Korn: baterista compara download ilegal com um roubo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar Correções  

O baterista do KORN, Ray Luzier, disse que a atual geração de fãs da música não entende que download ilegal está ao lado do roubo, explicando que os artistas não estão sendo propriamente compensados por "colocar seu corpo, alma e sangue" em álbuns que estão sendo baixados de graça na Internet.

Korn: os 10 melhores vídeos da banda, segundo a KerrangPearl Jam: banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desiste

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Quando foi perguntado por Dalton Castle da rádio Q103, de Albany, sobre sua opinião sobre os serviços de streaming como o Spotify, Luzier disse: "Quer saber? É uma dessas coisas... Eu sou bem... Aqui está: "Minha última banda, o ARMY OF ONE, que tinha os caras do STONE TEMPLE PILOTS E Richard [Patrick] do FILTER. Foi a primeira vez que eu vi alguém roubar música. Eles trouxeram um CD-R para mim e disseram: ‘Ray, você assinaria isso?’ e eles estavam esperando na rua. E eu falei: ‘Claro, entra aí’, e eu falei: ‘Espere um pouco. Isso é um CD virgem.’ e ele disse: ‘Ah, sim, eu gravei do meu amigo’. E eu respondi: ‘Você roubou...? Meu disco custa US$ 9,99. Você não pode pagar uma conta de 10 dólares? Nós trabalhamos por quatro meses e meio’. Eu fiquei louco. Era 2006, eu acho. Foi quando eu realmente percebi que as coisas estavam acontecendo. Eu gritei com esse cara por uns 10 minutos. Foi tão ruim que Robert DeLeo [companheiro de banda no ARMY OF ONE] teve que me puxar de lá, porque eu estava destruindo o cara: ‘É só dez dólares. Quem te comprou esses sapatos?’, você sabe. Eu perdi a cabeça."

Ele continua: "Meu ponto é, você sabe, é legal o que sites como o Spotify fazem e é instantâneo, mas é como, o que o artista está ganhando? Você entende o que quero dizer?"

"A coisa é que com a nova geração, os garotos não entendem de fato o que estão roubando. Eles falam: ‘O que? Estou em seu maldito show’, e eu falo: ‘Sim, mas nossos discos custam 10 dólares. Você não poderia simplesmente sair e ...?’, eu sou um desses caras velhos que ainda faz isso. Eu saio e venho da Best Buy com quatro CDS. É sobre apoio aos artistas."

"Nós trabalhamos muito nos discos, cara. Nós não sentamos no estúdio só para passar o tempo. Você coloca seu coração e alma e sangue nessa gravação, e você coloca lá fora e então chegam sites como o Spotify..."




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Korn: os 10 melhores vídeos da banda, segundo a KerrangKorn
Os 10 melhores vídeos da banda, segundo a Kerrang

Korn: banda disponibiliza filmagem profissional do show de lançamento de The NothingKorn
Banda disponibiliza filmagem profissional do show de lançamento de The Nothing


Korn: nu metal foi a última onda de grandes bandas de rock, diz Jonathan DavisKorn
Nu metal foi a última onda de grandes bandas de rock, diz Jonathan Davis

KoRn e Slipknot: bandas foram banidas pelo Departamento de Defesa dos EUA?KoRn e Slipknot
Bandas foram banidas pelo Departamento de Defesa dos EUA?


Pearl Jam: banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desistePearl Jam
Banda tenta tocar Rush em homenagem a Geddy Lee mas desiste

Guns N' Roses: Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl RoseGuns N' Roses
Algumas curiosidades sobre o vocalista Axl Rose


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor