Guitarrista fala sobre novo álbum do Whitesnake

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Thiago Coutinho, Fonte: Metalshrine
Enviar correções  |  Ver Acessos

O guitarrista Doug Aldrich, do WHITESNAKE falou nessa semana com o site Metalshrine a respeito do vindouro novo álbum de estúdio que o grupo pretende lançar em 2007, além de diversos outros assuntos. Confira os principais excertos logo abaixo:

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Rodolfo: 100% arrependido das letras dos Raimundos

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Metalshrine - Essas quatro novas faixas no álbum ao vivo, você as escreveu com David [Coverdale]. O quanto há de você nelas? Eram idéias de David que você trabalhou ou...

Doug Aldrich - Foi uma coisa mútua. Sentamos com alguns violões e... uma das faixas, 'Ready To Rock', foi algo que eu gerei, e 'All I Want Is You' foi algo que o David já havia me pedido para ajudá-lo com alguns arranjos em outras seções que tivemos. 'Dog' nós começamos do zero. 'If You Want Me', o David tinha umas idéias básicas, mas não tinha um riff, então só fiz o que era preciso. E as outras faixas que escrevemos nesse período foram da mesma forma. Há um material muito legal. Um material que tínhamos que esperar. Primeiro queríamos músicas que pudéssemos imediatamente colocar no repertório. Sim, foi uma colaboração, um amontoado de idéias. Eu ia para casa, trabalhava em algumas demos e então enviava o e-mail de volta para o David. Ele fazia algumas mudanças e eu consertava. Entende, foi um longo processo que começou... nessas idas e vindas estivemos fazendo outras coisas, mas comecei a lhe enviar as idéias no fim de 2003. Foi quando o David me disse: 'Ei, venha aqui e vamos compor alguma coisa'. E depois ele ainda me falou: 'Não estou garantindo que faremos alguma coisa, mas eu quero compor com você e ver o que acontece'.

Metalshrine - Essas outras faixas que vocês compuseram, elas estarão no novo álbum?

Aldrich - Sim, algumas estarão e agora... esse material [as quatro faixas inéditas no álbum ao vivo] foram finalizada em janeiro deste ano, e ainda há outras seis ou sete. E então, nesse ano todo, todas as vezes que toquei guitarra e tive idéias e o David também teve, então ainda tenho algumas músicas que ele ainda não ouviu que quero lhe mostrar e estou ansioso para isso. Ele também deve ter e os outros caras talvez também mostrem alguma coisa.

Metalshrine - Como é trabalhar com um cara como David Coverdale? Você também trabalhou com Ronnie James Dio. É similar ou é como se fosse outro cara que você compõe junto?

Aldrich - Bem, se eu me sentasse sem saber de quem se tratava, seria uma situação bem nervosa. Ele é uma lenda! Então, é uma honra para mim ter tido essa oportunidade, mas o jeito que funcionou foi bem orgânico e fácil. Não foi como se fosse forçado, então me sentar e tocar guitarra com ele é como me sentar com você e começar a tocar. É um colaboração e é muito fácil. Em janeiro, ele veio até mim, compôs quatro músicas e todas estava completas em uma semana. Então ele foi para casa e voltou uma semana depois e escrevemos mais duas ou três músicas e tenho ido à casa dele muitas vezes ao longo desses anos e escrevemos todo o tipo de material. É muito bom!

Metalshrine - Eu realmente não sei o que esperar do novo álbum, mas acho que virá de um jeito que imaginei que o WHITESNAKE deveria soa em 2006. Algo um pouco antigo, mas atualizado e gosto demais disso. E a voz do David está ótima.

Aldrich - Sim, ele está bem legal. Eu gosto, por exemplo você tocou em um ponto que eu concordo que é um gosto das velhas versões do WHITESNAKE, há alguma integridade daqueles tempos, mas tentamos fazer coisas diferentes. Algo assim rolou naquela balada, cuja estrutura básica vem do álbum '1987'. Mas o jeito que Deivid cantou no verso foi quase como Bob Dylan e eu achei isso muito legal. Algo diferente, um pouco bagunçado e tal. Mas ainda soa como WHITESNAKE. E fico feliz por você ter percebido isso.

Metalshrine - Você tem alguma idéia de quando o álbum sairá?

Aldrich - Estamos agendando para junho ou julho. A única coisa que pode arruinar nossos planos é se alguma turnê aparecer no caminho. Em algum ponto você tem que parar de compor, mesmo que você tenha só um verso e um refrão, é algo como: 'é isso aí, nós dois adoramos isso, vamos acabar logo'.

Metalshrine - Então, com sorte, você e os outros caras também trarão algumas idéias?

Aldrich - Você sabe, a mesa está lá para todos e acho que David, originalmente, disse o seguinte: 'Mandem-me tudo que vocês tiverem. Quaisquer idéias que tenham!', mas, não sei. Não sei se ele estava muito por dentro disso. Como eu havia dito, entrei na banda no começo de 2003, e ficamos fora da estrada por um tempo e eu tinha uma dúzia de músicas, comecei a fazer demos com elas e as enviei para ele e, alguns dias depois, David me chamou e disse: 'não lhe garanto que vamos gravar um álbum, mas você e eu estaremos em um estúdio algum dia'. Ele é bom com as palavras.

Para ler a entrevista na íntegra, clique no link abaixo.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Whitesnake"


David Coverdale: Puto com intransigência de Ritchie BlackmoreDavid Coverdale
Puto com intransigência de Ritchie Blackmore

Luxúria: uma lista de alguns dos clipes mais sexys da históriaLuxúria
Uma lista de alguns dos clipes mais sexys da história


Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Rodolfo: 100% arrependido das letras dos RaimundosRodolfo
100% arrependido das letras dos Raimundos


Sobre Thiago Coutinho

Formado em Jornalismo, 23 anos, fanático por Bruce Dickinson e seus comparsas no Maiden. O heavy metal surgiu na minha vida quando ouvi o vocalista da Donzela de Ferro em "Tears of the Dragon", em meados de 1994. Mas também aprecio a voz de pato bêbado do controverso Dave Mustaine, a simplicidade do Ramones, as melodias intrincadas do Helloween, a belíssima voz de Dio ou os gritos escabrosos de Rob Halford. A Whiplash apareceu em minha vida sem querer, acho que seus criadores são uns loucos amantes de rock e acredito que este seja o melhor site de rock do país, sem qualquer demagogia!

Mais matérias de Thiago Coutinho no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336