Rhapsody of Fire: "O Rhapsody of Fire ainda está vivo!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Karina Detrigiachi, Fonte: Reflections of Darkness, Tradução
Enviar Correções  


O baterista Alex Holzwarth do RHAPSODY OF FIRE, recentemente concedeu uma entrevista na qual falou sobre a situação atual da banda e também comentou sobre o final do seu projeto SIEGES EVEN, juntamente com seu irmão Oliver Holzwarth (ex- BLIND GUARDIAN).

Já faz um bom tempo que os fãs não recebem nenhuma notícia sobre o RHAPSODY OF FIRE. No site oficial a banda escreveu somente que estará fora de atividade por tempo indeterminado.
Você pode nos dar alguma nova informação sobre a situação?

publicidade

Holzwarth: "Sinto muito, mas até o momento não posso te contar nenhuma novidade.

Mas a banda ainda existe?"

Holzwarth: "Sim, com certeza. O RHAPSODY OF FIRE ainda está vivo!"

O que você pensa sobre o futuro próximo da banda?

Holzwarth: "Com certeza espero que possamos em breve fazer músicas e sair em turnê."

Enquanto o RHAPSODY OF FIRE está fora de atividades, o guitarrista Luca Turilli planeja um novo álbum solo? Talvez com você assumindo a bateria?

Holzwarth: "Eu realmente sinto muito mas também não posso te dizer nada sobre isso. Espero que você e os fãs entendam."

publicidade

Ok, então vamos conversar sobre outra coisa. Recentemente você trabalhou com o Tobias Sammet no novo álbum do AVANTASIA.
Como surgiu essa parceria?

Holzwarth: "Sempre tive contato com o Tobias e um dia eu me ofereci, caso ele precisasse de um baterista para o AVANTASIA. Um dia ele me ligou e uma vez que eu possuo tempo livre devido ao "descanso" do Rhapsody, eu concordei. A parceria é ótima e muito divertida."

publicidade

Existe uma diferença quanto ao trabalho em equipe com o AVANTASIA, em comparação com RHAPSODY OF FIRE?

Holzwarth: "Sim! O conceito musical do AVANTASIA, é diferente em comparação ao RHAPSODY OF FIRE. O Tobias me proporciona mais espaço para eu inserir minhas idéias. A música pode "respirar" se é que você me entende. As músicas do RHAPSODY OF FIRE são mais planejadas intelectualmente e analisadas detalhadamente. É um outro tipo de música e temos que levar em instrumentos diferentes, que precisam de arranjos trabalhados. Mas não me entenda mal - eu também tenho a oportunidade de opinar sobre as composições do RHAPSODY, porém de uma forma diferente."

publicidade

Ao ouvir todos os álbuns em que você toca bateria, percebe-se que você toca estilos bem diferentes. No RHAPSODY OF FIRE é mais rápido e pesado enquanto no SIEGES EVEN é muito mais progressivo e calmo. E no que diz respeito aos "passos" no álbum do SIEGES EVEN seu estilo era mais influenciado pelo jazz.

Holzwarth: "Finalmente alguém mencionou isso [risos]. Sim é verdade. Gosto de tocar em estilos diferentes mas admito que eu prefiro me soltar. No SIEGES EVEN sempre tive que tocar com uma espécie de freio de mão, mas em geral isso é contra a minha natureza."

publicidade

Você está envolvido em mais algum projeto além do AVANTASIA?

Holzwarth: "Sim, no momento estou trabalhando com o meu irmão Oliver e com o Uwe Lulis (REBELLION, ex-GRAVE DIGGER) em um outro projeto. Seguimos nossas visões musicais e o trabalho em equipe é ótimo. Já possuímos nove músicas escritas e cada uma delas possui atitude e classe."

publicidade

Atualmente o Mike Terrana é o baterista na turnê da TARJA TURUNEN. E o seu irmão Oliver toca baixo. Ele não teve a chance de conseguir nada pra você?

Holzwarth: [risos] "Infelizmente não. Mas o Mike Terrana é um ótimo baterista e estou ansioso para ver a Tarja e os caras em Munique onde eu certamente vou ver o show."

Enquanto o RHAPSODY OF FIRE não grava um novo álbum, você consegue imaginar uma reunião do SIEGES EVEN?

Holzwarth: "Não. É tudo sobre a música e eu reconheci que prefiro tocar mais rápido e pesado. Meus tempos de rock calmo se acabaram. E, como eu disse, estou começando algo novo. Ainda acredito na ‘química da banda’ e nosso time é absolutamente ótimo. Compusemos todas as músicas juntos no estúdio... e não foi de outra forma. Eu posso sobreviver e estou realmente satisfeito com os projetos atuais."

publicidade

Por último porém não menos importante: Você gostaria de deixar alguma mensagem para os fãs do RHAPSODY OF FIRE e/ou do SIEGES EVEN?

Holzwarth: "Sim, eu gostaria. Par todos os fãs do RHAPSODY OF FIRE: eu sei que estamos em um momento difícil mas nossa hora vai chegar! Apenas acreditem em nós e agradecemos sua paciência. E eu gostaria de agradecer todos os fãs do SIEGES EVEN que nos apoiaram durante todos esses anos. Vocês sabem quem são! Se cuidem e chequem o site abaixo. Obrigado a todos!"

http://www.holzwarthbrothers.com

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Rhapsody: não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca TurilliRhapsody
Não somos uma banda de Heavy Metal, diz Luca Turilli

Idioma: bandas que já cantaram em sua língua natalIdioma
Bandas que já cantaram em sua língua natal


Cinema: As 10 melhores aparições de bandas em filmesCinema
As 10 melhores aparições de bandas em filmes

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Karina Detrigiachi

Designer, nascida na cidade de São Paulo, Kari como é mais conhecida, cresceu ouvindo Deep Purple, Led Zeppelin, Skid Row e Alice Cooper. É apaixonada por todas as vertentes do Metal, porém ouve de tudo um pouco sem se prender a rótulos.

Mais matérias de Karina Detrigiachi no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin