HIM: baterista Gas Lipstick deixa a banda

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por John Wins, Fonte: Facebook Gas Lipstick HIM, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

O ano de 2015 começou com a banda em cima do palco durante a virada do ano de 2014, mas tem tudo para ser a última apresentação com a formação clássica do HIM por um bom tempo, visto que o baterista Mika "Gas Lipstick" Karppinen anunciou sua saída da banda finlandesa no último dia 27 de Janeiro.

Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rockKiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008

Publicado como uma carta aberta em sua página oficial no Facebook, o baterista descreve os principais motivos que o fizeram deixar a banda onde esteve durante os últimos 16 anos. Leia abaixo:

"Com o coração pesado venho anunciar minha saída do HIM, uma magnífica banda que fiz parte pelos últimos 16 anos. Será uma jornada que lembrarei pelo resto da minha vida. Não há drama, sangue ruim ou qualquer negatividade envolvida em minha saída.

Eu simplesmente sinto que é tempo de mudança para mim como músico.

Eu tenho noticiado durante os últimos backstages nessa última tour que meu coração não está mais 100%.

Eu sempre fui o cara que toca cada nota do fundo do meu coração e eu sinto a música muito forte enquanto estou tocando.
Se meu coração sente que é hora de ir, então tenho que ouvir, porque de outra forma não seria o certo com relação a mim mesmo, o resto da banda ou nossos incríveis fãs.

Acabaria sendo um esforço forçado e eu não posso executar ou criar assim.

Outra coisa que eu recentemente comecei a sentir falta é de compor. Eu sempre fui um compositor. Eu não senti a necessidade de escrever depois que entrei para a banda em 1999 e notei que Ville é um tremendo compositor. Que eu lembro, ele nunca trouxe uma única canção pela metade para os ensaios. Cada canção foi de alto nível e eu senti que não tinha a necessidade de acrescentar algo. Todas as suas músicas foram incríveis, como ele as apresentou. Mas no ano passado eu comecei a sentir que estou sentindo falta de escrever novamente que eu gostaria de prosseguir os meus próprios interesses musicais.
Comecei a perder a sensação de estar em uma banda, onde eu poderia ser um dos compositores novamente.

Três anos atrás, eu tive um ano ruim com meus problemas nos braços e tirei esse tempo pra mim. Levei nove meses estressantes para voltar em minha plena forma, mas após a gravação do "Tears On Tape" e tocar em mais de 100 shows para divulgação do CD, eu posso seguramente afirmar que estou de volta 100% fisicamente e mentalmente. Esses nove meses estressantes foram um dos períodos mais difíceis que eu já experimentei em toda a minha carreira e adicionando tudo mencionado acima, eu sinto que eu preciso de uma mudança de vida. Eu preciso de um novo começo.

Eu não tenho nada menos que grandes palavras pra falar sobre meus irmãos: Ville, Mige, Burton e Linde, nossa tour crew Viitsu, Antti, Manne, Sean, Brad e nossa assessoria Seppo, Taina e Vuokko. Eu desejo nada menos que um grande sucesso no futuro! Todos são pessoas incríveis e foi um prazer trabalhar com todos durantes todos esses anos.
Eu gostaria também de agradecer todas as gravadoras, promotores, antigos membros de equipe, produtores e engenheiros que tive o privilégio de aprender e trabalhar junto.

You rock BIG TIME!

E por último, mas não menos importante eu gostaria de agradecer todos vocês fabulosos fãs.

Obrigado por seu suporte e amor sem fim. HIM tem os melhores fãs do mundo!

Sem vocês, nada teria sido possível.

Espero que nossos caminhos se cruzem novamente, eventualmente, e você pode contar com isso! Eu vou mantê-lo informado sobre meus futuros empreendimentos no mundo louco da Musicalândia. Fique atento!

Felicidades, Gas Lipstick"

Único sueco da banda, Gas entrou no lugar do finlândes Juhana "Pätkä" Rantala no ano de 1999. No mesmo ano grava seu primeiro trabalho com o HIM, o clássico "Razorblade Romance", alcançando o sucesso europeu nas paradas de sucesso. Em 2004 começa a tocar em um projeto paralelo, a banda de grindcore "To Separate the Flesh from the Bones" com outros 2 ex-integrantes do Amorphis, mas sempre tendo o HIM em primeiro plano.
Seu auge ao lado do HIM chega em 2005 com a marca de 500.000 unidades de "Dark Light" vendidas na terra do Tio Sam. Um marco para os finlandeses!

Durante o hiato da banda pós-Screamworks, o 7º CD da banda (6º com Gas nas baquetas), Gas passa por sérios problemas nos nervos das mãos, sendo impossibilitado de tocar durante vários meses. Recuperado das lesões, a banda anuncia uma coletânea seguida de seu novo CD de inéditas. "Tears On Tape" marca o renascimento da banda após 2 anos longes dos palcos. Com mais de 100 shows, incluindo a inédita tour pela América do Sul, HIM se preparava para um pequeno hiato depois do tradicional festival de fim de ano, o Helldone na Finlândia.

O futuro da banda ainda é incerto.

Dono de um carisma único, Gas é conhecido dos fãs por sempre ser o último a sair do palco, distribuindo baquetas e sorrisos. Sempre ativo nas redes sociais, seu próximos planos serão revelados em postagens futuras. Por enquanto a única certeza é sua mudança para os EUA.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "HIM"


Esquisitices: algumas exigências bizarras para showsEsquisitices
Algumas exigências bizarras para shows

Finlândia: as dez melhores bandas de Heavy Metal do paísFinlândia
As dez melhores bandas de Heavy Metal do país

Memoráveis como a música: os 25 melhores logos de bandasMemoráveis como a música
Os 25 melhores logos de bandas


Curiosidades: 40 fatos inacreditáveis do rockCuriosidades
40 fatos inacreditáveis do rock

Kiss FM: as 500 mais tocadas pela rádio em 2008Kiss FM
As 500 mais tocadas pela rádio em 2008

Mascotes do Metal: os dez maiores segundo The GauntletMascotes do Metal
Os dez maiores segundo The Gauntlet

Saúde: mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentaisSaúde
Mais de 60% dos músicos sofrem de problemas mentais

Guns N' Roses: os 10 melhores não-clássicos da bandaGuns N' Roses
Os 10 melhores não-clássicos da banda

Black Sabbath: nós nunca fomos satanistas, diz IommiBlack Sabbath
"nós nunca fomos satanistas", diz Iommi

Korn: Se pudesse usar drogas de vez em quando, usaria!Korn
"Se pudesse usar drogas de vez em quando, usaria!"


Sobre John Wins

John Wins é aspirante a jornalista, além de ser designer e escritor. Trabalha como roteirista/apresentador no Heavy Talk e como administrador/editor no HIM Brasil. Grande pesquisador do metal nacional e principalmente do metal finlandês. Para mais informações, acesse: twitter.com/johnwins. Força Sempre!

Mais matérias de John Wins no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336