Shows de retorno do Pixies chegam à Web

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Fonte: Terra Música
Enviar correções  |  Ver Acessos

Desde que Black Francis (Frank Black) e Kim Deal decidiram reviver os bons tempos do Pixies, a banda já se apresentou 17 vezes. A primeira aconteceu no Fine Line Music Café, em Minneapolis, nos Estados Unidos, dia 13 de abril. A última no festival brasileiro Curitiba Pop Festival, dia 05 de maio. Destes 17 shows, 16 foram gravados em CDs duplos e vendidos para o público logo após o show, com tiragem de mil cópias. Apenas o show do Brasil não foi 'vendido' e o show do Festival Coachella teve uma tiragem superior, de duas mil cópias.

Red Hot Chili Peppers: as melhores músicas segundo o LoudwireHair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesado

Esse modo de venda instantânea facilitou a chegada do material na Internet. Os principais sites de troca de arquivos já trazem praticamente todos os shows de retorno do Pixies, com direito a cópia da arte das capas do CD original e excelente qualidade de som. Inédito, mesmo, só o show que a banda fez no Brasil.

O mais interessante, porém, é que ficou possível compilar as canções deste retorno do Pixies. A banda ensaiou cerca de 40 músicas para a turnê de retorno, que deverá render uma CD e um DVD. Destas 40 músicas, nos 17 primeiros shows (no Canadá, Estados Unidos e Brasil) apenas 38 canções foram tocadas. Em média, um show do Pixies conta com um set list de 24 canções. Neste retorno, apenas em Pomona, na Califórnia, a banda tocou 20 canções. Na contra-mão, em Spoklane, no Estado de Washington, décima parada da turnê, a turma estava inspirada e deu ao público 29 músicas. O Brasil vem logo abaixo, com 28 petardos pixianos.

Pelo jeito, cinco músicas não podem faltar no repertório do show. Em todas as 17 apresentações o Pixies tocou Debaser, Tame, Gigantic e Vamos, além de uma das duas versões de Wave of Mutilation. Outras seis são quase certeza em uma apresentação da banda. Em 16 dos 17 shows, Black Francis cantou Bone Machine, Gouge Away, Here Comes Your Man, Monkey Gone To Heaven, Nimrod's Son e Where Is My Mind?. Só os canadenses de Calgari não ouviram esta última música, um dos clássicos da banda e do cinema (como pano de fundo da cena final do filme Clube da Luta).

Porém, o pessoal de Calgari ouviu Head On, que só foi tocada lá e em Winnipeg, também no Canadá, sendo a música menos tocada do repertório. Na seqüência, Blown Away, do álbum Bossanova, apareceu em três shows, enquanto Is She Weird (outra do Bossanova), Subbacultha (do Trompe Le Monde) e a cover de Neil Young, Winterlong, foram tocadas cinco vezes. A curiosidade é Wave of Mutilation, clássico do álbum Doolittle, que vem sendo apresentada em suas duas versões - a acelerada que está no álbum oficial e uma versão 'surf' que saiu em single. Em alguns shows, a banda tocou as duas versões, fazendo com que Wave of Mutilation seja a música mais ouvida neste retorno dos Pixies: ela já foi tocada 26 vezes nos 17 shows!

A turnê segue na semana que vem, desta vez na Europa. A banda faz seu primeiro show no velho mundo na Islândia, dia 26. Dia 28 toca em Barcelona e 29 em Madri (Espanha). Até o final da turnê, marcado para 04 de dezembro, na Filadélfia, Estados Unidos, a banda terá se apresentado 74 vezes. Ou seja, só faltam 57 shows - dois destes no Japão e dois no festival itinerante Lollapalooza. Black Francis, Joey Santiago, David Lovering e Kim Deal ainda têm muitas músicas pela frente.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Pixies"


Nirvana: os 50 discos preferidos da banda em diário de CobainNirvana
Os 50 discos preferidos da banda em diário de Cobain

Q Magazine: os melhores dos anos 80Q Magazine
Os melhores dos anos 80


Red Hot Chili Peppers: as melhores músicas segundo o LoudwireRed Hot Chili Peppers
As melhores músicas segundo o Loudwire

Hair Metal: Os maiores cabelos da história do rock pesadoHair Metal
Os maiores cabelos da história do rock pesado