Lollapalooza: balanço final da sexta edição brasileira, quarta em Interlagos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Press Release
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 04/04/17. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

Foram mais de 55 horas ininterruptas de muita diversão e shows inesquecíveis. A sexta edição do Lollapalooza Brasil bateu recorde de público ao reunir mais de 190 mil pessoas, nos dias 25 e 26 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. O megafestival novamente atraiu uma legião de fãs de todas as regiões do Brasil, vários países da América e Europa.

890 acessosMegadeth: o que faz a banda ser diferente das outras do Big 45000 acessosMetal: 101 motivos para perceber que você ouve há muito tempo

Com realização da TIME FOR FUN, C3 Presents e William Morris Endeavor Entertainment (WME), o lendário festival criado por Perry Farrell contou com patrocínio da Skol, Chevrolet Onix e AXE, e apoio Fusion Energy Drink. Hospital Sancta Maggiore é fornecedor oficial. Rede Globo, Multishow, Globo.com, 89 FM – A Rádio Rock, Rádio Mix – 106.3 e Veja São Paulo são media partners.

Reconhecido como um dos festivais mais emblemáticos do mundo, o Lollapalooza Brasil 2017 proporcionou a mais eclética das suas edições no país ao reunir artistas de diversos gêneros musicais com o melhor do indie rock, eletrônico, heavy metal, hardcore e rap.

Nomes como Metallica, The xx, The Strokes, The Weeknd, The Chainsmokers, Flume, Martin Garrix, Duran Duran, Two Door Cinema Club, Rancid, The 1975, entre outros, agitaram a zona sul da capital paulista com shows antológicos e que tornaram a incrível experiência do público em algo inesquecível.

Impacto econômico – Segundo o Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo, núcleo de estudos e pesquisas da empresa municipal São Paulo Turismo (SPTuris), mais da metade do público que prestigiou o festival era de fora da capital paulista.

O Lollapalooza gerou um impacto recorde de mais de R$ 93 milhões na economia da cidade, com gastos na cidade em hospedagem, alimentação, transporte e lazer, além de movimentar o mercado de trabalho com vagas formais e temporárias.

Estima-se que o gasto médio de cada turista foi de R$ 1.659,00, com período de permanência média na cidade de 2 a 3 dias. Mais de dois terços dos visitantes entrevistados (73,2%) aproveitaram a vinda ao Lollapalooza para frequentar a vida noturna na capital paulista.

Hospedagem e transporte – A maior parte dos turistas (32,2%) ficou hospedada em hotel ou flat, enquanto 22,9% ficaram na casa de amigos e parentes e outros 3,1% preferiram hostels. Entre as pessoas que vieram de cidades vizinhas, 38,3% optaram pelo famoso “bate-volta”, indo ao evento e voltando no mesmo dia.

Mais de 40 estabelecimentos (hotéis próximos ao Autódromo de Interlagos em regiões como Berrini, Morumbi, Chácara Santo Antônio e Moema e hostels espalhados pela cidade) foram consultados para identificar o movimento relacionado ao festival Lollapalooza.

- Hotéis estavam com média de ocupação de 81% para o fim de semana. Em fins de semana normais, a média é de 54%, ou seja, um crescimento de 50% na ocupação dos hotéis;

- Hostels tiveram uma ocupação média para o final de semana de 94%;

- 100% dos hostels informaram que o festival é importante para o setor, pois impulsiona as hospedagens de baixo custo para o final de semana, além de ser o tipo de hospedagem bem procurada pelo público jovem.

- 82% dos hotéis consultados disseram que seu principal movimento para o final de semana foi de pessoas que vieram para o Lollapalooza. 100% deles também disseram que o festival foi importante para impulsionar a ocupação deste fim de semana do evento.

Já o meio de transporte mais utilizado para chegar à cidade foram:

- Avião: 42,6%
- Carro: 24,4%
- Ônibus fretado: 18,9%
- Ônibus intermunicipal: 6,3%
- Trem: 4,2%

AVALIAÇÃO DO EVENTO

No levantamento realizado, os entrevistados também puderam avaliar alguns itens em relação ao festival. O Autódromo de Interlagos como local dos shows e pontos da produção e organização tiveram destaque, de acordo com os dados abaixo:

- 81,8% consideraram a localização do evento ótima

- 87,5% chegaram ao evento com facilidade

- 82,4% acharam a circulação dentro do evento fácil

- 83,8% afirmaram que a sinalização estava bem posicionada

- 88,4% disseram que a sonorização estava com boa qualidade

- 78,2% encontraram opções de alimentação e bebida variadas

* a pesquisa na íntegra está disponível em:
observatoriodoturismo.com.br

AUDIÊNCIA

Quem não viveu a “Experiência Lollapalooza” in loco, pode acompanhar as apresentações por meio da transmissão dos canais Multishow e Bis na TV a cabo, e Gshow pela internet. Os melhores momentos do evento também foram exibidos em compactos na Rede Globo.

Segundo o IBOPE, 71% foi o crescimento de audiência do Multishow no horário nobre na transmissão do Lollapalooza Brasil, em comparação a 2016. A maior audiência foi registrada durante as 18h de transmissão aconteceu no show do Metallica.

O resultado do Lollapalooza, em São Paulo, rendeu ótimo resultado ao Multishow ao ser o 2º canal pago mais assistido pelos moradores na capital paulista (tanto durante o total do evento, quanto no horário nobre).

Fonte: Kantar Ibope MW (15 mercados). Tabela de Programação. Análise da Concorrência.

Já na web, o Multishow, por meio de sua plataforma no Youtube, contabilizou mais de 500 mil videoviews.

CONTEÚDO SECOND SCREEN:

- Câmera 360º com transmissão dos palcos principais;

- Mais de 15 horas de transmissão (1ª vez que tivemos transmissão de câmera 360º);

- Estúdio MSW – um time de apresentadores e youtubers mostraram os bastidores do Lolla e comentaram sobre as atrações nos dois dias de evento;

- Mais de 190 mil horas de vídeo consumidas no site do Multishow e no Multishow Play;

- Um dos vídeos do Lucas Rangel teve 2,5 milhões de views e mais de 22 mil compartilhamentos, além de conteúdo exclusivo em todas as redes do canal.

Um dos pontos positivos desta edição, que contou com um belíssimo projeto de ambientação e cenografia, foram as ações dos patrocinadores estrategicamente localizadas no coração do Autódromo de Interlagos. Milhares de pessoas passaram pelo Kamikaze, ganharam copos customizados, fizeram tatuagem, deram um upgrade no visual em uma minibarbearia, viveram um momento de rockstar, entre outras atividades.

Já a atmosfera cool, aconchegante e acolhedora do Lolla Market transformou aquela pausa para recarregar as energias em uma experiência ainda melhor. As pessoas tiveram a sorte lida gratuitamente em jogos de tarô, se divertiram nas cabines de foto, compraram calçados, chapéus, bijuterias, acessórios de marcas descoladas, capinhas para smartphones e até um upgrade no visual, fazendo a barba ou uma tatuagem. Os mais variados produtos oficiais das bandas que se apresentaram no Lollapalooza Brasil 2017, completaram o rol de artigos exclusivos. O Greenpeace Brasil marcou presença como parte do projeto Rock & Recycle.

Além disso, o Chef’Stage novamente foi sucesso. Quatorze renomados chefs serviram refeições dentro do conceito Quick-Serve (comida de qualidade, preparada na hora, fresca e de serviço rápido) e deixaram o público com água na boca. Strogonoff, massas, Philly Steake, kebab, hot dogs, hambúrgueres, batatas, tapioca, macaxeira e até paella, tradicional prato espanhol, tiveram grande procura. Durante o maior evento musical da cidade de São Paulo foram servidas mais de 30 mil refeições apenas neste espaço.

Além disso, mais de 20 food trucks ficaram pelos 600 mil m² do Autódromo de Interlago. Ao todo, o público teve 40 opções gastronômicas, incluindo pela primeira vez o tão requisitado cardápio vegano e vegetariano.

LOLLAPALOOZA BRASIL 2017 – NÚMEROS FINAIS

- 2 dias de show (25 e 26 de março);

- 100 mil no sábado e 90 mil no domingo

- 47 atrações musicais (24 shows no sábado e 23 no domingo);

- Quatro palcos: Skol, Onix, AXE e Perry’s

- Área do Autódromo de Interlagos: 600 mil m²;

- Área VIP: Lolla Lounge

- Aproximadamente 600 pessoas entre músicos e produção;

- 55 horas de música ininterruptas;

- 40 amplificadores e caixas de baixo

- 57 amplificadores e caixas de guitarra

- 17 baterias

- 15 teclados

- 40 opções de alimentação

- 55 atividades

- 34 marcas

- Mais de R$ 450 milhões em mídia espontânea

- 18h de exposição no Multishow

- 4h de exposição na TV Globo

- 195 mil citações sobre o festival no Google;

- mais de 12 milhões de pessoas impactadas nas redes sociais;

- 2 palcos de 25m de boca, que suportam 30 toneladas cada;

- 500 toneladas de equipamentos de som, luz e cenografia;

- Outras 500 toneladas de estrutura metálica para palcos, house mix, barricada, etc.;

- 6 mil pessoas trabalhando na produção, sendo prestadores de serviço nos bares, ambulantes, brigadistas, assistência médica, segurança, orientadores;

- Montagem da Lollapalooza Brasil 2017 envolveu mais de 2.500 pessoas (fornecedores luz, som, estrutura, led, carregadores, banheiros químicos, etc);

- Tempo de montagem: 15 dias;

- Tempo de desmontagem: 5 dias;

- Aproximadamente 25 mil quilômetros de cabos foram usados em toda a área da Lollapalooza Brasil 2017;

- Containers: 70 containers utilizados nas bilheterias, caixas, produção e credenciamento;

- 66 geradores à base de biodiesel;

- Transmissão: Multishow, Canal Bis, Gshow e Rede Globo;

- 110 catracas/roletas permitiram a entrada do público ao evento;

- 130 contêineres utilizados nas bilheterias, caixas, produção e credenciamento;

- Banheiros: 1000;

- 500 lixeiras (tambores com 200 litros);

- Geladeiras no Backstage: 100, sendo 50 so nos camarins.

CATERING

- Em 4 dias, foram oferecidas aproximadamente 3.000 refeições ao staff do evento

- Em dois dias, serão oferecidas 1.500 refeições aos artistas. Somente a equipe do Metallica terá direito a 120 refeições.

- Refeições: no festival, por volta de 200 cafés da manhã (por dia), 350 almoços (por dia), 350 jantares (por dia).

BEHIND THE SCENES

- Equipe Técnica: 650 pessoas;

- Maior equipe: Metallica (52 pessoas);

- Menor equipe: Tchami (2 pessoas);

- Número de camarins: 22 camarins + 4 compounds dos headliners;

- Quanto de água para abastecer: 7000 garrafas de 500 ml para as bandas;

- Quantas toalhas: 570 toalhas de rosto e 470 toalhas de banho

- Sofás: 20 de dois lugares e 40 de três lugares, 50 poltronas;

- Mesas: 100 (laterais), 80 (centro), 150 mesas de 1x80 x 70 (pranchão), 200 (escritório), 300 mesas (plásticas);

- Cadeiras: 500 (escritório simples), 1000 (plásticas);

- Geladeiras: 85 (somente para área de produção e artistas – backstage);

- 30 araras.

NÚMEROS DO PALCO SKOL

Total de shows: 9 shows (5 no sábado, 4 no domingo);

Tamanho: 13,80m de altura x 63m de frente, sendo 25m somente de boca de cena;

Peso total: 55T (incluindo iluminação, som e cenografia);

Distância do público: Apenas 5m separam o público do palco;

Som: Aproximadamente 17T. O som do Palco Skol se propaga em um raio de 323m;

Iluminação: Aproximadamente 30T;

Painel lateral: 5,50m x 7,50m;

Painel do fundo: 18m x 8 m;

Cenografia: duas estruturas tubulares do patrocinador, de 6x12, localizado nas laterais do palco. No palco, testeira superior (30x5) cobrindo a boca de cena. A cenografia lateral mede 12x14.

NÚMEROS DO PALCO ONIX

Total de shows: 8 shows (4 por dia);

Tamanho: 13,80m de altura x 53m de frente, sendo 20m somente de boca de cena;

Peso total: 30T (incluindo iluminação, som e cenografia);

Distância do público: Apenas 4m separam o público do palco;

Som: Aproximadamente 17T. O som do Palco Onix se propaga em um raio de 323m;

Iluminação: Aproximadamente 25T;

Painel lateral: peso 1.720 Kg – 2 painéis de 10mm SMD – 5,12m x 7,92m;

Painel do fundo: peso 2.991 kg – 09 mm SMD – 18m x 7,80m;

Cenografia: duas estruturas tubulares do patrocinador, de 6x12, localizado nas laterais do palco. No palco, testeira superior (21x4,5) cobrindo a boca de cena. A cenografia lateral mede 8x16.

NÚMEROS DO PALCO AXE

Total de shows: 14 shows (7 por dia);

Tamanho: 13,80m de altura x 63m de frente, sendo 25m somente de boca de cena

Peso total: 55T (incluindo iluminação, som e cenografia);

Distância do público: Apenas 5m separam o público do palco;

Som: Aproximadamente 17T. O som do Palco Interlagos se propaga em um raio de 323m;

Iluminação: Aproximadamente 25T;

Painel lateral: 5,50m x 7,50m;

Painel do fundo: 17,80m x 7,68m;

Cenografia: No palco, testeira superior (30x5) cobrindo a boca de cena. A cenografia lateral mede 12x14.

NÚMEROS DO PERRY’S

Total de shows: 16 apresentações, 8 por dia

Tamanho: 45m de frente sendo 15m de boca de cena x 16 m de profundidade, 16m de altura – 3.200 metros quadrados

Peso total: 52T (incluindo iluminação,LED. som e cenografia)

Cenografia: Painel de led central: 12m x 6 de altura – 13mm – mais de 2T Painel do Booth do DJ 12m de largura x 2,80m de altura

Potência: 832 mil watts

Dois stripes de led laterais: 1m x 5,04m de altura

Dois painéis de led laterais: 5,12m x 7,20 de altura - 13 mm - mais de 1T cada

Som: 20T. O som do palco Perry’s se propaga em um raio de 250m

Iluminação: 32T

LOLLA LOUNGE 2017

Tamanho: 5 mil m² em dois pavimentos: intermediário e inferior.

Capacidade: 2.500 pessoas por dia.

- 1300 m² de lona impressa;

- Pista de 270m²;

- 400 metros lineares de fechamento;

- 5 mil metros lineares de sarrafo;

- 1500 KVA de gerador;

- Buffet Bar Riviera com cardápio assinado por Alex Atala;

- sete mil refeições servidas;

- 45 toneladas entre cenografia e técnica;

- Palco de 7x6 m;

- Led 6m x 4m;

- Oito mil litros de chopp distribuídos;

- Shuttle vip: 50 vans, 50 para cada dia de evento;

- 3 mil metros lineares de cabo de elétrica;

- 500 metros de cabo de gerador;

- Tenda de cobertura com 60m x 40m;

- 40 caminhões para montagem;

- Total de shows: 1 show por dia

TRANSPORTE

Uma das questões fundamentais para a organização do evento foi a implantação de um plano especial de locomoção, criado justamente para otimizar a chegada e saída do público, optando preferencialmente pelo transporte mais rápido, evitando o trânsito. O sistema priorizou o desembarque na estação Autódromo, da linha 9 – Esmeralda (Osasco – Grajaú) da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Localizada a 600 metros de uma das entradas do Autódromo de Interlagos, mais de 75 mil pessoas utilizaram este meio de transporte, no último final de semana, para ir ao festival. Este número corresponde a quase 50% do total de público do festival.

A movimentação pelas plataformas da estação foi intensa durante todo o final de semana e chegou a mais de 40 mil usuários no sábado e 35 mil no domingo. Em um final de semana normal, a estação atende cerca de 8 mil passageiros.

Durante os dois dias, foram vendidos mais de 15 mil bilhetes apenas na bilheteria da estação. A maioria utilizou o sistema autônomo de Bilhete Eletrônico ou, atendendo à recomendação da CPTM, comprou antecipadamente para a volta.

Para atender as pessoas que utilizaram a Linha 9 – Esmeralda para chegar ao Lollapalooza, a CPTM preparou uma operação especial com trens extras posicionados em locais estratégicos para entrar em operação de acordo com o aumento da demanda.

Com o objetivo de garantir a qualidade dos serviços, possibilitando viagens mais rápidas, a CPTM faz planejamento e prospecções visando atender o aumento da demanda em eventos da dimensão do Lollapalooza e da própria Fórmula 1, adotando estratégias operacionais adequadas ao movimento projetado para o sistema.

O esquema especial para o festival foi implantado no sábado (25), das 21h30 até à 1h da madrugada, e no domingo (26), das 20h30 até meia-noite. Nesse período, os intervalos foram de 4 minutos entre as estações Grajaú e Pinheiros.

Nos eventos internacionais, outro diferencial da CPTM é a disponibilização de empregados bilíngues nas estações mais movimentadas, avisos sonoros diferenciados, além de cartazes e banners em português e inglês, o que facilita a comunicação com os visitantes estrangeiros.

SPTrans - Além de preparar uma operação especial para melhorar os descolamentos do público no ultimo fim de semana, a SPTrans criou a linha de ônibus 607L-10 Autódromo de Interlagos – Terminal Santo Amaro com atendimento exclusivo ao Autódromo, para facilitar a saída das pessoas do festival.

Os ônibus desta linha circularam no sábado (25), das 21h à 1h, e no próximo domingo, (26), das 20h às 0h.

Durante o fim de semana, 32 linhas tiveram seus trajetos modificados a partir das 4h na região. Técnicos da SPTrans estarão nas ruas e orientarão os usuários. Caso seja necessária alguma intervenção no sistema viário, serão feitos os ajustes necessários.

Departamento de Transportes Públicos - Já o Departamento de Transportes Públicos (DTP) credenciou 2.500 táxis para atender ao público. A organização da área de embarque e de espera contou com gerenciamento e coordenação do DTP e SPTrans.

LOLLA TRANSFER

O serviço de traslado de IDA e VOLTA ao festival, com saída no ponto de encontro no Hotel Sheraton WTC com destino ao Autódromo de Interlagos foi outra opção bastante procurada deste ano.

ACHADOS E PERDIDOS

Os itens que não foram encontrados durante o festival, estarão disponíveis para consulta a partir de 7 de abril. Basta entrar em contato no e-mail SAC: sac@ticketsforfun.com.br. Os itens serão guardados até 7 de maio de 2017. Após esse dia, serão doados para caridade.

AXE LOLLA CASHLESS

A grande novidade deste ano foi que o acesso ao festival foi por meio da pulseira AXE Lolla Cashless, que dispõe da tecnologia RFID. Além de garantir a entrada no Autódromo, o acessório foi nova forma mais conveniente para evitar filas e otimizar o tempo de todos, na compra de alimentos, bebidas, produtos oficiais e outros, além de demais serviços disponíveis, como o Lolla Lounge.

EVENTO NEUTRO EM CARBONO

Pelo quarto ano consecutivo, o Lollapalooza Brasil foi um evento neutro em carbono! A neutralização das emissões aconteceu a partir da alocação definitiva de créditos de carbono originados em um projeto ambiental certificado pela ONU. O projeto escolhido para a edição de 2017 está localizado em Santo André (SP) e a redução de carbono foi obtida pela substituição de combustível em indústrias da região; o gás natural é um combustível que apresenta menor impacto ambiental do que o óleo combustível utilizado anteriormente.

Além do benefício ambiental, o projeto ainda incluiu a manutenção de diversas iniciativas sociais na região e, através dessa neutralização, o Lolla também apoiará projetos sociais em diversos lugares do mundo, focados na adaptação de populações mais vulneráveis as consequências das mudanças climáticas. É o Lolla atrelando música boa e responsabilidade social!

ENTRETENIMENTO/ATIVAÇÕES

Conheça agora as ativações que foram desenvolvidas pelas marcas nos dois dias do evento:

ESPAÇO SKOL

A Skol este ano derrubou fronteiras e convidou ao público a se expressar e fazer novas conexões no lugar mais redondo do festival. Nele, todos puderam escrever, grafitar e se expressar como quisessem em suas paredes. O espaço trouxe muitas surpresas e ativações para que as pessoas se conectassem, fizessem novos amigos e principalmente, curtissem aos shows tomando uma Skol gelada com a melhor vista do Palco Skol.

ESPAÇO CHEVROLET ONIX

O carro mais jovem e conectado trouxe ao festival um dos maiores estúdios de personalização já feitos no Lollapalooza, o “Onix Studio”. No espaço, vários tatuadores e profissionais de pintura facial e corporal estavam disponíveis para marcar o festival para sempre em você. Além disso, os fãs puderam ficar de cabeça para baixo no brinquedo Kamikaze, assistir aos shows do palco Onix no mirante ou só descansar entre uma atração e outra no redário. O Espaço Chevrolet ONIX ainda teve uma área reservada para os carregadores de celular que manteve todo mundo conectado! Mais informações em #ONIXnoLollaBR.

#FINDYOURMAGIC NO LOLLA COM AXE

Neste ano, AXE trouxe uma pegada ainda mais animal do que na última edição. Se o seu lema também é “Transpirar nunca, perder seu estilo jamais”, foi só colar no palco AXE e curtir muito. Foi criado o “Se Joga 2.0”, que estava melhor e ainda mais emocionante que o do ano passado e também o “3 segundos de Mágica AXE”, que rolou no Lolla Lounge!

FUSION SHUFFLE

Fusion chegou para mostrar que no Lollapalooza o que está em alta é se conectar: com seus amigos, com o show da sua banda favorita, com a vibe do Lolla. Tudo isso, é claro, com a energia de Fusion. Este ano, foi possível experimentar as misturas mais iradas em um bar todo conectado onde podia criar o seu próprio Fusion. Era só chegar, digitar o seu nome em uma das estações interativas, escolher um dos seis sabores de Fusion e conectar com os seus ingredientes favoritos.

PREVENT SENIOR BODY PAINTING - NEON GALACTIC GLOW

O brilho das galáxias invadiu o espaço Prevent Senior no Lolla Lounge. Os make-up artists mostraram quais eram as cores eletrizantes de cada estilo. Turn off the lights and let it shine!

RAY-BAN PLAYBACK BATTLE

A música tem o poder de transformar pessoas em lendas e você pode se tornar a mais nova delas. Bastava subir no palco e participar da Ray-Ban Playback Battle, uma grande batalha de dublagem, onde o que valia mesmo é a atitude, mostrar presença de palco, conquistar diversos prêmios e preparar-se para o sucesso!

KIBON

A Kibon esteve presente no festival e dentro do Lolla Lounge com a Linha Cornetto.

PUMA

Pela primeira vez no Lollapalooza Brasil, a PUMA realizou uma área de experimentação de alguns modelos de tênis da coleção que envolve o cantor The Weeknd e também uma loja com itens essenciais para curtir o festival com conforto, como bonés, slides, viseiras e camisetas.

WEWI

O refrigerante orgânico Wewi foi a bebida oficial do Lollapalooza Brasil 2017. Estava disponível em três sabores: guaraná, cola e laranja. De forma orgânica, saudável e natural matará a sede do público.

CABIFY

A Cabify foi a transportadora oficial do Lollapalooza 2017 e levou o público para ver seus ídolos com o máximo de conforto, segurança e economia, oferecendo uma promoção para que todos pudessem curtir o Lollapalooza do melhor jeito. Quem nunca havia utilizado o Cabify garantiu 70% OFF na ida e volta do Autódromo de Interlagos usando o código promocional CabifyLolla*. Quem era usuário Cabify, garantiu 40% OFF na ida e volta do Autódromo de Interlagos com o código promocional Lolla2017.*

PESQUISAS

Qual foi o melhor show do Lollapalooza no sábado (25/03)?

Chainsmokers – 24,32%
Metallica – 22,04%
Cage the Elephant – 16,74%
The xx – 13,75%
Tove Lo – 10,75%
Tegan and Sara – 4,67%
Criolo – 3,39%
The 1975 – 2,18%
Rancid – 2,16%

Qual foi o melhor show do Lollapalooza no domingo (26/03)?

Melanie Martinez – 46,07%
The Weeknd – 17,26%
Duran Duran – 10,83%
The Strokes – 9,36%
Martin Garrix – 6,11%
MØ – 5,10%
Two Door Cinema Club – 3,25%
Catfish and the Bottlemen – 1,14%
Jimmy Eat World – 0,88%

Fonte: G1

INTERNET

- quase 600 posts durante os dois dias (somando Facebook, Twitter, Snapchat, Instagram e Stories);

- Impacto estimado nas mídias sociais: mais de 12 milhões de pessoas durante o evento (considerando Facebook, Twitter, Instagram, Instagram Stories e Snapchat);

- Visitas ao Site Oficial: 579.182 de páginas visitadas durante o evento e 1.364.084 visualizações de páginas;

- Além do Brasil, México, EUA, Peru e Chile foram os países que mais acompanharam o evento;

- a página oficial do Lollapalooza no Facebook alcançou cerca de 3.3 milhões de pessoas em uma cobertura em tempo real de todos os shows e ativações do evento;

- Crescimento de mais de 55 mil fãs durante a semana do festival (Contagem feita de 20 de março até 27 de março);

- O evento repercutiu também das cidades do Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre e Manaus.

PESQUISA TWITTER

As atrações mais comentadas no Twitter no Brasil durante os dois dias de Lollapalooza neste fim de semana no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, foram The Weeknd, The 1975 e Metallica. Segundo informações oficiais, o evento gerou mais de 1 milhão de tweets no país, no período entre 0h de sábado (25) até 7h da última segunda-feira (27/03).

No sábado, primeiro dia do Lolla, o maior pico de conversas no Brasil sobre o festival foi às 18h29, ao término do show da banda The 1975. O segundo maior foi às 21h11, ao final da apresentação da cantora Tove Lo e com a expectativa para o início do show do Metallica. E o terceiro pico do sábado foi registrado às 17h32, no fim do show da banda Cage the Elephant e com a ansiedade para a apresentação da banda The 1975.

No domingo, os maiores picos de conversas no Twitter no Brasil foram motivados pelo cantor The Weeknd. O maior foi às 20h16, quando tocou o hit “The Hills”. O segundo maior foi às 19h56, quando Selena Gomez apareceu no telão durante o show de seu namorado, The Weeknd. E o terceiro pico do domingo foi registrado às 19h04, momento em que The Weeknd iniciava a sua performance no palco do Lollapalooza.

NOVO RECORDE: mais de 12 milhões de pessoas impactadas somando Facebook, Twitter, Instagram, Instagram Stories e Snapchat! 3 milhões a mais do que no ano passado!

Impacto nas redes

- 597 posts durante os dois dias somando Facebook, Twitter, Instagram, Instagram Stories e Snapchat

- Média de 25 publicações por hora de festival.

AUMENTO DE FÃS

Facebook – aumento de 1,5%
Antes do festival: 1.247.215
Atual: 1.266.540

Snapchat – aumento de 1,7%
Antes do festival: 6.021
Atual: 6.790

Instagram – aumento de 0,6%
Antes do festival: 175.003
Atual: 176.163

Twitter – aumento de 1,6%
Antes do festival: 195.263
Atual: 198.528

Facebook - aumento de 10,2% de 2016 para 2017
2017: 1.266.540
2016: 1.148.483

Twitter - aumento de 8$% de 2016 para 2017
2017: 198.528
2016: 107.505

- Mais de 1.4 milhão de tweets sobre o festival foram feitos em todo o mundo!
- O alcance total na rede foi de 6.5 milhões, o que resultou em 81 milhões de impressões

Países que mais comentaram:
Brasil: 28%
EUA: 28%
Argentina: 9%
Reino Unido: 5%
México: 3%

Instagram – aumento de 64,4% de 2016 para 2017
2017: 176.163
2016: 107.125
- Os 100 conteúdos de Instagram Stories resultaram em 2.063.112 impressões durante os dois dias de festival.

Snapchat – durante os dois dias de festival, dividimos a cobertura entre Snapchat e Instagram Stories.
- Foram feitos 80 snaps, que computaram juntos mais de 880 mil visualizações.
- Em 2017 ganhamos cerca de 1280 novos seguidores.
- Atingimos a média de 11.2 mil visualizações por snap durante toda a cobertura. Após o festival acumulamos um total de 6.790 seguidores no aplicativo.

ATENDIMENTO MÉDICO

- 8 Postos Médicos;
- Pronto atendimento 24h;
- 16 ambulâncias;
- 96 Profissionais da área médica durante os dois dias de festival;
- 100 profissionais de assistência médica;
- Equipes de segurança;
- 700 seguranças dentro do Autódromo, nos acessos e no entorno do Autódromo;
- Policiais Militares e GCM (Guarda Civil Municipal);
- Brigadistas: 170 por dia;
- 500 orientadores;
- 100 orientadores externos;
- 3 mil ambulantes.

Atendimentos Médicos
- 2.011 atendimentos médicos gratuitos;
- 100% dos casos foram resolvidos in loco;
- nenhuma remoção;
- Causas mais recorrentes: cefaleia (dor de cabeça), náusea/vômito, verificação de pressão arterial, dor muscular, lombalgia, curativos e desidratação.

Segurança
- A Delegacia Especializada em Atendimento ao Turista (Deatur) manteve um posto dentro do Lollapalooza;
- A Deatur contou com 40 policiais envolvidos no esquema de segurança;
- A segurança interna também foi feita 1200 seguranças particulares desarmados;
- a Deatur registrou apenas dez queixas de furtos de celulares, além de um roubo de telefone nos dois dias do evento. Um suspeito foi preso. No ano passado, o evento teve 80 casos
- uma equipe de 170 brigadistas atendeu ao público.

Site Oficial:
http://www.lollapaloozabr.com

Foto de chamada: Camila Cara/Marcelo Rossi

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

MegadethMegadeth
O que faz a banda ser diferente das outras do Big 4

23 acessosEm 21/08/2008: Metallica lança o single "The Day That Never Comes"15 acessosEm 18/08/2016: Metallica lança o single "Hardwired"975 acessosThrash: o Big 4 dos EUA Vs. o Big Teutonic 4 da Alemanha641 acessosMetallica: transmissão ao vivo de show no Canadá0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Metallica"

Lars UlrichLars Ulrich
As mulheres da vida do baterista

MetallicaMetallica
Trujillo explica a origem da "dança do caranguejo"

MetallicaMetallica
O que rola nas playlists de James e Lars?

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Lollapalooza"0 acessosTodas as matérias sobre "Metallica"0 acessosTodas as matérias sobre "Strokes"0 acessosTodas as matérias sobre "Rancid"

DécadasDécadas
Você percebe que ouve Heavy Metal há muito tempo...

Yngwie MalmsteenYngwie Malmsteen
Primeira namorada fala sobre o guitarrista

SlashSlash
"Sweet Child é a coisa mais gay que alguém poderia compor"

5000 acessosRegis Tadeu: explicando por que o Slipknot é tão odiado5000 acessosGuitarras: algumas podem mudar a sua vida, outras não5000 acessosMetallica: as extravagâncias da banda para tocar no Rock in Rio5000 acessosKorn: vídeo oficial da estreia de Tye, paizão estava junto5000 acessosMetallica: Jason Newsted revela truque que usou para ser chamado5000 acessosMötley Crüe: a ousada tattoo de modelo paulista em tributo à banda

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em junho: 1.119.872 visitantes, 2.427.684 visitas, 5.635.845 pageviews.

Usuários online