Fita prova que Beatles tocaram juntos em 1976

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Fonte: Terra Música
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 16/12/03. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Guto Barra

Os Beatles separaram-se em 1970, antes do lançamento do álbum Let It Be e nunca mais voltaram a se reunir, certo? Não, de acordo com um rumor que vem circulando há muito tempo: em 1976, John Lennon, Paul McCartney, Ringo Starr e George Harrison voltaram a gravar, em um estúdio em Los Angeles.
A prova da misteriosa tentativa de retorno acaba de aparecer: uma fita apagada com créditos na caixa informando até o nome das cinco canções que haviam sido gravadas.

1394 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify5000 acessosMetromix: a lista dos vocalistas mais irritantes do rock

Os músicos teriam se reunido em novembro daquele ano no Devlen Studios, em Los Angeles, com o produtor George Martin e vários engenheiros de som. As faixas gravadas ganharam nomes como Happy Feeling, Back Home, Rockin' Once Again, People of the 3rd World e Little Girl (as quatro primeiras seriam inéditas, enquanto a última seria uma versão). Nenhuma delas pode ser ouvida na fita, restando a etiqueta com as informações como prova de que a sessão de gravações realmente aconteceu.

O período em que o encontro teria ocorrido até que faz sentido: em 1976, McCartney era o único beatle que estava fazendo sucesso. Ele havia acabado de encerrar uma turnê mundial do Wings, na esteira do sucesso do disco At the Speed of Sound.

Lennon estava no início de seu período de cinco anos de reclusão, que começou com o nascimento do filho Sean, em 1975; enquanto Harrison amargava o fracasso do disco 33 1/3 e Starr testemunhava a recepção gélida de seu Rotogravure, que afundou mesmo tendo participações de Lennon, McCartney e Eric Clapton.

O souvenir acaba de ser comprado por um texano chamado Keith Chrismon, que revelou apenas ter adquirido de um "ex-funcionário da Apple", a gravadora dos Beatles. A peça está sendo negociada pelo web site de leilões MomentsInTime.com, que pretende vender a fita em breve. De acordo com a empresa, McCartney vem se dedicando muito a abafar a tentativa de retorno dos Beatles nos últimos tempos. Em 1997, ele teria ameaçado com processos um jornalista do The Sun que estava pesquisando a história.

O problema é que a sessão teria acabado em briga e os quatro músicos deixaram o estúdio repentinamente. McCartney aparentemente não quer que o público saiba que a banda considerou voltar à ativa seis anos depois da separação - e o plano falhou. Segundo os novos donos da fita, Len Kovner, que era o dono do estúdio na época da gravação, e os engenheiros de som, as sessões realmente aconteceram. Haveria uma cópia da fita, com as faixas intactas, nos cofres dos estúdios de Abbey Road, em Londres.

É muito improvável que alguém um dia venha a ouvir as faixas inéditas dos Beatles (se elas tivessem alguma qualidade, já teriam sido a base para novos relançamentos). O aspecto legal de novos projetos do grupo tende a ficar cada vez mais complicado, já que McCartney e Yoko Ono parecem não conseguir concordar em muita coisa. O músico está novamente furioso com a viúva por ter sido excluído do crédito da faixa Give Peace a Chance no novo DVD de John Lennon. Ele não compôs a faixa, mas os dois sempre dividiam os créditos.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

VinilVinil
Os dez discos mais vendidos nos EUA em 2017

1394 acessosRock: gênero é um trintão decadente, segundo Spotify400 acessosRingo Starr: novo álbum sai em setembro, e traz Paul McCartney1346 acessosBeatles: Paul McCartney fecha acordo sobre direitos autorais315 acessosSgt. Pepper's: entrevista exclusiva com o Sargento Pimenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

FutebolFutebol
Designer cria camisas inspiradas em clássicos do Rock

Bob DylanBob Dylan
É dele a "Maior Música de Todos os Tempos"

PolêmicaPolêmica
As músicas mais controversas da história do Rock

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

MetromixMetromix
A lista dos vocalistas mais irritantes do rock

Andre MatosAndre Matos
"Eu não estava preparado para cantar no Maiden!"

Porn MetalPorn Metal
Filmes para inspirar os headbangers solitários

5000 acessosGuitar World: as 50 melhores canções de Rock de todos os tempos5000 acessosMomentos bizarros: histórias de Ozzy, Stones, Who e outros5000 acessosAs regras do Metal Neoclássico5000 acessosMetallica: Hammett e Ulrich escolhem álbuns e músicas da década passada5000 acessosX-Factor Brasil 2016: cantora arrebenta com "Highway To Hell" do AC/DC!5000 acessosTankard: "Crystal é uma cerveja tão ruim quanto a Heineken"

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online