Matérias Mais Lidas

imagemA dura bronca dos Titãs em Nando Reis durante gravação de "Titanomaquia"

imagemThin Lizzy e o álbum picareta de covers do Deep Purple que garantiu sua sobrevivência

imagem4 hits do Deep Purple cujos riffs Ritchie Blackmore já confessou ter copiado

imagemConheça o guitarrista brasileiro de 16 anos que estará no próximo clipe do Megadeth

imagemA certeira visão de Penélope Nova sobre como pop "absorveu e enfraqueceu" outros estilos

imagemA inteligente estratégia de Prika para não perder gravadora na ruptura da Nervosa

imagemBeatles: A música que Paul McCartney compôs para calar a boca de Pete Townshend

imagemO hit dos Engenheiros sobre Humberto não querer ser guru dos jovens igual Renato Russo

imagemRoger Waters sobre tocar Pink Floyd sem David Gilmour: "Não tenho problema algum"

imagemPor que o processo de composição da Legião Urbana e Engenheiros era tão diferente?

imagemRolling Stones: Keith Richards compara tocar com Brian Jones, Mick Taylor e Ron Wood

imagemShow do Iron Maiden pra "pouca gente" é o favorito de Blaze Bayley

imagemSteve Grimmett: vocalista do Grim Reaper morre aos 62 anos

imagemRob Trujillo presta tributo ao Rage Against The Machine após shows em Nova Iorque

imagemLegião Urbana e a surpreendente música que serviu de base para "Ainda é Cedo"


Dream Theater 2022

A crucial contribuição do Angra para revolucionar o power metal, segundo ex-guitarrista

Por Gustavo Maiato
Em 05/07/22

"Nos anos 1990, muito guitarrista virtuose ia para o instrumental com uma pegada hard rock, tipo o Steve Vai. Quando se observa o power metal, não tinham virtuoses. Ninguém fazia semicolcheia na velocidade que o Kiko começou a fazer".

O guitarrista Andre Bastos concedeu entrevista ao jornalista musical Gustavo Maiato e, durante a conversa, o músico foi questionado sobre sua visão entre o power metal produzido na década de 1990 e atualmente.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O guitarrista acabou de lançar o álbum "For a Better World", com sua banda Twilight Aura, que na verdade foi idealizado lá na década de 1990 e, por isso, apresenta elementos justamente daqueles tempos.

Hoje em dia, segundo Andre Bastos, os grupos do gênero são diferentes do que naquela época. Para ele, essa mudança tem a ver com a forma com que o Angra revolucionou o cenário.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"No auge do Helloween com o Michael Kiske eles tinham um baterista fenomenal, que era uma metralhadora! Tinham um baixista fenomenal, que era o Markus Grosskopf, mas as guitarras nunca foram fenomenais. Elas faziam aquela "base helicóptero" quando precisava. Os duetos não eram tão difíceis de tocar, tinham bends desafinados! O Queensryche fazia bem isso, com menos velocidade, mas com bastante duetos. Isso era característico dos anos 1990.

O Gamma Ray, quando começou, era assim também. Tinha uma bateria forte, mas as guitarras eram apenas bem tocadas, mas nada demais. A primeira vez que ouvi um power metal com guitarras que não dava para tocar foi quando o Kiko Loureiro entrou no Angra! Na verdade, quando o André Zaza entrou, logo depois de mim, já não dava para tocar, mas depois piorou. Foi naquele momento que mudou muita coisa dentro da estética do power metal. As guitarras começaram a ser virtuose também. Muito guitarrista virtuose começou a ir para esse lado.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Nos anos 1990, muito guitarrista virtuose ia para o instrumental com uma pegada hard rock, tipo o Steve Vai. Quando se observa o power metal, não tinham virtuoses. Ninguém fazia semicolcheia na velocidade que o Kiko começou a fazer. O Rafael também, pois eles faziam as coisas em dueto. Eu sabia que nunca ia conseguir fazer aquilo no Angra. Dali para frente, veio muita banda que faz isso, que tem essa parte virtuose, como o Northtale. Tentar tocar aquilo não é para qualquer um. As coisas atuais do Angra não dão para tocar. Agora, o Stratovarius não é assim. Dá para tocar.

Quando fizemos as músicas do Twilight Aura, éramos daquela época. Não tínhamos os duetos com um monte de nota difícil. Acho lindo, mas não é para qualquer um. Nossos duetos são muito mais parecidos com os do Helloween. Mantivemos isso. Essa é nossa essência. Fazemos um power metal, mas daquele jeito. Acho que o estilo evoluiu, mas cada um tem espaço para ter sua personalidade. A nossa tem essa influência dos anos 1990. Falando sobre o Edu Falaschi, por exemplo, tocar o que eles tocam hoje em dia é complicado! Não só o Roberto Barros, que é um monstro, mas o Diogo Mafra também. Como faz para tocar nessa velocidade? (risos). As guitarras evoluíram muito, mas nós quisemos manter o estilo que lembra mais como era no começo dos anos 1990", concluiu.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp


publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Resenha - Edu Falaschi (Bar Opinião, Porto Alegre, 07/08/2022)

Cinco álbuns marcantes de heavy metal que estão quase fazendo 30 anos - Parte I

Lutador Wanderlei Silva curte noite curitibana com Angra e Sons of Apollo

A opinião de Marcelo Barbosa sobre cancelamento de Metallica e Pantera por racismo

Bittencourt começou a fazer tai chi chuan no camarim após beque de Mariutti bater forte

Luis Mariutti preferiu nadar a participar de gravação do clipe de "Time"

Luis Mariutti comenta os principais motivos que causaram sua saída do Angra

Felipe Andreoli, do Angra, agradece fãs por apoio após doença do filho

Mariutti relembra dia que caras do Angra foram tocar em bar raiz e arrumaram pra cabeça

Marcelo Barbosa compartilha meme que diz que Luan Santana é fã de Angra

Rafael Bittencourt desabafa sobre filho trans e necessidade de representatividade

Quando o Angra entregou um álbum perfeito para os fãs

Marcelo Barbosa dá aula de sensatez ao ser questionado sobre melhor guitarrista

O Angra era tão grande quanto o Helloween nos anos noventa, diz produtor

Rafael Bittencourt relembra quando limpou a bunda com soda cáustica sem querer

Angra: Rafael Bittencourt fala de racismo, carnaval e Megadeth

Mi e ex-Fresno deixaram heavy metal para "músicos nerds"; "nunca vou tocar como o Angra"

Angra: como fica "Carry On" nas vozes do Van Canto

Power Metal: os dez álbuns essenciais do gênero

Andreas Kisser: "Eloy Casagrande talvez não seja humano"


Sobre Gustavo Maiato

Jornalista, fotógrafo de shows, youtuber e escritor. Ama todos os subgêneros do rock e do heavy metal na mesma medida que ama escrever sobre isso.

Mais matérias de Gustavo Maiato.