Matérias Mais Lidas

imagemA música do Raul Seixas com erro gramatical que parece um plágio mas é uma homenagem

imagemTestament está confirmado na edição brasileira do Summer Breeze, segundo jornalista

imagemRick Wakeman relembra época em que o Yes abria show para o Black Sabbath

imagemRolling Stones: Keith Richards compara tocar com Brian Jones, Mick Taylor e Ron Wood

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemShow do Dream Theater em São Paulo não será mais realizado no Pavilhão Pacaembu

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemO arrependimento que David Bowie carregava em relação a Elvis Presley

imagemA reação de Stevie Ray Vaughan ao ouvir Jimi Hendrix pela primeira vez

imagemThin Lizzy e o álbum picareta de covers do Deep Purple que garantiu sua sobrevivência

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?


Regis Tadeu: "The Queen Is Dead" continua sublime após 30 anos

Por Bruce William
Fonte: Yahoo!
Em 20/06/16

Regis Tadeu falou sobre os trinta anos de "The Queen Is Dead", álbum lançado pelo The Smiths em 1986, e que se tornou um clássico no decorrer dos anos, confira o texto completo no link abaixo e alguns trechos mais a seguir:

https://br.noticias.yahoo.com/em-seu-30%C2%BA-anivers%C3%A1rio-the-queen-is-dead-153934130.html?nhp=1

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Você talvez não se lembre por ser muito jovem, mas houve uma época em que a sensibilidade da alma de um ser humano era lindamente retratada em canções não menos que sublimes. Não havia nada desse chororô bunda mole que existe nos dias atuais, em que o sofrimento amoroso, por exemplo, é retratado em letras feitas para que débeis mentais entendam a mensagem sem precisar usar a massa de carne embolorada que têm no espaço entre as orelhas. Foi uma época em que a poesia era uma das ferramentas mais poderosas para fazer uma canção penetrar em nossa alma e nos cortar por dentro…

Não tem como não pensar nisto quando sabemos que um dos álbuns mais belos fez aniversário de lançamento. Embora eu não seja afeito à nostalgia, não consigo deixar de pensar em The Queen is Dead como um ícone da cultura pop incrustado na discografia de uma banda tão marcante quanto controversa para quem já tinha passado da adolescência nos anos 80.

Os Smiths conseguiam extrair o que de pior um dito "roqueiro" podia oferecer em termos de preconceito e contradição. O ‘brucutu’ que dizia que "Smiths é som de bichinha" era o mesmo que na década anterior chorava quando ouvia canções as canções que Elton John escrevia para seus namorados ocultos. O mesmo zé-ruela que se incomodava com a postura afeminada de Morrissey era o mesmo que sorria e chacoalhava o esqueleto toda vez que assistia a vídeos de Freddie Mercury em cima de um palco. Meus amigos mesmo não acreditavam quando eu demonstrava que ouvia com a mesma paixão e intensidade ao Show No Mercy, do Slayer, ao Atlantic Crossing, do Rod Stewart, a uma sinfonia de Beethoven e a qualquer um dos ótimos álbuns que os Smiths gravaram em sua curta carreira. Para uns, era coisa de maluco. Não para mim.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Regis Tadeu diz que Geddy Lee é um "verdadeiro estilista das quatro cordas"

Regis Tadeu expõe como Spotify e YouTube fazem falcatrua para fraudar views

Regis Tadeu explica porquê Bob Dylan está certo em cag* para os fãs

Regis Tadeu explica a "estranha sunguinha" do Axl Rose nos anos oitenta

Regis Tadeu analisa "Screaming For Vengeance", um dos maiores clássicos do heavy metal

Regis Tadeu: Apresentando o rock as novas gerações

O que Regis Tadeu acha do retorno do Pantera com Zakk Wyde e Charlie Benante?

Regis Tadeu, Rock Nacional e o Regime Militar no Brasil

Regis Tadeu fala sobre a importância de "Roots", disco que levou muitos ao metal

Regis Tadeu explica porque o Rock Clássico está morrendo e de quem é a culpa

Regis Tadeu explica a verdadeira importância da música do Metallica em "Stranger Things"

A banda brasileira que está "pronta para o mercado internacional", segundo Regis Tadeu

Regis Tadeu, Bruce Springsteen, Ximbinha e a Guitarrada

O baterista que não tinha técnica alguma e é um dos favoritos do Regis Tadeu

A razão pela qual Regis Tadeu disse que não seria pai de jeito nenhum

Prazer mórbido de ver gente se dar mal faz pessoas verem BBB, diz Regis Tadeu

Regis Tadeu fala sobre a importância de "Roots", disco que levou muitos ao metal

Regis Tadeu: tudo que você não sabe sobre Bruce Dickinson

Kurt Cobain e a banda brasileira que mexeu com ele: "eles foram muito revolucionários"

O trocadilho picante que Ney fazia em "Pro Dia Nascer Feliz" que Cazuza gargalhava


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.