[an error occurred while processing this directive]

Matérias Mais Lidas


Stamp

A crucial contribuição do Angra para revolucionar o power metal, segundo ex-guitarrista

Por Gustavo Maiato
Postado em 05 de julho de 2022

"Nos anos 1990, muito guitarrista virtuose ia para o instrumental com uma pegada hard rock, tipo o Steve Vai. Quando se observa o power metal, não tinham virtuoses. Ninguém fazia semicolcheia na velocidade que o Kiko começou a fazer".

O guitarrista Andre Bastos concedeu entrevista ao jornalista musical Gustavo Maiato e, durante a conversa, o músico foi questionado sobre sua visão entre o power metal produzido na década de 1990 e atualmente.

Angra - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O guitarrista acabou de lançar o álbum "For a Better World", com sua banda Twilight Aura, que na verdade foi idealizado lá na década de 1990 e, por isso, apresenta elementos justamente daqueles tempos.

Hoje em dia, segundo Andre Bastos, os grupos do gênero são diferentes do que naquela época. Para ele, essa mudança tem a ver com a forma com que o Angra revolucionou o cenário.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"No auge do Helloween com o Michael Kiske eles tinham um baterista fenomenal, que era uma metralhadora! Tinham um baixista fenomenal, que era o Markus Grosskopf, mas as guitarras nunca foram fenomenais. Elas faziam aquela "base helicóptero" quando precisava. Os duetos não eram tão difíceis de tocar, tinham bends desafinados! O Queensryche fazia bem isso, com menos velocidade, mas com bastante duetos. Isso era característico dos anos 1990.

O Gamma Ray, quando começou, era assim também. Tinha uma bateria forte, mas as guitarras eram apenas bem tocadas, mas nada demais. A primeira vez que ouvi um power metal com guitarras que não dava para tocar foi quando o Kiko Loureiro entrou no Angra! Na verdade, quando o André Zaza entrou, logo depois de mim, já não dava para tocar, mas depois piorou. Foi naquele momento que mudou muita coisa dentro da estética do power metal. As guitarras começaram a ser virtuose também. Muito guitarrista virtuose começou a ir para esse lado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - DEN
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nos anos 1990, muito guitarrista virtuose ia para o instrumental com uma pegada hard rock, tipo o Steve Vai. Quando se observa o power metal, não tinham virtuoses. Ninguém fazia semicolcheia na velocidade que o Kiko começou a fazer. O Rafael também, pois eles faziam as coisas em dueto. Eu sabia que nunca ia conseguir fazer aquilo no Angra. Dali para frente, veio muita banda que faz isso, que tem essa parte virtuose, como o Northtale. Tentar tocar aquilo não é para qualquer um. As coisas atuais do Angra não dão para tocar. Agora, o Stratovarius não é assim. Dá para tocar.

Quando fizemos as músicas do Twilight Aura, éramos daquela época. Não tínhamos os duetos com um monte de nota difícil. Acho lindo, mas não é para qualquer um. Nossos duetos são muito mais parecidos com os do Helloween. Mantivemos isso. Essa é nossa essência. Fazemos um power metal, mas daquele jeito. Acho que o estilo evoluiu, mas cada um tem espaço para ter sua personalidade. A nossa tem essa influência dos anos 1990. Falando sobre o Edu Falaschi, por exemplo, tocar o que eles tocam hoje em dia é complicado! Não só o Roberto Barros, que é um monstro, mas o Diogo Mafra também. Como faz para tocar nessa velocidade? (risos). As guitarras evoluíram muito, mas nós quisemos manter o estilo que lembra mais como era no começo dos anos 1990", concluiu.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps


Summer Breeze 2024


publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.
Mais matérias de Gustavo Maiato.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS