Sleeveface: Arte caseira de caráter amadora

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Mário Orestes Silva
Enviar correções  |  Ver Acessos

Criado, meio que por acaso, por algumas pessoas na cidade de Cardiff, no País de Gales, sleeveface é basicamente uma arte caseira de caráter amadora, que tornou-se rapidamente viral na internet, por ser facilmente realizada por qualquer pessoa. Basta um disco de vinil, um aparelho pra fotografar e um pouco de criatividade.

Metallica: Conheça a lista de exigências do camarim da bandaHumor: as 101 regras do New Metal/Nu-metal

A atividade é de ideia simples. A capa do disco é sobreposta em um corpo, ou parte do corpo, de um modelo qualquer e fotografada no ângulo que proporcione a ilusão de ótica a qual torna o objeto como se fosse realmente composição viva do retratado. A brincadeira, na maioria das vezes, é feita com capas de discos de vinil (por serem mais proporcionais ao tamanho natural do corpo humano), mas há quem o faça com capas de CDs, de DVDs e até de fitas cassete. Basta se conseguir o ângulo perfeito. Também já não está se restringindo a pessoas, pois já se encontra sleevefaces de animais e até de paisagens inteiras.

Apesar de ser um realizável relativamente recente, já há sites e até concursos de sleevefaces pelo mundo afora.

Abaixo alguns exemplos bem bacanas de sleevefaces.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Capas"


Led Zeppelin: a curiosa capa de Houses of the HolyLed Zeppelin
A curiosa capa de "Houses of the Holy"

Ghost: as geniais referências a filmes nas capas de discos e outras artesGhost
As geniais referências a filmes nas capas de discos e outras artes


Metallica: Conheça a lista de exigências do camarim da bandaMetallica
Conheça a lista de exigências do camarim da banda

Humor: as 101 regras do New Metal/Nu-metalHumor
As 101 regras do New Metal/Nu-metal


Sobre Mário Orestes Silva

Deuses voavam pela Terra numa nave. Tiveram a idéia de aproveitar um coito humano e gerar uma vida experimental. Enquanto olhavam, invisíveis ao coito, divagavam: - Vamos dar-lhe senso crítico apurado pra detratar toda sua espécie. Também daremos dons artísticos. Terá sex appeal e humor sarcástico. Ficará interessante. Não pode ser perfeito. O último assim, tivemos de levar à inquisição. Será maníaco depressivo e solitário. Daremos alguns vícios que perderá com a idade pra não ter de morrer por eles. Perderá seu tempo com trabalho voluntário e consumindo arte. Voltaremos numas décadas pra ver como estará. Assim foi gerado Mário Orestes. Décadas depois, olharam como estava aquela espécie experimental: - O que há de errado? Porque ele ficou assim? Criamos um monstro! É anti social. Acumula material obsoleto que chamam de música analógica. Renega o título de artista pelo egocentrismo em seus semelhantes. Matamos? - Não. Ele já tentou isso sem sucesso. O Deixaremos assim mesmo. Na loucura que criamos pra vermos no que dará, se não matarem ele. Já tentaram isso, também sem sucesso. Então ficará nesse carma mesmo. Em algumas décadas, voltaremos a olhar o resultado. Que se dane.

Mais matérias de Mário Orestes Silva no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336