Paul Di'Anno: Jack Daniels, Corinthians e Punk Rock

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por André Molina
Enviar correções  |  Comentários  | 

Leia review do show de Curitiba no link abaixo.
5000 acessosPaul Di'Anno: bom show e repertório conservador em Curitiba

Após a vigorosa apresentação de abertura da turnê brasileira de 2009 em Curitiba, na casa noturna Ópera 1, o ex-vocalista do Iron Maiden recebeu o Whiplash em seu camarim para dar uma breve entrevista sobre diversos assuntos.

Em uma conversa descontraída à base de “Jack Daniels”, o cantor fez uma autocrítica construtiva do primeiro show da turnê. “Achei o andamento das músicas um pouco lento. Não foi punk suficiente. Mas é normal em início de turnê. Vamos melhorar. A banda que me acompanha é fantástica (Scelerata). Eles são tecnicamente melhores que os integrantes do grupo paraguaio que fez a turnê de 2006. Estou em um forte ritmo por causa das turnês européia e brasileira. No começo me preocupei, mas agora estou confiante”, disse.

No show, Di’anno demonstrou que incluiu mais canções da carreira solo no repertório. Quase metade do set list foi composto de músicas pós-Iron Maiden. Segundo ele, o público está mais acostumado com as canções que não são da banda que lhe consagrou mundialmente. “Os fãs começaram a pedir músicas fora da fase Maiden. Queremos lançar um disco de inéditas em breve. Estamos gravando na Alemanha com músicos de lá”, revelou.


Paixão corinthiana

No meio da entrevista, que se tornou um bate papo, Di’anno aproveitou a ocasião para falar de uma das principais paixões que tem no Brasil: o Corinthians. É impossível chegar ao lado dele sem perceber alguma referência ao time paulista. “Sou corinthiano há quinze anos e estou muito contente. Gosto do time porque a torcida lembra minhas origens. Existe um clube semelhante na região em que eu cresci, no lado oeste da Inglaterra. O Corinthians tem muito a ver com o lugar”, diz.

Para provar o fanatismo, Di’anno não se contentou em somente falar bem do clube. Ele mostrou a sua carteira da torcida “Gaviões da Fiel”, uma das mais tradicionais do futebol brasileiro. “Estou bem satisfeito com a boa fase do time. Ronaldo faz a diferença. Ele é fantástico. Marca gols em todos os jogos”, finaliza.

A relação de Di’anno com o Brasil não se resume somente a admiração pelo clube de futebol paulista. Ele tem dois filhos que nasceram no país e adora as turnês brasileiras. No show que realizou em Curitiba, o cantor inglês usou uma camisa da banda punk Ratos de Porão. “É um grupo brasileiro que era bem próxima dos Ramones, e eu adoro”, justifica.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Steve Harris assiste show do Metallica no Canadá

793 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores1253 acessosBruce Dickinson: voando em um bombardeiro da II Guerra Mundial0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Bruce DickinsonBruce Dickinson
Sua coleção de clássicos do Metallica

MetalMetal
Dez álbuns de metal que poderiam ter sido bons mas algo deu errado

Iron MaidenIron Maiden
Essa não é a última turnê e 2018 trará surpresas

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Paul D'ianno"0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"

Black SabbathBlack Sabbath
About.com elege os cinco melhores álbuns da banda

MetromixMetromix
A lista dos vocalistas mais irritantes do rock

MegadethMegadeth
Voz em uma música de 2004 previa a entrada de Kiko?

5000 acessosMas afinal... o que é rock progressivo?5000 acessosRoger Moreira: resposta bem humorada a "crítica" no Agora é Tarde5000 acessosThin Lizzy, Metallica: A história de "Whiskey in the Jar"5000 acessosNightwish: "Vendemos mais na minha época que na anterior"5000 acessosNME: os clipes mais legais da história, na opinião dos leitores5000 acessosBlack Sabbath: todos os instrumentos que Tony Iommi tocou nos discos

Sobre André Molina

André Molina é jornalista, economista e começou a ouvir heavy metal ainda quando era criança. Tem 30 anos de idade e Rock 'n' Roll é sua religião.

Mais matérias de André Molina no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online