Body Count: causou barulho ao misturar Rap com Thrash Metal

Resenha - Body Count - Body Count

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


No final dos anos 80 e começo dos anos 90, o Rap tomou conta da música em geral. Seja nas rádios, nas vendagens, na moda ou nos noticiários. Porém, o que ninguém imaginava é que o Rap também fazia par com o Rock. Run DMC se juntou com o Aerosmith para regravar Walk This Way, retomando a carreira da banda, que andava meio apagada. Depois, o Public Enemy gravou Bring The Noise com o Anthrax, que não fez feio com o EP I'm The Man (1987).
941 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer5000 acessosRita Lee: Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

Todos esses registros foram fundamentais para o surgimento do Rap Metal (muito antes do New Metal). E a primeira banda a dar cabo foi o Body Count. Formado pelo rapper Ice T (Tracy Marrow), a banda causou barulho ao misturar os riffs de Thrash Metal com as frases de efeito do hip hop. Conhecido por ser um dos primeiros gangsta rap da época, Ice T fez barulho ao gravar a música Cop Killer, em que critica o sistema policial, além do abuso da violência.

Com essa música, o governo ordenou que as primeiras cópias de Body Count fossem recolhidas, além do protesto dos policiais americanos. Com isso, a alta exposição fez com que o BC fosse conhecido também no Brasil.

Com o auxílio de seu parceiro Ernie C. (guitarra), o disco auto-intitulado possui 17 marretadas (sem o citado Cop Killer), com algumas introduções como Smoken Pork, no qual Ice T dialoga com seu inimigo e dá um tiro. Esse é o começo para Body Count's In The House explodindo os autofalantes. Essa música fez parte da trilha sonora do filme Soldado Universal.

O disco possui três faixas com o nome da banda – Body Count (com solos de bateria e guitarra) e Body Count Anthem (boa para pogar). Vooodoo, KKK Bitch, Bowels in the Devil e Evil Dick (com vozes de transa) são destaques, sem falar dos riffs maravilhosos de There Goes the Neighborhood. Ernie C. bota a mão em C Note e The Winner Loses. Body Count fecha com Freedom of Speech, com a participação do Jello Biafra (Dead Kennedys) e sampler de Foxy Lady (Jimi Hendrix).

Até hoje, Ice T pode ser visto na série Law & Order SVU. Mas, até hoje ele continua com sua carreira musical.

Formação:

Ice T – vocal
Ernie C. – guitarra
D-Roc the Executioner – guitarra
Mooseman – Baixo
Beatmaster V – bateria

Tracklist:

1-Smojekn Pork
2-Body Count's in The House
3-Now Sports
4-Body Count
5-A Statistic
6-Bowels In The Devil
7-the Real Problem
8-KKK Bitch
9-C Note
10-vooodoo
11-The Winner Loses
12-There Goes the Neighborhood
13-Oprah
14-Evil Dick
15-Body Count Anthem
16-Momma's Gotta Die Tonight
17-Ice T/Freedom of Speech

Confiram os vídeos abaixo - Body Count's In the House:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

There Goes The Neighborhood:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

The Winner Loses:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

A faixa Cop Killer, que não consta no disco:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Metal HammerMetal Hammer
Revista elege os melhores discos de metal do ano até agora

941 acessosBody Count: divulgado videoclipe de covers do Slayer778 acessosBody Count: veja o vídeo para "Raining Blood", do Slayer231 acessosBody Count: divulgado videoclipe de "Here I Go Again"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Body Count"

Rock And Roll Hall Of FameRock And Roll Hall Of Fame
10 bandas elegíveis para 2018

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Body Count"0 acessosTodas as matérias sobre "Icet"

Rita LeeRita Lee
Ela participou de suruba com o Yes e furtou a cobra de Alice Cooper

MetalMetal
Por que os metalheads vivem presos no passado?

Metal Up Your AssMetal Up Your Ass
Os primórdios do Metallica até o álbum "Kill Em All"

5000 acessosGuitarristas: os maiores do Hard & Heavy segundo a revista Burnn5000 acessosLars Ulrich: O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"5000 acessosPoison: Bret passa o cambão na mãe da Hannah Montana?5000 acessosKerry King sobre Megadeth: "são como fantasmas para nós"4934 acessosPapa Roach: "Em 5 anos, o rock voltará a ser a maior coisa do planeta"5000 acessosIvete Sangalo: "Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don´t Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online