Týr: resenha do show em São Paulo no Heavy Nation

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Durr Campos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 31/07/11. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Há dois grandes equívocos que geralmente são cometidos ao se falar sobre o TÝR. Um deles é sobre sua nacionalidade (muitos pensam que são dinamarqueses), o outro é que o quarteto formado nas Ilhas Faroé toca Folk Metal, quando na verdade seu estilo é puro e simplesmente Metal Tradicional com letras focadas na mitologia nórdica. Neste sábado (30) o Estúdio Emme, em São Paulo, recebeu a banda em sua primeira turnê brasileira.

5000 acessosLed Zeppelin: "Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?5000 acessosLobão: Titãs é uma "bandinha chechelenta"

Chegando ao local percebi que o público não seria dos maiores, mas essencialmente formado por fãs de carteirinha. Não deu outra. Bastaram as primeiras notas de “Flames of the Free” – faixa que inicia o álbum mais recente, The Lay of Thrym – ecoarem para os ânimos entrarem em ebulição. Apesar de alguns problemas no som (as vozes estavam muito baixas), a execução foi bastante aplaudida. Em seguida mandaram uma das mais cultuadas: “Sinklars Vísa”, do ótimo Land (2008). Breve pausa para agradecer a calorosa receptividade, então o vocalista e guitarrista Heri Joensen anuncia “Northern Gate” para euforia geral. Nenhuma surpresa quanto a isso haja vista o sucesso que o álbum By the Light of the Northern Star (2009) fez em nosso país. “Wings of Time” e “Ragnarok” me impressionaram, tanto pela execução da banda quanto por parte dos fãs, que as cantaram de modo plenamente apaixonado. Esta última, em especial, me transportou diretamente ao dia em que ouvi o disco que leva o seu nome, lançado em 2006.

O novo álbum é novamente lembrado na impactante “Shadows of Swastika” e no petardo “Hall of Freedom”. O mega simpático baixista Gunnar Thomsen era só alegria, pulos em direção ao público e uma pegada fenomenal. Aliás, durante todo o show seu comportamento foi notável.

Leia a resenha completa no link abaixo:
http://heavynation.blog.uol.com.br/arch2011-07-01_2011-07-31...

Para outras notícias, resenhas e novidades acesse:
http://heavynation.blog.uol.com.br/

Programa Heavy Nation:
http://www.radio.uol.com.br/#/programa/heavy-nation

Heavy Nation no Facebook:
http://www.facebook.com/groups/243643385664017

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Tyr"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Tyr"

Led ZeppelinLed Zeppelin
"Stairway To Heaven" vale mais de US$500 milhões?

LobãoLobão
Titãs é uma "bandinha chechelenta"

Black MetalBlack Metal
O cotidiano fascinante dos fãs adolescentes

5000 acessosJim Carrey: batendo cabeça ao som de Cannibal Corpse5000 acessosAxl Rose: como ele pegava todas as garotas que Slash conquistava5000 acessosLoudwire: as dez melhores bandas da era Grunge5000 acessosGuitarristas: você consegue identificar todos nesta imagem?5000 acessosMamonas Assassinas: viúva do Piloto comenta vídeo de Feliciano5000 acessosMystery Guitar Man: tocando 1000 guitarras ao mesmo tempo?

Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online