Avantasia: Brian May foi convidado a participar

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Vitor Rangel, Fonte: Tangra Mega Rock, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 30/12/07. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Uma entrevista em áudio de 17 minutos com o líder do EDGUY/AVANTASIA, Tobias Sammet, que foi realizada no início do mês por Vassil Varbanov da Tangra Mega Rock (Bulgária) está disponível para download em MP3 (4 MB). Alguns trechos da entrevista seguem abaixo:

2807 acessosTobias Sammet: reunião do Helloween foi a melhor coisa para eles5000 acessosPower-Trios: o Hard é o gênero "onde o bicho mais pega"

Tangra Mega Rock: Vamos falar sobre o AVANTASIA agora. O baixista do HELLOWEEN, Markus Grosskopf, que foi uma importante peça nos primeiros lançamentos do AVANTASIA, não está mais com vocês, então...

Tobias: Eu estou tocando baixo agora. É claro que eu amo ele – não de uma maneira física, há-há! Markus é uma ótima e grande pessoa, e a única razão foi que eu queria tocar baixo na banda. Não existem muitas pessoas que eu amo mais do que Markus... mas é claro, EU sou uma dessas pessoas, há-há! Eu estou apaixonado por mim mesmo, você sabe – eu sou um frontman heavy metal!

Tangra Mega Rock: Ao mesmo tempo, você tem uma impressionante lista de convidados famosos no seu álbum, como Alice Cooper, Bob Catley, Jorn Lande, Michael Kiske, Eric Singer, Rudolf Schenker, Kai Hansen... Existiu alguma pessoa que você convidou para estar no álbum e ela disse não?

Tobias: Sim, existiu, por razões de falta de tempo. Eu tentei chamar Brian May (QUEEN) para tocar algumas guitarras, mas o problema é... ele é Brian May, você sabe. Ele é um dos guitarristas mais importantes de todos os tempos, então eu queria chamá-lo, mas não queria chegar até ele com uma demo, então eu decidi finalizar as músicas primeiro. Nós produzimos e mixamos o álbum, e depois mandamos para ele uma música e perguntamos se ele gostaria de tocar nela. Ele disse, “É uma ótima música, mas no momento o meu cronograma está um pouco apertado,” e nós tínhamos apenas uma semana para ter o material pronto, então não funcionou. Eu não sei se ele estava de sacanagem, mas foi isso que ele falou.

Tangra Mega Rock: A propósito, já fazem cinco anos desde o último lançamento do AVANTASIA, “The Metal Opera Part II”. Por que demorou tanto para fazer o “The Scarecrow”?

Tobias: Pois eu não planejava fazer outro disco. Eu apenas queria fazer as primeiras duas partes, mas – como sempre acontece – alguma manhã você acorda e tem uma idéia. No meu caso não foi numa manhã, mas durante uma conversa com amigos. Eles disseram, “Tobi, por que você não faz isso de novo?” Eu falei, “Porque eu não quero. Era tanto trabalho e stress e eu não quero isso novamente. Eu tenho o EDGUY,” mas eles disseram, “Você é estúpido! Você já possui tanta experiência, você conhece tantas pessoas e você tem dinheiro o bastante para fazer uma grande produção. E você também tem o Sascha Paeth, um braço-direito que todos gostariam de ter.” Então eu disse, “Isso aí, vamos fazer!”

Tangra Mega Rock: O que os outros caras do EDGUY estão fazendo agora?

Tobias: Eles também estão ocupados. Nós faremos um show no próximo sábado na República Checa, antes disso nós fizemos alguns outros shows e essa imensa turnê americana... Basicamente, eu estou trabalhando, mas sempre varia, você sabe – de vez em quando eu tenho que fazer coisas e depois fico três dias descansando, então volto ao trabalho com eles... Nós estamos compondo novas músicas e planejamos começar os ensaios para o novo álbum no início do ano que vem. Você vê, não existe um espaço de tempo muito grande.

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Tobias SammetTobias Sammet
"Reunião do Helloween foi a melhor coisa para eles"

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Avantasia"

AvantasiaAvantasia
Gafes durante show na Alemanha; confira em vídeo

HelloweenHelloween
Markus e Dani falam sobre os fãs, Maiden, Avantasia

Michael KiskeMichael Kiske
A importância de Sammet no seu retorno ao Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Avantasia"0 acessosTodas as matérias sobre "Brian May"

Power triosPower trios
Nada como um Hardão tocado por um trio competente

Iron MaidenIron Maiden
O que os grandes músicos acham da banda?

NickelbackNickelback
Deveriam aprender a tocar com o Foo Fighters

5000 acessosO Pestinha: o que o ator mirim do filme tem a ver com rock?5000 acessosTempo implacável: os rockstars também envelhecem parte 25000 acessosO Whiplash.Net é um site lucrativo?5000 acessosMarilyn Manson: produtor fala sobre como é trabalhar com ele5000 acessosRob Halford: o choque que foi ouvir o Van Halen pela primeira vez5000 acessosDimmu Borgir: Silenoz fala sobre religião e individualidade

Sobre Vitor Rangel

Um carioca apaixonado pela boa música que no momento está cursando o 5º período de Publicidade na PUC-Rio. Teve seu primeiro contato com o rock ainda na infância, quando sua irmã colocava os discos de Iron Maiden e Pantera no toca-fitas de sua casa. Nos últimos anos, tem se dedicado inteiramente à música e à guitarra. Sua banda favorita é Metallica e também é fã incondicional de Zakk Wylde, Steve Vai e John Petrucci. Escuta de tudo um pouco, desde Madonna até Sepultura. Espera que um dia o Metallica ainda venha fazer um show no Brasil e não tem vergonha em dizer que chorou no show do Black Sabbath, em 2004, no Ozzfest.

Mais matérias de Vitor Rangel no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online