Primal Fear: Já forte candidato a um dos melhores de 2012

Resenha - Unbreakable - Primal Fear

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Ver Acessos

Nota: 9

Sim, meus amigos, 2011 foi um ano espetacular para a metal, com diversos lançamentos excelentes, e que fizeram a alegria dos fãs da música pesada. E 2012 já chega quebrando tudo com este novo lançamento dos mestres alemães do PRIMAL FEAR, que vem repleto de expectativa por parte dos fãs, tendo em vista o grande alarde que todos os músicos da banda tem feito acerca do fato que estariam voltando a suas origens com este "Unbreakable". E, realmente, cumpriram com o prometido.

Dimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músicoSeparados no nascimento: James Hetfield e o Leão Valente

Não que os discos anteriores da banda foram ruins, muito pelo contrário, pois sempre mostraram uma grande evolução que, aliada à competência e criatividade dos músicos, sempre mantiveram a banda em ascensão, com canções cada vez mais épicas, grandiosas e diversificadas, e sem nunca abandonar o lado mais "metal" de sua sonoridade. E também não é o fato de terem deixado os elementos experimentais um pouco de lado, e buscando resgatar a sonoridade dos primórdios da banda, que faz deste um grande lançamento, mas sim a qualidade do material que nos é apresentado.

E, como dito, a banda, que segue estável com a formação que conta com os líderes Ralf Scheepers (vocal) e Mat Sinner (baixo), além de Magnus Karlsson e Alex Beyrodt nas guitarras, e Randy Black na bateria, procurou seguir uma caminho mais pesado e cru neste lançamento, deixando as passagens épicas e experimentais em segundo plano, e investindo num heavy metal tradicional mais básico e agressivo, embasado em um instrumental calcado em riffs e mais riffs pegajosos e uma cozinha precisa, além de linhas vocais fantásticas de Ralf, que fazem todo a diferença.

Após a climática introdução "Unbreakable (Part 1)", o disco já começa quebrando tudo com "Strike", com riffs na linha do metal clássico, remetendo o ouvinte direto ao debut autointitulado da banda, e com Ralf atingindo tons altíssimos com muita facilidade, e apresentando um refrão daqueles que da vontade de sair acelerando por ai, tamanha a energia que nos é passada. Além disso, os solos são muito legais, cheios de belas melodias e passagens dobradas precisas. Um clássico imediato.

E o disco segue nesta toada mais clássica da banda, repleto de peso e grandes melodias, com músicas ora mais cadenciadas, como em "Bad Guys Wear Black" e "Metal Nation" (que apesar do nome, é mais puxada para o hard rock), e ora mais rápidas, como em "And There Was Silence" (que refrão!), "Unbreakable (part 2)" e "Blaze of Glory", e tendo nas semi-baladas "Where Angels Die" e "Born Again" suas faixas mais experimentais, sendo um daqueles discos viciantes, que você acaba de escutar e já quer dar play novamente.

Como sempre, a qualidade de gravação do disco, capitaneada por Mr. Sinner, é perfeita, deixando tudo bem cru e na cara, vindo bem a calhar com essa nova empreitada da banda. E remetendo ao começo da banda também é a arte gráfica, que lembra bastante a do clássico "Jaws of Death".

E 2011 mal acabou e já temos aqui um forte candidato a figurar entre os melhores lançamentos de 2012, tendo "Unbreakable" tudo para fincar de vez o nome do PRIMAL FEAR como uma das melhores bandas da atualidade. O disco certamente ganhará sua versão nacional e, portanto, não deixem de adquirir.

Confiram o clipe de "Bad Guys Wear Black":

Unbreakable - Primal Fear
(2012 - Frontiers - Importado)

Track listing:

01) Unbreakable (Part 1)
02) Strike
03) Give 'Em Hell
04) Bad Guys Wear Black
05) And There Was Silence
06) Metal Nation
07) Where Angels Die
08) Unbreakable (Part 2)
09) Marching Again
10) Born Again
11) Blaze Of Glory
12) Conviction


Outras resenhas de Unbreakable - Primal Fear

Primal Fear: a mesma coisa boa de sempre




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Primal Fear"


Exportação: músicos brasileiros que passaram por bandas gringasExportação
Músicos brasileiros que passaram por bandas gringas

Power Metal: 10 álbuns essenciais segundo About.comPower Metal
10 álbuns essenciais segundo About.com

2000 a 2002: 10 shows/turnês pouco comentados2000 a 2002
10 shows/turnês pouco comentados


Dimebag Darrell: namorada fala sobre a vida e a morte do músicoDimebag Darrell
Namorada fala sobre a vida e a morte do músico

Separados no nascimento: James Hetfield e o Leão ValenteSeparados no nascimento
James Hetfield e o Leão Valente

Renato Russo: O dia em que ele calou a plateia do Programa LivreRenato Russo
O dia em que ele calou a plateia do Programa Livre

Lars Ulrich: jucando no camarim do Guns N' RosesLars Ulrich
Jucando no camarim do Guns N' Roses

Pink Floyd: Perguntas e respostas e curiosidadesPink Floyd
Perguntas e respostas e curiosidades

Andre Matos: Carina Fragozo explica a letra de Carry On, do AngraAndre Matos
Carina Fragozo explica a letra de "Carry On", do Angra

Guitarras: As mais icônicas do Rock - Parte 1Guitarras
As mais icônicas do Rock - Parte 1


Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

adClio336|adClio336