Matérias Mais Lidas

imagemSlash explica porque o Guns N' Roses faz shows de 3 horas e meia

imagemGuns N' Roses cancela show na Escócia por razões médicas

imagemDave Mustaine perde a compostura e xinga membro da equipe do Judas Priest

imagemO mega sucesso do Led Zeppelin que era pra ser uma piada mas se tornou um hino

imagemGuitarrista original do Mercyful Fate solta os cachorros por ter ficado fora de reunião

imagemA banda de hard rock dos anos 1970 que é a queridinha de Xande de Pilares

imagem"Master Of Puppets" apareceu em comédia há 19 anos, muito antes de "Stranger Things"

imagemLed Zeppelin ou Pink Floyd, qual dos dois vendeu mais discos de estúdio?

imagem"Master Of Puppets" entra no top 30 global do Spotify depois de "Stranger Things"

imagemDave Mustaine rasga elogios e fala sobre amizade com Ice-T, vocalista do Body Count

imagemO que Lemmy Kilmister aprendeu trabalhando como roadie de Jimi Hendrix

imagemMetallica em "Stranger Things" deixa fãs preocupados com a "popularização" da banda

imagemAngra: vídeos e setlist de show celebrando "Rebirth" em SP, com convidada especial

imagemMorre Patricia Kisser, esposa do guitarrista Andreas Kisser

imagemAxl Rose teria sofrido ataque de ansiedade antes de show, diz jornal


Stamp

Jethro Tull: Ian Anderson fala sobre sua sexualidade

Por Samuel Coutinho
Fonte: Metal da Ilha
Em 06/10/13

Em uma entrevista com Joel Gausten em outubro de 2013, o frontman do JETHRO TULL, Ian Anderson, discute sobre vários assuntos, incluindo sua sexualidade. Confira uma parte da entrevista abaixo.

Joel: Eu achei a seção com as perguntas mais frequentes da banda, no JethroTull.com, bem divertida. Tem perguntas bastante repetidas, mas qual pergunta você gostaria de discutir que não seja sobre a atual turnê ou alguma produção?

Ian Anderson: "Eu realmente não tenho nenhuma específica, 'Oh, ninguém nunca me perguntou isso antes', mas as pessoas não tocam em assuntos como por exemplo, a minha sexualidade. Isso sempre me interessou porque eles supõem que eu seja apenas um cara tradicional, um tipo bem comum, um heterossexual tradicional e um homem casado com um casal de filhos, mas todos nós somos um pouco mais complexos do que isso. Eu, pessoalmente, sempre penso em mim como se eu tivesse alguns atributos femininos e alguns aspectos da minha personalidade que são uma parte muito importante naquilo que eu faço, e por isso talvez eu seja alguém que por um lado possa ser visto com uma arma de combate e outra hora tocando um instrumento de mocinha como uma flauta ou costurando alguns botões da minha camisa ou na cozinha fazendo uma espécie de pudim delicado ou algo assim. Nós não somos criaturas simples assim".

"Eu acho que esse negócio de sexualidade é muito interessante, especialmente porque eu toco em vários lugares onde as pessoas simplesmente pensam que homens são homens e mulheres são mulheres. Eu não acho que sejamos tão simples assim. Gostaria muito de pegar um cara comum do Taliban e vesti-lo com um belo vestido e talvez colocá-lo num salto alto e ensiná-lo a fazer tricô ou bordar, porque eu acho que faria bem pra sua alma. É bom salientar que é antiquado e preconceituoso ver homens e mulheres como duas espécies basicamente diferentes, isso é um completo absurdo. Todos nós temos um lado feminino, e a maioria das mulheres - ainda bem - eu sei que às vezes elas usam calças e exercem um pouco de autoridade. Por exemplo, Margaret Thatcher, Angela Merkel e Hillary Clinton, que pode muito bem se tornar a próxima presidente. É bom que algumas das meninas saibam como jogar as regras dos rapazes, e também, assim como as pessoas gostam de mim, precisam lembrar que representamos talvez 90% dos estereótipos masculinos, mas existem 10% de nós que estão um pouco na dúvida, e eu não me importo. Mas eu não sou gay, pelo que eu saiba. Eu nunca tentei, mas acho que é um pouco tarde demais (risos). Mas, se surgir uma oportunidade, certamente eu vou considerar".

Leia a entrevista completa (em inglês) no link abaixo:
http://www.joelgausten.com/2013/10/searching-for-gerald-bostock-interview.html

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Airbourne 2022
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Metallica: perdendo o Grammy para o Jethro Tull e ganhando do Megadeth


Axl Rose: "ele é um fracassado", diz mulher de Slash


Sobre Samuel Coutinho

Nascido no interior de SP no dia 15/12/1986, em uma cidade chamada Ilha Solteira, Samuel Coutinho se entregou ao heavy metal logo na adolescência. Seu forte sempre foi o heavy metal melódico, variando desde o prog-metal até ao power-metal.

Mais matérias de Samuel Coutinho.