Helloween: "temos boa relação com Kai Hansen"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Natália Marques, Fonte: Brave Words, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

Harris Bakopoulos do webzine grego Rockpages.gr recentemente conduziu uma entrevista com o vocalista do HELLOWEEN, Andi Deris, durante a turnê promocional do novo álbum, "Gambling With the Devil".

Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissJourney: o famoso erro geográfico em "Don't Stop Believin'"

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Durante a conversa, o nome de Kai Hansen surgiu. Kai tocou guitarra no HELLOWEEN no auto entitulado EP de estréia e nos primeiros quatro álbuns: "Walls of jericho", "Keeper of The seven Keys" Part I e II e "Live In the UK". Depois de deixar o HELLOWEEN, Hansen formou o GAMMA RAY, que acabou por cair na estrada com o HELLOWEEN por quatro meses durante novembro de 2007 a fevereiro de 2008.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Rockpages: A relação entre a banda e Kai parece bem saudável hoje em dia. O Helloween tem um estilo forte, o que deixa claro que não há necessidade de uma reunião. Por outro lado, o fato do Helloween e do Gamma Ray estarem em turnê juntos faz as pessoas se perguntarem se o próximo passo será a volta de Kai e o Helloween formar uma banda com seis membros assim como o Iron Maiden. Isso já passou pela sua cabeça ou isso seria possível um dia?

Andi: "Primeiro, nossa relação com Kai sempre foi saudável, só que agora nós temos a chance de mostrar isso ao público. Nossos estúdios para ensaios em Hamburgo (Alemanha) são a 15 metros um do outro, nós até tiramos fotos deles, mas ainda assim ninguém acreditou. Pessoalmente, eu diria que isso não aconteceria simplesmente porque Kai deixou a banda por causa do stress, e eu posso imaginar que ele vai estar completamente ferrado e estressado depois dessa turnê, porque ele está tocando em quase todos os shows da turnê mundial do Helloween, e ele vai estar destruído no final. É demais para ele, eu sei que ele não gosta de turnê, uma das razões para deixar o Helloween. então, eu não o vejo voltando ao Helloween agora, quando há mais stress do que nos anos 80. Agora a turnê mundial é bem mais longa, então eu não imagino que isso possa acontecer, talvez somente como um convidado e não como um membro fixo de uma banda que está viajando pelo mundo todo. Eu o conheço um pouco....

Para ler a matéria completa (em inglês), acesse este link.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Helloween"Todas as matérias sobre "Gamma Ray"Todas as matérias sobre "Kai Hansen"Todas as matérias sobre "Andi Deris"


Helloween: Weikath comenta legado e Hansen diz não curtir termo power metalHelloween
Weikath comenta legado e Hansen diz não curtir termo power metal

1998: 40 discos de rock e metal que foram lançados há 20 anos1998
40 discos de rock e metal que foram lançados há 20 anos


Fotos de Infância: Gene Simmons, do KissFotos de Infância
Gene Simmons, do Kiss

Journey: o famoso erro geográfico em Don't Stop Believin'Journey
O famoso erro geográfico em "Don't Stop Believin'"


Sobre Natália Marques

Nascida na Praia Grande (litoral de São Paulo), conheceu o Metal através do Maiden aos 14 anos, com o álbum Piece of Mind, e desde então nunca mais deixou de ser headbanger. Hoje, com 20 anos, é comissária de vôo,estuda espanhol e continua a ouvir Iron Maiden,e entre outras coisas, Edguy, Helloween, Gamma Ray, Stratovarius, Judas Priest, Bruce Dickinson e Avantasia. Além disso, gosta de se dedicar aos seus animais de estimação,colaborar com o Whiplash e de vez em quando ver bons shows de metal em Sampa.

Mais matérias de Natália Marques no Whiplash.Net.

adGoo336