Ville Valo: "Nunca fui muito fã de música agressiva"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Ricardo Schuh, Fonte: ARTISTdirect.com, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O editor da ARTISTdirect.com, Rick Florino, entrevistou Ville Valo, da banda finlandesa de “Lovemetal”, HIM, em fevereiro de 2010. Um trecho da conversa segue abaixo:

500 acessosHIM: petição para show de turnê de encerramento no Brasil5000 acessosGuns N' Roses: o código na capa de The Spaghetti Incident

Você pega assuntos tão sombrios e uma perspectiva tão sombria do amor e transforma-os em algo popular e agradável.

Valo: "Eu acho que pode ser genético, não sei (gargalhadas). Eu acho que o amor é atraente, ainda que sombrio. Pelo menos quanto a escrever letras, nunca fui fã de música agressiva. Para mim, melodia é a chave. É um fator gigantesco de cada canção. Eu cresci nos anos 80, então cresci ouvindo a DURAN DURAN, DEPECHE MODE e um monte de bandas de 'hair metal' – a maior parte de Los Angeles. É uma combinação disso tudo. Eu naturalmente escrevo canções que são bastante melódicas, ainda que bastante melancólicas. Eu sempre odiei a idéia de músicas alegres. Quando você é extremamente alegre e feliz com o que tem, é justamente quando não funciona para a música. Normalmente você pega um violão quando alguma coisa está te incomodando e você não sabe o que é. Quando é difícil expressar uma emoção em uma conversa, é quando pego um violão e fica fácil para mim transpor essa emoção para a música. É como acontece para mim. Eu acho que o que tem acontecido nesse álbum é um equilíbrio bom. Quando estávamos trabalhando com Matt, nós mais ou menos tomamos uma decisão consciente. Eu queria um álbum que tivesse a melancolia européia e ao mesmo tempo fosse bem direto e acessível, que soasse rock. 'Screamworks' é mais ou menos como um filme de David Lynch. Se você não sabe nada sobre 'Veludo Azul', vai ao cinema, assiste o início e diz 'Começa bem comum'. De repente, essa coisa esquisita começa a acontecer e você fica tão hipnotizado pelo filme que no final você simplesmente está sem fôlego. É esse o tipo de música que gosto – te leva numa grande viagem, mas de uma maneira tradicional, sem firulas. Então não é simplesmente 'arte pela arte'”.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

500 acessosHIM: petição para show de turnê de encerramento no Brasil0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "HIM"

Sedentos por SangueSedentos por Sangue
Confira 5 belas canções sobre Vampiros

EsquisiticesEsquisitices
Algumas exigências bizarras de astros para shows

Bandas de rockBandas de rock
O logo pode ser tão memorável quanto o maior hit

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "HIM"

Guns N RosesGuns N' Roses
O código na capa de The Spaghetti Incident

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Paul Stanley e Sidney Magal

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Robert Plant e Patrícia Pillar

5000 acessosSimone Simons: "Rammstein me faz querer mexer a bunda"5000 acessosLauren Harris: Como é ser filha do baixista do Iron Maiden5000 acessosNirvana: divulgadas novas fotos da cena da morte de Kurt Cobain5000 acessosRoadrunner: os dez melhores vídeo-clipes da gravadora5000 acessosJudas Priest: KK Downing fala sobre os motivos da saída5000 acessosBlind Melon: 'Dream Theater? Desliga essa porra!'

Sobre Ricardo Schuh

Apreciador da boa música, que vai desde o velho blues até o metal. Fã de rock desde sua infância, por sorte tem um irmão que tinha um bom acervo de LPs e fitas cassete que serviram de passatempo por tardes ouvindo o antigo 3 em 1. Leitor assíduo de tudo relacionado ao rock, fã do Whiplash.net, decidiu colaborar com o site e ajudar a divulgar o bom e velho rock’n’roll e suas vertentes.

Mais matérias de Ricardo Schuh no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online