Sex Pistols: "Sid Vicious não matou Nancy Spungen"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Cleyton Lutz, Fonte: NME
Enviar correções  |  Comentários  | 

Trinta anos após sua morte, Sid Vicious, ex-baixista do SEX PISTOLS, ganhou um advogado de defesa. Segundo o empresário e mentor da banda, Malcolm McLaren, em entrevista de 2009, Vicious não matou Nancy Spungen, então namorada do artista. Devido ao suposto crime, Vicious passou alguns meses na prisão entre 1978 e 1979.

5000 acessosMaridos traídos: Portnoy, Hagar, Osbourne, Waters e Di'Anno5000 acessosSlipknot: Corey explica as nojentas desvantagens das máscaras

“Fiquei espantado quando ouvi isto pela primeira vez e eu ainda não consigo acreditar”, escreveu ele. “Sid era capaz de muitos atos auto-destrutivos, mas não acho que ele poderia matar alguém, especialmente a namorada, a menos que um duplo suicídio tenha dado errado”, escreveu McLaren em um texto publicado no site “The Daily Beast”.

McLaren tinha uma teoria de que Spungen – que estava hospedada com Vicious em Nova York, no Hotel Chelsea na época do assassinato – foi morta depois de brigar com alguém que tinha roubado dinheiro do quarto do casal. “Ele [Vicious] desmaiou na cama, depois de ter tomado um punhado de Tuinals [droga composta com base em barbitúricos]. Tudo estava em volta dele, traficantes, amigos de Nancy que entravam e saíam do quarto [número] 100. O dinheiro foi roubado e a faca de Sid foi retirada da parede onde ela foi pendurada, aparentemente usada por alguém para se defender em uma luta com a Nancy”. McLaren continua: “provavelmente, esta pessoa foi pega roubando dinheiro na gaveta do quarto”.

McLaren também revelou outro detalhe sórdido. Segundo o mentor dos SEX PISTOLS, Anne Beverley, mãe de Vicious, forneceu heroína ao filho na prisão. Para evitar problemas, a mulher alojava a droga na própria vagina. “A mãe de Sid, Anne, foi amável e o ajudou sempre que podia”, relata. “Traficante há pouco tempo, ela contrabandeou heroína [alojada] na própria vagina para Sid em Riker’s Island, um centro de detenção em Nova York onde ele estava aguardando julgamento pelo homicídio de Nancy”, completa.

John Simon Ritchie-Beverly – nome de batismo de Sid Vicious – faleceu no dia dois de fevereiro de 1979, em decorrência de uma overdose de heroína. Ele estava em liberdade condicional acusado de vários crimes, entre eles a morte da própria Nancy, sua ex-namorada.

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, nos links abaixo:

Post de 30 de novembro de 2014
Post de 02 de março de 2017

0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Sex Pistols"

Em 02/02/1979Em 02/02/1979
Sid Vicious, do Sex Pistols, morre de overdose

HomenagemHomenagem
Espécies de animais batizadas com nomes de rockstars

Álbuns de rockÁlbuns de rock
Kerrang! aponta os 100 melhores de todos os tempos

0 acessosTodas as matérias da seção Curiosidades0 acessosTodas as matérias sobre "Sex Pistols"

Maridos traídosMaridos traídos
Não adianta: todo mundo terá seu dia de dor-de-corno

SlipknotSlipknot
Corey explica desvantagens das máscaras

Iron MaidenIron Maiden
Veja a banda como você não gostaria de vê-la

5000 acessosSpin: os 40 melhores nomes de bandas de todos os tempos5000 acessosSteve Vai: O dia em que ele foi humilhado por Chimbinha5000 acessosMetal Up Your Ass: Os primórdios do Metallica4343 acessosPantera: a verdadeira história por trás da capa do "Vulgar Display of Power"5000 acessosDream Theater e Guns N' Roses: 30 anos, uma no auge, já a outra...5000 acessosLucille chora sua viuvez: a história da guitarra de B.B. King

Sobre Cleyton Lutz

Estudante de Jornalismo, mora em Guarapuava, PR. Adora escrever sobre futebol e rock 'n' roll. Sobre música, adora o Hardão Setentista (Grand Funk, Uriah Heep, Deep Purple, Led Zeppelin) e o progressivo (Yes, Jethro Tull, Focus). Para música acha que nasceu pelo menos uns 30 anos atrasado. Das bandas atuais gosta de White Stripes, Wolfmother e Hellacopters. Mas sua paixão é o som trascendental do Pink Floyd. Os seus grandes sonhos são ver ao vivo uma reunião dos quatro novamente, como ocorreu no Live 8, além de comprar uma moto com a primeiro dinheiro que ganhar com o jornalismo.

Mais matérias de Cleyton Lutz no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online