RECEBA NOVIDADES ROCK E METAL DO WHIPLASH.NET NO WHATSAPP

Matérias Mais Lidas


Anneke Hietala
Machine Head

Heavy Culture: Assista lives com Tim Ripper Owens e Victor Griffin

Por Maicon Leite
Fonte: Wargods Press
Postado em 10 de fevereiro de 2022

Press-release - Clique para divulgar gratuitamente sua banda ou projeto.

O canal do YouTube HEAVY CULTURE conversou recentemente com mais dois grandes nomes da música pesada mundial: Tim Ripper Owens, ex-Judas Priest, e Victor Griffin, ex-Pentagram. As lives, realizadas em 25/01 e 01/02, respectivamente, dão seguimento à agenda extremamente selecionada desta nova temporada, onde os convidados revelam curiosidades sobre suas carreiras e novidades sobre seus trabalhos atuais. Além disso, o canal conta ainda com quadros especiais, como o Mosh Culture, que traz diversos convidados especiais a cada semana, com a condução de Andre Smirnoff, do Fanzine Mosh. Em fevereiro o canal ainda receberá Paul Arnold, baixista e vocalista do At War no dia 15/02 às 20h.

Tim Owens - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A live com Tim Ripper Owens começou com o vocalista falando sobre a receptividade do KK’s Priest, que em 2021 lançou seu debut, "Sermons of the Sinner". O músico também falou sobre seu mais recente projeto, o Leviathan Project, que também debutou em 2021, com "Sound of Galaxies". Sobre sua participação no álbum "The Glorious Burden" (2004), do Iced Earth, contou que ainda estava no Judas Priest quando o gravou, revelando alguns detalhes desta época: "Eu ainda estava no Judas Priest, e perguntei se eu poderia fazer isso, porque naquela época o Judas Priest não estava me pagando de qualquer maneira... Então obviamente alguém tem que ganhar a vida, então acho que eles finalmente chegaram a um ponto em que eles sabiam que eu tinha que ganhar dinheiro em algum lugar. Eles sabiam que Rob Halford voltaria, eles receberam muito dinheiro por um longo tempo, e eles sabiam que Rob voltaria à cena. Eu acho que a escrita já estava na parede quando eles disseram "vá em frente e grave o disco", então quando eu gravei o "The Glorious Burden" eu era apenas um vocalista convidado na época, e duas semanas depois que eu o gravei o Judas Priest me deixou ir. Foi uma ótima transição, porque o público era do mesmo tamanho, nós éramos atração principal no Wacken Festival, e estávamos tocando nos mesmos locais, para o mesmo tamanho de público, então foi uma transição legal".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para conferir o bate-papo com Ripper Owens, acesse:

Já a live com Victor Griffin trouxe muitas informações voltadas aos fãs de Doom Metal, com o músico relembrando seu início com o Death Row, banda formada no início da década de 1980 e que depois de muitas idas e vindas, voltou às atividades recentemente. Griffin também relembrou sua história com o Pentagram, uma das bandas mais cultuadas do Doom Metal mundial. Tendo gravado oito álbuns de estúdio com o grupo, citou ainda como era o cenário naquela época, com outras bandas do estilo surgindo no mesmo período. Também falou sobre sua saída da banda e planos futuros para o Place of Skulls e Death Row. Griffin ainda falou sobre sua rápida passagem pelo Cathedral em 1994, quando fizeram uma turnê com o Black Sabbath.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Para conferir o bate-papo com Victor Griffin, acesse:

Mais informações:
https://www.instagram.com/heavyculture

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Stamp

Tim "Ripper" Owens foi aconselhado por Wendy Dio a cair fora do Iced Earth

Judas Priest: o motivo de terem abandonado o projeto Metal God

Judas Priest: Ripper canta muito mais que Halford, diz KK Downing

Tim Ripper Owens: ele manda a real ao contar por que não pode ficar só em uma banda


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | Andre Facchini Medeiros | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Jesus Leitão Souza | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Roberto Andrey C. dos Santos | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Maicon Leite

Maicon Leite é assessor de imprensa na Wargods Press, colaborador na revista Roadie Crew e um dos autores do livro Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho, dentre outros projetos e publicações.
Mais matérias de Maicon Leite.