Phil Anselmo: vocalista, guitarrista e baixista de solo

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Site Hellbound, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Jason Wellwood do site Hellbound.ca recentemente conduziu uma entrevista com Phillip Anselmo (DOWN, PANTERA, SUPERJOINT RITUAL). Alguns trechos extraídos da conversa seguem abaixo.

Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoNirvana: "Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Hellbound.ca: Dia cheio pra você?

Anselmo: Vai ser, começando com você e indo daqui eu vou estar no estúdio até tarde da noite de hoje.

Hellbound.ca: É um dia típico pra você, fazer um pouco de imprensa e daí ir pro estúdio pro resto do dia?

Anselmo: Depende da tipicidade de tudo. Sim, eu estou no estúdio bastante e sim, eu converso com a imprensa muito frequentemente. Pra lhe dizer a verdade, é muito especial, porque eu estou gravando um disco solo bem agora e eu estou na metade da gravação das trilhas de bateria.

Hellbound.ca: Então as canções são todas escritas para o disco solo?

Anselmo: Tenho feito demos, eu acho que faz um ano com esse garoto na bateria, apenas um cara das redondezas, um músico de estúdio. Então eu tinha os esqueletos básicos para essas canções meio que no lugar. Você sabe, não casados com uma parte ou outra em particular. Daí eu fiz um monte de afinações e achei um baterista com quem eu queria tocar; o garoto do WARBEAST (Joe Gonzalez), um excelente baterista, um grande, grande, grande baterista. Ele toca thrash metal no WARBEAST mas isso não o limita de todos os espectros do heavy metal. Ele é muito flexível e variado, então é demais. Eu tenho o melhor de tanto as mãos como os pés, se você quer saber, de um baterista.

Hellbound.ca: Você vai tocar o resto das outras partes do disco? Tocar guitarra, cantar e tocar baixo também?

Anselmo: Eu diria que 99%, com certeza. Eu posso chamar alguns caras pra fazer uns leads de guitarra. Eu não sou nada bom em leads, eu sou meio criativo com os temas, mas como guitarra solo eu sou bem ruim! Dependendo da música, você sabe, eu estou pensando que esse projeto em particular possa precisar de alguém com mais talento na guitarra solo.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Hellbound.ca: É bom ouvir sobre um disco solo saindo que é realmente um disco solo e não alguém tacando seus vocais em cima do trabalho de outra pessoa.

Anselmo: Do caralho, cara! Sim, você sabe, o lance de 'super grupo' já deu o que tinha que dar. Eu não queria simplesmente juntar essa banda, outra banda de novo, como o Superjoint, como o Down, como algo que eu já tenha feito antes. Então como você disse, disco solo total. Eu queria tocar bateria, apesar de tudo, te digo isso! Mas esse garoto é insanamente bom pra caralho, eu nunca aspiraria ser tão bom como esse garoto. Ele é fodidamente incrível.

Hellbound.ca: Alguma ideia nessa altura de quando o disco será lançado?

Anselmo: Veja, eu não quero colocar uma data em nada assim porque ainda há muito trabalho pra ser feito e daí em cima disso eu tenho muito trabalho no meio disso que envolve o DOWN, que envolve muitas de minhas bandas aqui na Housecore [Records, gravadora de Anselmo].

A entrevista na íntegra (em inglês) pode ser lida no endereço:
http://www.hellbound.ca/2010/11/phil-anselmo-the-hellbound-i...




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Pantera"Todas as matérias sobre "Down"Todas as matérias sobre "Superjoint Ritual"Todas as matérias sobre "Phil Anselmo"


Racismo: Gritar Black Power não é a mesma coisa que gritar White PowerRacismo
Gritar "Black Power" não é a mesma coisa que gritar "White Power"

Phil Anselmo: os discos de Metal e filmes de horror preferidosPhil Anselmo
Os discos de Metal e filmes de horror preferidos


Postura: 12 coisas que você nunca deve dizer a um músicoPostura
12 coisas que você nunca deve dizer a um músico

Nirvana: Teoria é um desperdício de tempo, dizia KurtNirvana
"Teoria é um desperdício de tempo", dizia Kurt


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Cli336x280 CliIL Cli336x280