Nightwish: Por que a Anette foi tão criticada pelos fãs?

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Edgar Oliveira
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Muitos disseram que após a saída conturbada da Tarja em 2005 o Nightwish não se reergueria. Eis que o grupo contrata uma vocalista totalmente diferente da vocalista anterior, com uma voz mais voltada para o pop, mas com muita versatilidade. Anette Olzon foi alvo de críticas dos fãs da bandas, que afirmavam que seu estilo não combinava com o som mais pesado da banda.

1169 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?5000 acessosVersão genérica: Rod Evans e o "falso Deep Purple" de 1980

O sucessor do "Once" (2004) intitulado "Dark Passion Play" foi o projeto mais ambicioso da banda até então, sendo o primeiro álbum do Nightwish gravado com a Orquestra Filarmônica de Londres no famoso Estúdio Abbey Road, e até então o álbum mais caro já produzido por uma banda filandesa.

O Dark Passion Play calou a boca de muitos fãs que imaginavam que o Nightwish viria com um som mais "pop" por conta da recém contratada vocalista. Porém, sem sombra de dúvidas, o DDP é um dos álbuns mais pesados da banda. Comercialmente falando, o DDP vendeu mais de 1,5 milhões de cópias, sendo quatro vezes platina apenas na Finlândia. Se tornou o álbum mais vendido do grupo, e lançou o Nightwish ainda mais ao mainstream, porém sem perder a qualidade. Deve-se destacar nesse trabalho os bons vocais da Anette, que ainda estavam contidos, porém se esforçou ao máximo para se adequar a obra; e as excelentes composições do Tuomas, com destaque para a obra prima da banda: "The Poet and The Pendulum". Uma música apoteótica, com 14 minutos de duração e divida em atos, como em uma peça.

E em 2011 o Nightwish lançou a sua obra prima: o Imaginaerum, que bateu o recorde do seu antecessor como álbum mais vendido em menos tempo na Finlândia. Ao fim de dezembro, após um mês nas lojas, Imaginaerum foi declarado o álbum mais vendido na Finlândia em 2011, com mais de cem mil cópias comercializadas, além de ter ganho certificados de vendas em vários outros países.

O Imaginaerum é o ápice da criatividade do Tuomas, do instrumental da banda e dos vocais da Anette. Sendo um álbum conceitual, ele ainda rendeu um filme inspirado em cada música presente no álbum. E enquanto no DDP o grande mérito fica com a ambição do Tuomas, no Imaginaerum o mérito fica com a Anette. A sueca entrega aos fãs da banda uma interpretação digna em cada uma das onze músicas que ela canta, com destaques para: "Slow Love Slow", uma canção de jazz, e a música mais experimental da banda; "Scaretale" a qual ela praticamente incorpora uma bruxa; e "Turn Loose the Mermaids" que evidencia o quanto seu timbre é lindo e que a sua escolha como vocalista do Nightwish foi um acerto.

Depois do sucesso de público e crítica do Imaginaerum, a Anette Olzon foi demitida, o que chocou até os fãs mais extremistas da banda (os viúvos da Tarja), que já estavam se identificando com a vocalista. Do mesmo modo que a Tarja foi demitida, no auge da carreira do Nightwish, a Anette também foi e com apenas dois álbuns lançados. Uma pena para os fãs da banda, que não puderam desfrutar ainda mais dos frutos que a banda plantou juntamente com a Anette.

Como todos já sabem, a cantora que substituiu a Anette foi a Floor Jansen. E ficou com ela e com os outros membros da banda o cargo de elevar ainda mais o patamar da banda depois do que foi conseguido com a Anette. Bem, o Endless Forms Most Beautiful não chega nem perto da qualidade do álbum anterior, porém, mesmo assim, espero que com um álbum futuro a banda faça novamente um álbum de encher os olhos como os que foram alcançados com a Anette, e também com a vocalista Tarja Turumen.

A única coisa que não entendo entre os fãs do Nightwish é: Por que só elevar a Tarja a um grande patamar, se igualmente a Anette fez um trabalho muito consistente e bonito na banda?

Lógico que cada fase tem a sua particularidade, porém com a Anette é inegável que Nightwish atingiu seu ápice comercial com o DDP e seu auge criativo com o Imaginaerum. E não entendo o porquê da Anette ter sido, sem dúvidas a cantora mais criticada que passou pela banda, sendo que com ela o Nightwish fez dois excelentes álbuns.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

TarjaTarja
Cantora fará show de graça em Piedade (SP)

1169 acessosRio Rock City: O Power Metal morreu?367 acessosBrother Firetribe: banda de Emppu Vuorinen completa 15 anos5000 acessosNightwish: nasce a filha de Floor Jansen e Hannes Van Dahl756 acessosNightwish: inseto que vive nas sombras ganha nome de Tuomas0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Nightwish"

NightwishNightwish
Anette Olzon: "Às vezes é preciso ser malvada!"

NightwishNightwish
Em que trabalhavam os membros antes da fama?

NightwishNightwish
Por que a Anette foi tão criticada pelos fãs?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 14 de dezembro de 2015

0 acessosTodas as matérias da seção Opiniões0 acessosTodas as matérias sobre "Nightwish"

Versão genéricaVersão genérica
Rod Evans e o "falso Deep Purple" de 1980

Iron MaidenIron Maiden
Jimmy Page relembra Rock in Rio de 2001

Pink FloydPink Floyd
Entenda o "estilo Gilmour" de tocar guitarra

5000 acessosVirada Cultural 2015: O Metal entrou em peso na programação5000 acessosBlack Sabbath: pequena homenagem no Pânico na Band5000 acessosSeparados no nascimento: Lady Gaga e Eddie5000 acessosMetallica: baixista do Primus relembra teste em 19865000 acessos"Sultans of Swing": e se fosse outro guitarrista?5000 acessosPhil Anselmo: "Load", do Metallica, nunca deveria ser lançado

Sobre Edgar Oliveira

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online