Anvil: Garra, qualidade, energia, honestidade e muita vontade

Resenha - Hope In Hell - Anvil

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Pierre Cortes
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Os canadenses do ANVIL podem não ter conseguido extrema notoriedade no mundo do Metal, mas não temos como negar que desenvolvem uma proposta honesta e praticam um som pesado e impecável. São, na verdade, responsáveis por clássicos como “Hard ‘n’ Heavy”, “Metal On Metal” e “Forged In Fire”, maravilhosas contribuições para o mundo da música pesada.
696 acessosAnvil: mantendo acesa a chama do heavy metal5000 acessosPhotoshop: Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Somente após o lançamento do documentário “Anvil: The Story of Anvil”, dirigido por Sacha Gervasi, os rumos da banda começam a mudar. O grupo ganha maior destaque e passa a realizar mais shows, tornando-se então mais conhecidos.

“Hope In Hell” é o 15º Full-length da carreira deste trio, que continua praticando um Heavy Metal recheado de influências de Power Metal. E a banda mantém o mesmo direcionamento musical dos álbuns anteriores. O ouvinte irá encontrar peso e velocidade no decorrer dos quase 55 minutos de duração da obra.

Lips nos traz riffs contagiantes, enquanto faz a guitarra chorar nos solos que executa. Já Robb Reiner, o baterista, é um destruidor de baquetas e dá o peso e a velocidade que fazem do ANVIL essa potente massa sonora. Esse trabalho também marca a estreia do baixista Sal Italiano, que ocupou o lugar de Glenn Five.

Atenção às seguintes faixas: a rápida “Eat Your Words”, com um solo fantástico; o refrão cheio de melodia da “The Fight Is Never Won”; a pesadona “Call Of Duty”; “Hard Wired”, com o baixo bem forte e o solo de guitarra muito caprichado.

Aqui não encontramos nada que possamos considerar como inédito no Metal, mas se você busca um som tocado com garra, qualidade, energia, honestidade e muita vontade, não somente o “Hope In Hell”, mas toda a discografia do ANVIL é absolutamente recomendada. Confira sem qualquer tipo de moderação.

Banda: Anvil
País de Origem: Canadá
Título do álbum: Hope In Hell
Ano: 2013
Estilo: Heavy Metal
Gravadora: Steamhammer

Line-up:

Steve “Lips” Kudlow – Vocal/Guitarra
Robb Reiner – Bateria
Sal Italiano – Baixo

Faixas:

1. Hope In Hell
2. Eat Your Words
3. Through With You
4. The Fight Is Never Won
5. Pay The Toll
6. Flying
7. Call Of Duty
8. Badass Rock N Roll
9. Time Shows No Mercy
10. Mankind Machine
11. Shut The Fuck Up
12. Hard Wired
13. Fire At Will

Sites:

http://anvilmetal.com/
http://www.facebook.com/anvilmetal
https://myspace.com/anvilmetal
https://twitter.com/AnvilMetal666
http://www.youtube.com/AnvilTheMovie

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

696 acessosAnvil: mantendo acesa a chama do heavy metal0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Anvil"

CuriosidadesCuriosidades
10 músicas que foram "tomadas" emprestadas

CanadáCanadá
Os 30 melhores álbuns de Hard Rock/Heavy Metal

LemmyLemmy
Como era passar o dia bebendo com ele?

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Anvil"

PhotoshopPhotoshop
Luan Morrison, Ivete Osbourne, Axl Teló e mais

Helter SkelterHelter Skelter
A música que Charles Manson "roubou" dos Beatles

Guns N RosesGuns N' Roses
O que ninguém deve fazer ao se tornar um rockstar

5000 acessosBin Laden: possível sucessor era músico de Death Metal5000 acessosIntrigas: Bandas em família que terminaram mal5000 acessosVinil: quais são os dez discos mais valiosos do mundo?5000 acessosSlash: Falando sobre seus filmes preferidos5000 acessosMotorhead: a opinião de Lemmy sobre Viagra, Hendrix e velhice5000 acessosMetallica e Pink Floyd: entre os preferidos da bandidagem

Sobre Pierre Cortes

Pierre Cortes, paulistano, bacharelado em Publicidade e em Cinema, amante da fotografia e escrita, apreciador do Heavy Metal e todas as suas subdivisões desde o início dos anos 80, colaborador do Whiplash.Net desde 2011, Twitter - @pierrecortes.

Mais matérias de Pierre Cortes no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online