenteie seus súditos com elas novamente...

Set List:
Agora Só Falta Você
Vírus do Amor
Pagu
Bwana
Baby
Insônia
Atlântida
Bad (homenagem a Michael Jackson)
Ôrra Meu!
Doce Vampiro
Ovelha Negra
Banheira de Espuma
Chega Mais
Flagra
It's Only Rock And Roll (Rolling Stones cover)
Erva Venenosa

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Rita Lee"

Rock nacionalRock nacional
10 solos de guitarra essenciais

SoloSolo
10 artistas que se lançaram em carreiras bem sucedidas

Rita LeeRita Lee
Aposentada, cantora vive reclusa e em contato com a natureza

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de Shows0 acessosTodas as matérias sobre "Rita Lee"

Phil AnselmoPhil Anselmo
Vocalista mostra seu barraco em Louisiana

Heavy MetalHeavy Metal
Os dez melhores álbuns lançados no ano de 1982

CretinCretin
Transexual rompe barreiras no metal extremo

5000 acessosRacismo: Metalheads saem na porrada contra white-powers na Califórnia5000 acessosHeavy Metal: os dez melhores álbuns lançados em 19865000 acessosRockstars: Os 50 mais ricos do planeta5000 acessosAngra: Kiko Loureiro demite empresário ao estilo Roberto Justus5000 acessosRock: as dez lendas mais macabras do gênero3935 acessosPra ouvir e discutir: os melhores discos lançados em 1998

Sobre Doctor Robert

Conheceu o rock and roll ao ouvir pela primeira vez Bohemian Rhapsody, lá pelos idos de 1981/82, quando ainda pegava os discos de suas irmãs para ouvir escondido em uma vitrolinha monofônica azul. Quando o Kiss veio ao Brasil em 1983, queria ser Gene Simmons e, algum depois, ao ver o clipe de Jump na TV, queria ser Eddie Van Halen. Hoje é apenas um bom fã de rock, que ouve qualquer coisa que se encaixe entre Beatles e Sepultura, ama sua esposa e juntos têm um cãozinho chamado Bono.

Mais matérias de Doctor Robert no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online