Deep Purple: Rapture of the Deep em versão especial dupla

Resenha - Rapture of the Deep: Tour Edition - Deep Purple

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Seelig
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.


Seis anos após o seu lançamento, "Rapture of the Deep", o último álbum de inéditas do Deep Purple, volta às lojas em uma edição dupla especial. Décimo-oitavo disco de estúdio da lendária banda inglesa, uma das mais importantes e influentes do hard rock e do heavy metal, "Rapture of the Deep" é apenas o segundo trabalho em toda a sua carreira a não contar com o tecladista Jon Lord, substituído em 2002 por Don Airey.
57 acessosDeep Purple: Registro histórico e indispensável em sua coleção5000 acessosGuns N' Roses: atrasos são planejados com antecedência

O fato é que a entrada do ótimo Steve Morse no posto do genial e temperamental Ritchie Blackmore, somada à adição de Airey, rejuvenesceram o som do Purple, fazendo-o soar mais energético e vibrante. Dessa maneira, "Rapture of the Deep" segue a ótima qualidade apresentada no trabalho anterior, "Bananas" (2003). Don Airey sai da postura de reverência e respeito absoluto ao aposentado Lord e insere a sua personalidade mais incisivamente no som do Purple. O ápice do trabalho é a balada madura “Clearly Quite Absurd”, uma canção que exemplifica, em termos práticos, porque o Deep Purple ainda deve ser ouvido.

A versão especial dupla que chega agora ao mercado brasileiro via Hellion Records foi lançada originalmente em 2006, e traz o sub-título "Tour Edition". O principal atrativo dessa edição turbinada é a faixa “MTV”, bônus em alguns países mas até então inédita aqui no Brasil. Nela, o Purple faz um contundente desabafo sobre como a indústria da música trata atualmente o rock clássico, e cujo exemplo maior ocorre na MTV, outrora uma emissora dedicada integralmente à música mas que hoje vive de reality shows e programas de qualidade duvidosa dirigidos ao público adolescente. O CD bônus traz ainda uma nova versão para a bela “Clearly Quite Absurd”, b-sides e versões ao vivo.

"Rapture of the Deep – Tour Edition" é, sem dúvida alguma, um item de colecionador. O material adicional acrescentado é de grande qualidade, o que, somado às faixas originais do disco, torna esse item um dos mais interessantes álbuns gravados pelo Deep Purple em muitos anos.

Se você ainda não tem, compre já. E, caso você já possua a versão normal do álbum, essa nova edição vale pelo conteúdo e, no caso específico dos colecionadores, por também trazer uma capa diferente da original.

CD 1
Money Talks
Girls Like That
Wrong Man
Rapture of the Deep
Clearly Quite Absurd
Don't Let Go
Back to Back
Kiss Tomorrow Goodbye
MTV
Junkyard Blues
Before Time Began

CD 2
Clearly Quite Absurd (New Version)
Things I Never Said
The Well – Dressed Guitar (Studio Version)
Rapture of the Deep (Live)
Wrong Man (Live)
Highway Star (Live)
Smoke on the Water (Live)
Perfect Strangers (Live)

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Deep PurpleDeep Purple
"InFinite" é Top 10 no Reino Unido

57 acessosDeep Purple: Registro histórico e indispensável em sua coleção710 acessosDeep Purple: Resenha do novo álbum no Disco Voador Rocks1721 acessosRainbow: Ritchie Blackmore gravou músicas com a nova formação910 acessosDeep Purple: Ao infinito... e além!0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Deep Purple"

Joe SatrianiJoe Satriani
Porque o guitarrista não aceitou a vaga no Deep Purple?

Total GuitarTotal Guitar
Os 20 melhores riffs de guitarra da história

Iron MaidenIron Maiden
Assista jam histórica com o Deep Purple em 2002

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDs0 acessosTodas as matérias sobre "Deep Purple"

Guns N RosesGuns N' Roses
Atrasos são planejados com antecedência

Separados no nascimentoSeparados no nascimento
Nicko McBrain e Dolph Lundgren

Música FácilMúsica Fácil
Três músicas em que o bumbo duplo é perfeito

5000 acessosRolling Stones: as 10 melhores segundo a... Rolling Stone5000 acessosSilverchair: Daniel Johns surge bêbado e de batom nas ruas de Sydney5000 acessosDarkthrone: Fenriz fala sobre Sepultura, Sarcófago, Gal Costa e Caetano Veloso5000 acessosGuns N' Roses: Duff McKagan diz que é melhor tocar sóbrio5000 acessosSlipknot: "Não nos repetiremos como artistas!"5000 acessosBandas de Velhos Gordos: elas acabarão com o metal, teme produtor

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online