Matérias Mais Lidas

imagemO clássico da Legião inspirado em novela da TV Globo e acusado de plagiar The Doors

imagemO clássico dos Paralamas que Gilberto Gil escreveu a letra e ditou pelo telefone

imagemComo o clássico "Angel Dust" fez o guitarrista Jim Martin sair do Faith No More

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1988 é um ano inesquecível

imagem"Não existe esta coisa de New Wave of British Heavy Metal", diz Paul Di'Anno

imagemVídeo mostra o Guns N' Roses novamente tocando "Back in Black" do AC/DC

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemTico relembra trauma que o fez entrar na Fazenda e briga bizarra com Sérgio Mallandro

imagemEdu Falaschi e as versões de "Bleeding Heart" que "dá uma tristezinha" de ouvir

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemPor motivo de saúde, Tracii Guns faz show inteiro do L.A.Guns dentro do banheiro

imagemMarky Ramone sobre o CBGB: "Era como um lixão, mas era o nosso lixão"

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemA opinião sincera de Lemmy Kilmister sobre os Beatles e os Rolling Stones


In-Edit

Dinho Ouro Preto: ele se arrepende de ter criticado bandas emo no passado

Por Igor Miranda
Em 24/11/20

O vocalista Dinho Ouro Preto, do Capital Inicial, revelou em seu canal de YouTube, com falas transcritas pelo Whiplash.Net. que se arrepende de ter feito críticas às bandas brasileiras dos movimentos emo e happy rock. Anos atrás, entre o fim dos anos 2000 e o início da década de 2010, o cantor dizia em entrevistas que não gostava desses grupos e por vezes até debochava do trabalho deles.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante o vídeo, foi resgatado um trecho de uma entrevista que Dinho Ouro Preto concedeu a Lobão, na finada MTV Brasil. Na ocasião, Dinho declarou que sentia certo desdém pelas bandas dos movimentos emo e happy rock. O cantor ainda disse que a comparação deveria ser feita entre elas e boybands como Menudo, e não com outros nomes do rock.

De início, o frontman do Capital Inicial comentou que Lobão "é um cara que se caracterizou por ser uma metralhadora giratória de se pautar por esculhambar a obra dos outros". "Por muito tempo, acho que eu fazia algo parecido", completou.

Dinho refletiu que, na década de 1980, os músicos de rock criticavam bastante os artistas da geração anterior, especialmente da MPB, que traziam proposta musical mais abstrata, enquanto as bandas de rock eram mais diretas. "No começo, a gente pegava muito no pé da geração que nos precedeu, do Caetano Veloso e do Gilberto Gil", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Porém, com o tempo, o vocalista disse ter entendido que não é necessário "pisar em ninguém" ao tentar provar um ponto ou reforçar uma opinião. "Dá a impressão de que você está torcendo mais pelo fracasso alheio do que pelo seu próprio sucesso, ou que para gostar da gente, precisa odiar outro tipo de música. Não acho que funcione desse jeito. [...] Posso fazer minha música e buscar minha expressão sem precisar do massacre de outra pessoa", afirmou.

O contexto da crítica - e a mudança

Em seguida, também foi explicado o contexto da crítica feita não só nessa entrevista a Lobão, como, também, em outras aparições públicas naquele período. "Eu estava vendo o caminho para o qual o rock brasileiro seguia. Via as gerações se sucedendo. Tinha Raul, Rita, Mutantes. Depois a nossa geração. Depois tem Charlie Brown, Planet Hemp, Raimundos, CPM. Todas se seguiram. A impressão que tive é que em algum momento o rock havia tropeçado em qualidade. Acredito que a queda estava visível em artistas como o Restart", disse.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Apesar disso, a mentalidade de Dinho mudou com o passar do tempo, não só por ter adotado um posicionamento mais positivo, como, também, por ter enxergado virtudes em bandas como Fresno e NX Zero. "A verdade é que há muito talento nessa geração. Talvez eu estivesse olhando no lugar errado. O correto talvez seria eu fazer algo mais afirmativo: procurar os artistas talentosos e dar visibilidade a eles, falar do que eu aprovo. Não me pautar por bad vibes", afirmou.

O vocalista, inclusive, entrou em contato com os músicos do Restart para se desculpar. "Não gosto da música deles, acho que outros artistas se saíam melhor, mas eu os procurei e disse que não queria pautar minha carreira assim. Não queria ser conhecido como alguém que você iria procurar para saber do que ele desgosta, ou sobre o que ele vai falar mal agora.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Dinho reforçou que Lucas Silveira, vocalista e guitarrista da Fresno, foi o produtor do álbum mais recente do Capital Inicial, "Sonora". "A grande ironia do destino: uma das grandes coisas positivas que está acontecendo no rock brasileiro é, justamente, o Fresno. O Lucas Silveira é um exímio músico, um artista full-time e grande compositor. Hoje em dia, na cena do rock brasileiro, há vários outros grandes nomes, de rock independente, de metal, de punk, de rock corporativo/comercial. Há grandes nomes em todas essas direções", disse ele, que revelou ter se desculpado também com Silveira.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Assista ao vídeo, na íntegra, no player a seguir:

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.