Temple of the Dog: se reunindo em show do Pearl Jam

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site do LoKaos Rock Show
Enviar Correções  

Bocas caíram e os fãs online desejaram estar presentes quando o PEARL JAM celebrou seu vigésimo aniversário no dia 1 do PJ20 Destination Weekend na noite de ontem, sábado (3/9) em Alpine Valley.

publicidade

O Pearl Jam foi assistido no evento pelos STROKES, QUEENS OF THE STONE AGE, MUDHONEY e quase 10 outras bandas, e muitas delas dividiram o palco com o poderoso PJ durante o show da noite de abertura da banda.

Julian Casablancas, Josh Homme, Glen Hansard, Liam Finn, Dan Peters, Dhani Harrison e Chris Cornell todos se juntaram ao PJ para o show principal, cujo ápice foi a reunião do TEMPLE OF THE DOG com Cornell em um dos bis.

publicidade

O Temple of the Dog foi formado como um tributo ao vocalista do Mother Love Bone ANDREW WOOD, que faleceu em decorrência de uma overdose de heroína em 1990. A lineup do Mother Love Bone incluía o guitarrista Stone Gossard e o baixista Jeff Ament que formariam o Pearl Jam após a dissolução do MLB.

Cornell apareceu primeiramente para a música ‘Stardog Champion’ do Mother Love Bone, seguida de três dos maiores sucessos do Temple of the Dog: ‘Say Hello 2 Heaven’, ‘Reach Down’ e ‘Hunger Strike’.

publicidade

O Pearl Jam fará tudo de novo nesse domingo para o dia 2 do PJ20 festival.

Assista a vídeos da reunião do Temple of the Dog.

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Thin Lizzy, Metallica: A história de Whiskey in the JarThin Lizzy, Metallica
A história de "Whiskey in the Jar"

Megadeth: Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu GomesMegadeth
Mustaine abre o jogo sobre convite a Pepeu Gomes


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin