Matérias Mais Lidas

imagemRock in Rio 1991, Maracanã lotado, e o Guns N' Roses ameaçou não subir ao palco...

imagemBaixista do Faith No More diz que integrantes odiavam músicas do "The Real Thing"

imagemO álbum do Kiss que infelizmente é ignorado pela banda, segundo Andreas Kisser

imagemO álbum de David Bowie que Mick Jagger disse que achou "horrível"

imagemA história da capa de "Christ Illusion", que fez o Slayer ter problemas

imagemMetallica: a explicação da banda para o volume do baixo no And Justice For All

imagemSupla explica por que fala sempre misturando português com inglês

imagemCinco músicas que são covers, mas você certamente acha que são as versões originais

imagemTúnel do Tempo: 25 músicas que mostram por que 1991 é um ano tão celebrado

imagemLars Ulrich: "Não sou um baterista particularmente talentoso"

imagemOzzy acha que suas novas músicas deveriam ter sido gravadas pelo Black Sabbath

imagemOs únicos quatro assuntos das conversas nos EUA que enchiam saco de Fabio Lione

imagemSem ter o que fazer, guitarrista do Journey comprou 150 guitarras durante a pandemia

imagemRevista Veja diz que Rock in Rio virou "túmulo do rock" e explica motivo

imagemAntes mesmo do fim do primeiro semestre, Mike Portnoy escolhe seu "Álbum do ano"


Stamp

Blaze Bayley explica de forma clara e direta porque Metal é música do Diabo

Por Bruce William
Em 09/02/22

Blaze Bayley, cantor cujo currículo inclui uma passagem pelo Iron Maiden há mais de duas décadas, contou como a ascensão do grunge no início dos anos noventa forçou a maioria das bandas de hard rock a sair do rádio e da TV, com suas vendas e shows cada vez menores, mas ao mesmo tempo fez uma declaração apaixonante e de fidelidade ao gênero que o consagrou. "Para alguns, o Metal nunca vai acabar. E não queríamos o Grunge. Mas grande parte dos jornalistas diziam que o gênero 'era a próxima grande coisa a acontecer'".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Quando eu estava no Wolfsbane", prossegue Blaze, "nós éramos caras sossegados, tentando agir de forma positiva e curtir a vida. O Grunge chega, os caras dali ficam o tempo todo notando os próprios sapatos, são miseráveis, são suicidas - exatamente o contrário do que era o Wolfsbane, e o contrário do que eram muitas bandas na época".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Daí o vocalista passa a teorizar sobre o Metal: "Aqueles que realmente amavam o gênero prosseguiram. Há algo aqui. E o Grunge teve seu lugar (na história) mas não durou, essas bandas não duraram. Acho que há de fato uma grande diferença de valores. O Metal não está crescendo, mas vai seguindo lentamente e nós não deixamos ele morrer. E quando você vê uma banda fazendo Metal ao vivo, uma banda que acredita no que faz e toca bem, isto é irresistível. É a música do Diabo - nós sabemos disso pois é irresistível e você faz de tudo para ouvir mais e mais".

"O Metal é algo que te prende de alguma forma", acrescenta Blaze. "Ele transcende o modismo. Se as coisas vêm e vão... bem, eu tenho sido impopular e fora de moda durante a maior parte dos meus 35 anos (de carreira), mas continuo seguindo em frente. Não estou nem aí em ser popular ou fashion, mas minha música estará marcada no Metal. E de vez em quando, a cada dez anos, haverá um pequeno revival com gente chamando meu nome, e eu estarei onde sempre estive".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Por fim, Blaze fecha o raciocínio: "O mais importante, cara, é que isto vem do coração. Há algo no Metal que me absorve, me transforma e me tira deste mundo normal e dos problemas do dia a dia. E quando soa ótimo pra mim, quando é feito por mestres, daí o Metal se torna, absolutamente, a melhor de todas as músicas. Quando é mal feito por pessoas que simplesmente pegam todos os clichês e não fazem nada original, é a pior música. Esta é a maldição que temos no Metal, ele pode ser o melhor e pode ser o pior, e às vezes estas duas coisas se encontram no mesmo álbum", finaliza.

FONTE: Blabbermouth
https://blabbermouth.net/news/blaze-bayley-why-heavy-metal-is-the-devils-music/

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

In-Edit
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

imagemIron Maiden: quando Bruce Dickinson mandou dois tijolos para Blaze Bayley

imagemBlaze Bayley diz que é amigo dos integrantes do Iron Maiden e que não há ressentimentos

imagemBlaze Bayley explica de forma clara e direta porque Metal é música do Diabo

imagemBlaze Bayley manda mensagem natalina inspirada em seu novo disco

imagemBlaze Bayley: "Diziam que o Nirvana seria o novo Judas Priest ou o novo Iron Maiden"

imagemBlaze Bayley: segundo ele as "viúvas do Bruce" hoje apreciam seus álbuns no Iron Maiden

imagemBlaze Bayley: assista videoclipe da sua participação com o Diggerthings


Bruce Dickinson: ele ficou surpreso quando Blaze Bayley entrou no Iron Maiden



Sobre Bruce William

Bruce William pensava em ser um motoqueiro rebelde mas descobriu que é um Wieder Blutbad nerd apaixonado por uma Fuchsbau. Avy jorrāelan, CatW!

Mais matérias de Bruce William.