Desaster: entrevista com Sataniac para a Lords Of Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Luis Augusto Bueno De Amorim, Fonte: Lords Of Metal (E-Zine Holanda, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A zine holandesa "Lords Of Metal" entrevistou o frontman do Desaster, conhecido como Sataniac. Confira o que os alemães disseram!

Lords Of Metal: Em primeiro lugar parabéns pelo novo álbum, "The Arts Of Destruction". Os comentários e reações dos fãs tem sido imensamente positivos. Qual é a opinião da banda sobre este novo trabalho?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sataniac: Bem, acho que fizemos um álbum bastante variado em "The Arts Of Destruction". Porém eu prefico aida o "Satan Soldiers Sindicate". Não sei bem o motivo. (Risos). Embora eu goste de todos os discos que fizemos, devo admitir que nosso novo trabalho tem a melhor qualidade na gravação de som.

Lords Of Metal: O último álbum foi lançado no outono de 2007. O que levou vocês a esperarem 4 anos para lançar "The Arts Of Destruction"?

Sataniac: Estamos velhos, gordos e cansados. (risos) Precisamos de um pouco mais de tempo de agora em diante, mas isso é devido a motivos particulares e pessoais. Nos preocupamos com família, trabalho, entre outras coisas. Mas pensamos que tudo gira em torno da qualidade das nossas músicas, e não sobre o quão rápido nós as lançamos.

Lords Of Metal: O "Angelwhore" foi um pouco experimental (se é que podemos usar esta palavra). "S.S.S" Trouxe a banda novamente às raízes, e se tornou matador. Típico do Desaster. "The Arts Of Destruction" na minha opinião retorna mais a fundo ainda até essas raízes. Me lembra muito o "HellFire's Dominion" e o "Tyrants Of Netherworld", com a vibe black metal de "A Touch Of Medieval Darkness" e do EP "Stormbringer". Qual é a sua opinião sobre isso?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sataniac: Concordo com você, o nosso novo álbum é mais black metal que os últimos. "Angelwhore" é menos black metal, não sei. Eu amo este álbum mas algumas faixas ficaram longas demais. Em "Satan's Soldiers Syndicate", nós mantemos as músicas mais compactas, e em "The Arts Of Destruction", optamos por fazer boas misturas. Há músicas longas, porém não são músicas chatas. É o nosso disco mais variado, trazendo uma mistura equilibrada, e talvez seja o resultado final mais perfeito em 24 anos de trabalho no Desaster.

Lords Of Metal: Infernal normalmente escreve quase todas as músicas da banda. Foi diferente nesse álbum? Quero dizer, estão todos envolvidos no processo de composição?

Sataniac: Todos os riffs vieram do Infernal como sempre. Mas nós construímos músicas juntos e gravamos demos daquelas merdas. Assim ouço as gravações e posso escrever as letras, a partir de um título que se encaixe com o espírito da música. Mas não temos um plano-mestre. Apenas escrevemos músicas sobre coisas que nós gostamos.

Lords Of Metal: Acho que em algumas músicas do novo álbum vocês consideraram o feeling que elas teriam sendo executadas ao vivo, e quais os fãs gostariam mais. É claro que "Metallized Blood", "Teutonic Steel", são as mais queridas pelas multidões, pois geram um sentimento diferente nos fãs. Na minha opinião as faixas "Possessed And Defiled" e "Beyond Your Grace" possuem as mesmas atmosferas das duas músicas que citei antes. Sua opinião por favor...

Sataniac: Bom, eu não penso que essas músicas soam como os antigos clássicos nossos. Talvez para os ouvidos dos fãs elas gerem este tipo de sentimento, mas não me soa similar. Eu preciso de alguns meses para checar com mais propriedade o feeling desses sons.

Lords Of Metal: "SSS" foi gravado nos estúdios Harrow, na Holanda e na verdade o álbum tem a melhor produção até agora. O novo álbum soa, no mínimo, tão poderoso quanto o antecessor, e traz à tona atmosferas de álbuns anteriores. Onde e com quem vocês gravaram o álbum, e qual tipo de som vocês procuravam?

Sataniac: O mais importante é que não mixamos o álbum por nós mesmos. Foi a melhor decisão que tomamos. Gravamos no Toxomusic Studios em Koblenz com Wally Walldorf (Toxoplasma), mas desta vez demos a mixagem para as mãos de um grande amigo, Sr. Engel (Impending Doom) e ele fez um trabalho realmente fodido.

Lords Of Metal: O Desaster tinha a tradição de incluir músicos convidados nos últimos álbuns. Há alguma participação assim no "The Arts Of Destruction"? Se houver você pode dizer mais sobre a escolha deste visitante?

Sataniac: Desta vez temos os vocais de Marc Grewe (Morgoth) em "Beyond Your Grace". Tormentor apareceu com essa idéia e Marc fez algumas vozes para essa música. O foda é que ele conseguiu alcançar o meu timbre com tanta perfeição, que fica até difícil distingüir quem está no vocal.

Lords Of Metal: Quando se trata de shows do Desaster, torna-se um assunto meio que raro. Com exceção de algumas tours de 3-4 dias, vocês não pegam a estrada muitas vezes. Há algumas explicação para isso?

Sataniac: O fato é que o Desaster não é uma banda comercial, e nós não vivemos do trabalho musical. Temos empregos normais e conforme os anos passaram, surgiram outras prioridades. Infelizmente não há tempo para tocar em todos os finais de semana. Tornamos os shows uma raridade afinal, e isso me deixa feliz pois parecem rituais. Não somos capazes de realizar este ritual todas as noites. Os fãs ficam sedentos, e fazem um espetáculo a parte, quando nos apresentamos.

Lords Of Metal: O Desaster está novamente na rota da América do Sul, para alguns shows na Colômbia. Vocês parecem ter um carinho especial pela América Do Sul e são sempre muito bem recebidos por lá. O ao vivo "Brazilian Blitzkrieg Blasphemies" é uma prova disso. Fale mais, por favor, sobre a ligação da banda com este continente.

Sataniac: Houve uma oferta para gravarmos este ao vivo, "Brazilian Blitzkrieg Blasphemies". Então viajamos para São Paulo em 2003. Esta foi uma única e memorável apresentação. Em 2006 e 2008 sim, os mesmos caras de antes nos trouxeram de volta e nós fizemos uma verdadeira tour. Nós sempre amamos a América Do Sul, e estou muito ansioso pelo show em Cali.


Lords Of Metal: O DVD gravado no Brasil já tem 8 anos de idade. O aniversário de 25 anos da banda está chegando, e você pretendem lançar algo comemorativo? No 20° aniversário lançaram uma compilação em vinil altamente limitada. Se lançarem algo assim desta vez... que seja menos limitado por favor... (Risos)

Sataniac: Claro que temos planos para o 25º aniversário, mas eu não vou te dizer a jato. (risos)

Lords Of Metal: A velha escola do metal está retornando em ritmo alucinande nos últimos anos, e há muitos músicos mais jovens, conservando o som "Old-School" dos anos 80. Na sua opinião, o que faz esses jovens tentarem a todo custo manterem aquele espírito vivo?

Sataniac: Eu não acho qualquer música retrô interessante não. Cada música tem seu tempo útil. Na minha concepção é humanamente impossível trazer de volta os sentimentos daqueles dias. Eu creio que essas bandas novas são honestas, e fazem o som de acordo com o que está em seus corações. Porém eu não estou interessado. Escuto os sons dos criadores, e não o som das criações. Mas eu faço parte da velha guarda, e é claro que para os mais jovens isso pode ser até bom.

Lords Of Metal: Pronto para a última pergunta?

Sataniac: Manda!

Lords Of Metal: Como diabos você consegue manter esta voz tão agressiva, beirando a perfeição com o passar dos anos? Parece que você fica mais irritado a cada álbum.

Sataniac: Obrigado pelo elogio cara! (risos) Para mim é extremamente importante ter atuações agrassivas nos vocais. Tenho raiva de sobra para fazer os vocais neste estilo brutal. Neste tipo de música você deve sempre se sentir atacado cruelmente pelos vocais. Não vejo graça em bandas extremas onde o vocalista canta com asma, com a metade de seu potencial sendo mostrado.

Lords Of Metal: Muito obrigado pela entrevista, e paramos por aqui... A menos, é claro, que você queira mencionar mais alguma coisa...

Sataniac: Obrigado aos leitores, e agradeço também o interesse no Desaster. Levantemos a bandeira do metal extremo bem alto. Agora e na Eternidade!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Desaster"


Cranberries: causa da morte de Dolores O'Riordan é reveladaCranberries
Causa da morte de Dolores O'Riordan é revelada

Rodolfo: 100% arrependido das letras dos RaimundosRodolfo
100% arrependido das letras dos Raimundos


Sobre Luis Augusto Bueno De Amorim

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

Cli336x280 CliIL Cli336x280