Blaze: "Tive muita sorte de entrar no Maiden!"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Eliseu Baldo, Fonte: Blasting Zone, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

O site Blasting-Zone.com conduziu em abril de 2007 uma entrevista detalhada com o ex-vocalista do IRON MAIDEN/WOLFSBANE Blaze Bayley.

626 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores5000 acessosRafael Serrante: Ele invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio

Blasting-Zone.com: O que no final das contas levou ao fim do WOLFSBANE?

Blaze Bayley: Estivemos juntos por um bom tempo. Pra todos nós, WOLFSBANE foi nossa primeira banda séria. O que aconteceu foi que nos ofereceram a abertura para o IRON MAIDEN pelo Reino Unido. Eu acho que eram 30 shows já lotados, o que é muito show no Reino Unido, então fizemos isso, conseguimos conhecer os caras e tudo mais. Quando eles estavam procurando por um vocalista para substituir Bruce Dickinson, eles me conheciam, sabiam como eu era no palco e tudo, então eles perguntaram pra mim se queria fazer uma audição. Eu sempre gostei do IRON MAIDEN... eles são uma das primeiras bandas que ouvi quando comecei com o metal, então eu estava definitivamente interessado. Eu fui e tive uma audição com muitas outras pessoas, tive muita, muita sorte e consegui o trabalho. Foi assim que ocorreu. Eu saí e entrei no IRON MAIDEN, fiz uns álbuns e algumas turnês. Foi muito triste ver o fim do WOLFSBANE, mas não podia deixar passar a chance de me tornar o vocalista do IRON MAIDEN.

Blasting-Zone.com: Você ficou surpreso quando lhe ofereceram o cargo?

Blaze Bayley: Bem, o processo de audição foi bem prolongado. Você tem que aprender dez dos clássicos do MAIDEN e cantá-los, e na segunda audição, você é convidado a cantar no estúdio, assim eles podem saber como você se sai ao vivo e na gravação. Eu não achava que conseguiria o trabalho, porque minha voz é muito diferente da do Bruce Dickinson. Ele é muito mais técnico e eu sou muito mais "sangue e suor", sabe? Sou mais pra emoção e paixão da canção. Quando eles me escolheram, eu estava muito, muito surpreso que eles haviam escolhido alguém com uma voz diferente. Mas se você ouvir os dois álbuns que fizemos, eles são bem pouco diferentes. A música é bem pouco mais escura do que o MAIDEN vinha fazendo antes. Eu estava absolutamente na lua por haver conseguido, mas nunca esperava. Eu me senti o cara mais sortudo do mundo quando consegui o posto.

Blasting-Zone.com: Honestamente, você é realmente feliz com a música que fez com o IRON MAIDEN?

Blaze Bayley: Voltando pros meus tempos com o WOLFSBANE, eu trabalhei diferentes produtores... alguns eram top. Com o IRON MAIDEN, eu estava trabalhando com gente que tinha álbuns de platina pelo mundo inteiro. O que foi legal de tudo é que tive muito mais confiança nas minhas composições porque todas as idéias que eu estava trabalhando estavam encaixando com o IRON MAIDEN. Eu vim desta banda pequena, e agora estava numa banda enorme, mas minhas idéias de composição e tudo mais estavam indo bem. Eu acho que uma das maiores coisas foi quando fizemos "Man on the Edge", que foi tudo minha composição, letra e música... e essa foi a música que escolheram pra ser o primeiro single do "X Factor". Aquilo foi absolutamente fantástico, sabe?. Era um sonho que virou realidade pra mim... que uma de minhas músicas se tornaria um single entre os 10 mais pela Europa nas listagens. Foi como fantasia.

Blasting-Zone.com: Nesse ponto, você tem alguma idéia de como o seu novo material soará? Será mais para "Silicon Messiah" ou "Blood and Belief"?

Blaze Bayley: Eu não sei se podemos dizer até entrarmos no estúdio. Eu tenho ficado bem puto desde o ano passado, então eu sei que melodicamente e textualmente muitas das idéias são bem agressivas. Eu espero que soe obscuro e mais agressivo, mas igualmente, eu chegei a termos que têm muito dos meus problemas pessoais, então talvez em alguns lugares soará mais emocional. Algumas das idéias que tivemos até agora soam bem como os velhos tempos, e algumas bem modernas, então acho que tudo que podemos dizer é que o próximo album terá todas as coisas que se esperaria dum álbum do BLAZE. Força, paixão, letras interessantes e boa qualidade vocal, que é baseada cem por cento no que você acredita e não em tentar ser grande e enorme... nós escrevemos o que sentimos, nós escrevemos com paixão e felizmente o tipo de fans que ouvem a nossa música são pessoas que entendem isso e irão gostar.

Blasting-Zone.com: Porque você esteve puto ?

Blaze Bayley: Bem, a gravadora que tive.,, Me livrei deles agora. Eles mentiram, trapacearam, chantagearam e me roubaram dinheiro. Eles disseram que tocar ao vivo não vende CDs. Ouvir alguém dizer algo assim vai contra tudo que eu idealizo. Você vai pro estúdio mas eles não vão sair em turnê com seu álbum? Isso é absolutamente loucura pra mim. Então eu tive que me livrar da gravadora. A administração que tive antes me deu problemas também. A Sanctuary Management, quando estava com eles, eles tentaram me queimar.... eles lançaram meu álbum na mesma semana que o IRON MAIDEN. Isso não é culpa do IRON ou da administração do IRON, mas a Sanctuary Management não queria me deixar ir a qualquer lugar com minhas coisas. Eles não queriam que eu ofuscasse o IRON MAIDEN, o que é impossível, basicamente. Eles tinham paranóia completa. A formação da banda mudou porque pessoas estavam mais interessadas no dinheiro e quanto elas iriam ganhar ao invés de fazer o melhor disco que pudéssemos ou o melhor show.

Blaze Bayley: Eu não estou interessado em ser milionário, sabe? Estou interessado em tocar milhões de shows para milhões de fans. É pra isso que vivo. No final, levou um longo tempo para mandá-los embora. Você sabe quem são seus amigos quando você passa por algo assim. Eu passei por isso agora, mesmo que não pensasse que passaria. Eu tenho a banda mais forte que já tive, tenho um administrador fantástico e agora eu tenho meu próprio selo. Ninguém pode me ferrar mais e os fans irão ter absolutamente o melhor que eu possa dar"

Leia mais da entrevista em Blasting-Zone.com.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Iron MaidenIron Maiden
Steve Harris assiste show do Metallica no Canadá

626 acessosDuplas de guitarristas: Loudwire elenca suas dez melhores1111 acessosBruce Dickinson: voando em um bombardeiro da II Guerra Mundial0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Iron Maiden"

Iron MaidenIron Maiden
As músicas do "The Number", da pior para a melhor

Iron MaidenIron Maiden
"Somos uma família! Temos diferenças, mas existe química!"

Classic RockClassic Rock
100 grandes discos da década de 1980 segundo a revista inglesa

0 acessosTodas as matérias da seção Entrevistas0 acessosTodas as matérias sobre "Iron Maiden"0 acessosTodas as matérias sobre "Blaze Bayley"

Collectors RoomCollectors Room
Conheça o sujeito que invadiu o palco do Maiden no Rock In Rio

Thrash MetalThrash Metal
20 bandas brasileiras de qualidade inquestionável

VocalistasVocalistas
Belíssimos timbres de alguns cantores de rock

5000 acessosSemelhança: vocalistas de rock com vozes quase iguais5000 acessosRegis Tadeu: "Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"5000 acessosEntrevistas: Coices e tretas entre artista e entrevistador5000 acessosMotley Crue: Vince dá sua versão do racha da banda em 19923495 acessosIron Maiden: visita às locações do video "Can I Play with Madness?"5000 acessosBill Ward: "Eu sou o baterista do Black Sabbath"

Sobre Eliseu Baldo

Eliseu Folego Baldo é Webdesigner. Teve contato com o rock desde cedo, mas sem despertar muito interesse, ouvindo rock dos anos 80. Sua vida mudou ao ouvir Rainbow por volta de 93 e o Heavy Metal o matou em 96 ao ouvir Helloween. Rainbow, Motorhead, Megadeth e VirginSteele são as bandas preferidas, mas ouve e ama tudo do Rock´n´Roll.

Mais matérias de Eliseu Baldo no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online