RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas

imagemTodos os rockstars que já recusaram ser condecorados pela rainha Elizabeth II

imagemO hit de Cazuza feito durante internação e que seria indireta para affair Ney Matogrosso

imagemAxl e o pequeno gesto com Slash comprovando que as tretas do passado ficaram pra trás

imagem"Hi Regis, I'm Paul!": o dia em que Paul McCartney ligou para Regis Tadeu

imagemManeskin e o grande temor que Gastão Moreira tem em relação à banda

imagemO protagonismo do Sepultura em relação a Anitta, segundo João Gordo

imagemMembro do Guns N' Roses vai na Galeria do Rock de SP e compra camiseta oficial

imagemBob Dylan revela como conhecer seu maior ídolo o fez deixar de venerar pessoas

imagemArnaldo explica por que saía do palco quando Titãs tocava hit de "Cabeça Dinossauro"

imagemRenato Russo tentava boicotar Legião marcando show em dia de jogo na copa de 1994

imagemA surpreendente música do Metallica que Trujillo mostraria para quem não conhece a banda

imagemBlack Sabbath: 4 obscuras influências musicais da formação original

imagemPor que Casagrande precisou de escolta de psicóloga para participar de programa de Gordo?

imagemA mãe de Marcelo Barbosa não entendia porque ele trabalhava tanto

imagemGuns N' Roses no Allianz Parque de SP: veja setlist e vídeos da apresentação


Stamp

Paul Gilbert: ele foi rejeitado por Ozzy, mas por um bom motivo

Por Bruce William
Em 15/07/21

Durante conversa com a jornalista Kylie Olsson, transcrita pela Ultimate-Guitar, Paul Gilbert relembrou a ocasião em que escreveu para Ozzy Osbourne para tentar uma vaga na banda. Isso aconteceu em 1981, quando ele estava com 15 anos de idade.

"Eu vivia na zona rural da Pensilvânia e isto aconteceu, claro, bem antes da internet, onde você pode simplesmente mandar um email para qualquer pessoa. Randy Rhoads, eu era um grande fã dele, vi ele ao vivo várias vezes, o que era fantástico, aprendi muita coisa e para um garoto de 15 anos eu era bom naquele estilo".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Paul continua: "Ao mesmo tempo, eu sabia que as chances de me juntar à banda de Ozzy eram muito pequenas. Não tinha grandes expectativas mas, ao mesmo tempo, pensei: 'Se não tentar, alguém vai pegar a vaga'. Eu achava que podia tocar aquelas partes, ao menos tinha que tentar pois se não fizesse, aquilo me perseguiria, eu sempre ficaria pensando sobre a oportunidade perdida. Então disse pra mim mesmo: 'Bem, como fazer para tentar? Não conheço ninguém, estou nesta cidadezinha, não conheço ninguém no ramo, não sei o número de telefone do Ozzy'. Daí como eu tinha algumas revistas de guitarra e numa delas tinha um artigo de Mike Varney (produtor) onde ele colocou seu endereço e disse que responderia a todos que mandassem fitas cassete tocando. Mandei pra ele, acho que foi 'Rock Candy' do Montrose, e toquei muito bem".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Ele me respondeu", prossegue Paul. "E eu acho que não disse minha idade na carta. Ele se interessou, ficou tipo 'Hey, você soa muito bem. Me fale sobre você'. Estávamos no começo daquela onda hair dos anos oitenta, todos tinham que ter cabelo. 'Você tem cabelo comprido?' e eu disse 'Sim, tenho cabelo comprido, fiz uma permanente, pareço um cara do Def Leppard'. Ele respondeu: 'Legal. Você tem equipamento bom?' e eu disse 'Sim, tenho uma pilha de Marshall'. Até que, por fim, ele perguntou: 'Quantos anos você tem?'. 'Tenho 15'. Ele mandou 'Uh, Ozzy não vai querer um garoto de 15 anos na banda...'".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Paul finaliza: "Mas isso impulsionou o início de minha carreira, pois Mike realmente gostou do meu jeito de tocar, e me disse 'Continue me mandando material'. E quando fui pra Los Angeles estudar guitarra, já tinha material suficiente a ponto de Mike querer gravar comigo, e foi onde começou o Racer X".

A entrevista completa de Paul Gilbert para a jornalista Kylie Olsson pode ser vista no player abaixo.

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

NFL Steve Harris


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

A opinião de Eric Martin sobre a possibilidade de retorno do Mr. Big

Paul Gilbert: ele foi rejeitado por Ozzy, mas por um bom motivo

Mr. Big: a curiosa conquista que Paul Gilbert achava que teria com "Lean Into It"

Eddie Van Halen: por que a parte mais legal dele era ser um atleta, segundo Paul Gilbert

Kurt Cobain e a banda brasileira que mexeu com ele: "eles foram muito revolucionários"

O trocadilho picante que Ney fazia em "Pro Dia Nascer Feliz" que Cazuza gargalhava


Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.