Raimundos: Canisso relembra fase pós-Raimundos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Nascimento, Fonte: Punknet
Enviar correções  |  Comentários  | 

Canisso numa entrevista de 2013 ao site Punknet relembrou a fase em que ele saiu do RAIMUNDOS em 2003 para tocar no RODOX e também sobre a transição ocorrida após o fim do RODOX e a volta ao RAIMUNDOS em 2006. Leia o trecho da entrevista onde o baixista do RAIMUNDOS relembra essa fase:

1988 acessosMr. Catra: Projeto Rock de cantor pede ajuda5000 acessosSaúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

PUNKnet - Como foi o período pós Raimundos, tanto quanto as passagens pelo Rodox, Quebraqueixo e outros projetos como na vida pessoal? Em algum momento deixar a música foi uma opção?

Canisso - Quase, cheguei a cogitar retomar meu curso e me formar, ou abrir um oficina mecânica… Quando entrei no Rodox foi bastante diferente do Raimundos, o esquema era bastante modesto, ainda agravado pela agenda bloqueada pelos testemunhos que ele corria o Brasil fazendo em todas as Igrejas… Quando voltei para Brasília era para tentar fazer um restaurante, enquanto alugava a casa em SP, comecei a tocar guitarra em uma banda de uns amigos, só para não enferrujar, mas a banda já tinha sua dinâmica própria, não consegui me adaptar e fiquei pouco tempo. No mesmo dia em que desisti, o Digão me chamou de volta para o Raimundos, achei que era um sinal…

PUNKnet - Durante essa época, qual era o seu contato com o Digão e os outros integrantes? Que fatores te levaram a retornar ao Raimundos?

Canisso - Voltei a falar com o Digão pelo Orkut, hoje em dia seria pelo Twitter?? Ele me visitou em Brasília quando chegamos, o restante nunca mais vi naquela época, só vi Rodolfo no funeral de seu pai, anos depois. Quando eu saí do QQ, fui convidado para tocar em dois shows, o moleque que entrou na bateria toca muito, além de ser gente finíssima, estávamos todos em Brasília e o entrosamento foi instantâneo. De certa forma, a energia continuava ali, faltava retomar a caminhada, a força da amizade retomada fez o bagulho acontecer.

PUNKnet - Ainda hoje a saída do Rodolfo é um problema? Do tipo ter que ouvir das pessoas que a banda ”acabou”, que nunca vai ser boa como antes…

Canisso - Recentemente, cheguei a uma conclusão curiosa, observando os perfis de quem costuma colocar esse tipo de comentário. Eles costumam vir de dois grupos principais de pessoas: 1- pessoas que tocam em bandas que acham que a lacuna que ficou quando o Raimundos perdeu sua formação original pode ser preenchida pela banda dele, e nosso esforço atrapalha seus objetivos… para esses, meu conselho é vá tocar, ensaiar, divulgar, trabalhar sua banda, deixa de ficar de mimimi na internet, se você fosse BÃO mesmo não iria se preocupar com concorrência, quando uma banda consegue seu espaço toda a cena se fortalece, cada banda legal que para de tocar é logo substituído por uma pá de b#%^, pare e pense… 2- o outro grupo é de fãs dessas mesmas b$&@ que estão vendo que estão perdendo espaço, porque a galera do rock está crescendo, o conselho é parecido, deixa de mimimi na internet e vai ouvir música boa…

A entrevista de Canisso na íntegra pode ser lida na íntegra no link abaixo.

http://www.punknet.com.br/alem-dos-acordes-92-com-canisso-do...

Comente: Como você compara as versões com e sem Rodolfo dos Raimundos?

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 14 de março de 2017

RaimundosRaimundos
"Eu perdoei, mas eu não esqueci", diz Digão

1988 acessosMr. Catra: Projeto Rock de cantor pede ajuda248 acessosSPTV: A História do Rock no Brasil, dos 80 aos 20000 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Raimundos"

RaimundosRaimundos
Veja HQ baseada na letra de "Puteiro em João Pessoa"

RaimundosRaimundos
"Deu onda" é coisa fugaz e vai durar dois meses

RaimundosRaimundos
Canisso relembra fase pós-Raimundos

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Raimundos"

SaúdeSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

Rolling StonesRolling Stones
A História Impopular; a mais completa bio em português

Em 11/10/1996Em 11/10/1996
Morre Renato Russo, da banda Legião Urbana

5000 acessosSlipknot: "pastor" detecta mensagens subliminares nas capas5000 acessosSepultura: O solo de Eloy que fez o RIR aplaudir o Gloria5000 acessosBateristas: os trinta mais ricos do mundo5000 acessosTop 5: discos de metal nacional com nomes de outros estilos5000 acessosPedro Bial: chamando atenção para bumbum de Axl em 19915000 acessosDimebag Darrell: guitarra de Van Halen num caixão do Kiss

Sobre André Nascimento

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de André Nascimento no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online