Epica: interpretação detalhada de "Cry for the Moon"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Jedielson da Fonseca, Fonte: Hermenêutica Musical
Enviar correções  |  Ver Acessos

Epica é uma banda holandesa de metal sinfônico caracterizada também por suas letras "fortes" quem falam principalmente de religião, amor, crenças, a razão da nossa existência e todas essas perguntas sem resposta. E como o assunto é a letra da música e uma possível interpretação dessa, vamos ao que interessa.

David Bowie: muito mais assustador que Michael JacksonRock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionais

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Bem, começando pelo título, ele nos diz muita coisa e acredito que durante toda a música seu significado fica mais claro, não é uma música fácil de interpretar, assim como todas do Epica.

Cry For the Moon - Em uma interpretação literal significa "Chorar pela lua", mas o sentido real não pode ser visto literalmente, pois "Cry for the moon" é uma expressão idiomática, e significa "Querer o impossível", querer aquilo que não se pode ter.

A música então começa:

"Siga seu senso comum
Você não pode se esconder
Atrás de um conto de fadas para todo o sempre
Apenas revelando toda a verdade nós podemos descobrir
A alma dessa fortaleza doentia para sempre
Para todo o sempre"

Primeiro, a música começa com o que parece ser uma represália, igual quando falamos com alguém que ela pode fazer isso, que ela continue fazendo, mas que não é o correto. Seguir o senso comum significa seguir algo que não tem respaldo científico, que é fruto do saber social, mantendo a mente aberta para todas as possibilidades, e seguir a que mais faz sentido, e não a que sugere uma realidade mais fácil.

O trecho também fala para não se esconder atrás de um conto de fadas, ou seja, seguir e viver baseando-se em histórias contadas (no caso, a Bíblia), e ignorando, fechando os olhos para qualquer falha que esta "história" possa ter, pois seguindo-a fica mais fácil viver, pois assim não é necessário aceitar o medo que a humanidade tem do desconhecido.

Seguindo:

"Mentes doutrinadas tão frequentemente
Contém pensamentos doentios
E cometem mais do mal
Que eles tanto pregam contra"

Acho essa parte fabulosa, pois por doutrinada aqui, não entendo uma mente esclarecida, mas sim como uma mente totalmente dominada por uma determinada doutrina, o que não considero boa coisa, já que acho que todos devemos ser abertos a tentar entender algo diferente para nós. A maioria dos males do mundo são resultado de uma mente doutrinada, cometem tudo pelo que são contra em favor, em proteção à permanência daquela única maneira de ver o mundo.

Estas mentes doutrinadas, que impõem a sua doutrina para os outros, sendo que nem mesmo eles a seguem.

"Não tente me convencer com mensagens de Deus
Vocês nos acusam de pecados cometidos por vocês mesmos
É fácil condenar sem olhar no espelho
Atrás dos palcos se abre a realidade"

Aqui chegamos a uma parte delicada da música, já que ataca diretamente as "mensagens de Deus", como não sendo suficientes para convencer o eu-lírico a se juntar à fortaleza. Eu entendo que o ataque que a música faz não é da crença em Deus, ou em uma força maior, mas sim à instituição religiosa.

Outra coisa que acho interessante nessa parte é "Atrás dos palcos se abre a realidade", pois sabemos que o palco é lugar para encenação, para a ilusão. É como dizer que tudo isso, motivo para tantos males, não é nada mais que uma encenação dos que estão por detrás do poder, por quem detém o controle. Assim, é uma manipulação das emoções das pessoas.

"Silêncio eterno chora por justiça
O perdão não está à venda
E nem a vontade de esquecer"

Aqui há quem defenda que a música possui como plano de fundo uma história verídica de um padre que estuprou uma criança na Holanda, e pagou aos pais para ficar em silêncio acerca do fato. Por isso "Silêncio eterno chora por justiça". Aqui a ideia do título fica muito clara, podemos entender então que justiça e algo que não se pode ter, é querer o impossível. Depois temos que o perdão não está à venda, nem a vontade de esquecer, que o dinheiro não compra tudo, apesar da Igreja ter pregado por tanto tempo o contrário.

"Virgindade foi roubada em tão tenra idade
E o exterminador perde sua imunidade
Abuso mórbido no Jardim do Éden
Onde a maçã ganha uma face jovial

Você não pode continuar se escondendo
Atrás de contos de fadas fora de moda
E continuar lavando suas mãos em inocência"

Aqui a história da música ter sido escrita sobre um padre pedófilo ganha força, já que a música diz: "Virgindade foi roubada em tão tenra idade...". O exterminador (o padre), comete um pecado e perde sua suposta imunidade. Abuso mórbido no Jardim do Edén, seria a igreja, pelo fato to estupro ter sido cometido por um padre. "No Jardim do Edén" essa interpretação ganha força quando avançamos para "Onde a maçã ganha uma face jovial", ora, a maçã na história bíblica tem relação com o pecado, e o pecado ganhou "uma face jovial", atrativa, no caso face é o rosto da menina que foi estuprada.

E a música termina brilhantemente afirmando que não há mais a possibilidade de continuar se escondendo atrás de histórias cheias de moral, mas que também são cheias de falhas e coisas sem sentido. Coisas estas que são ignoradas pelos seus seguidores, cujos alguns cometem atos doentios e se escondem atrás da religião, continuando a lavar suas mãos (sujas pelo ato criminoso) em inocência.




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção CuriosidadesTodas as matérias sobre "Epica"


2016: melhores do ano pelo colaborador Leonardo Daniel Tavares da Silva2016
Melhores do ano pelo colaborador Leonardo Daniel Tavares da Silva

2007: 15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento2007
15 discos de rock/metal que completam 10 anos de lançamento


David Bowie: muito mais assustador que Michael JacksonDavid Bowie
Muito mais assustador que Michael Jackson

Rock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionaisRock in Rio
Algumas das maiores vaias em edições nacionais


Sobre Jedielson da Fonseca

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

adGoo336