Resenha - Vital Signs - Survivor

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Ricardo
Enviar Correções  


Sai Dave Bickler, entra Jimi Jamison. Vital Signs apresenta um direcionamento mais pop no som do Survivor, porém, sem nunca perder em qualidade, que sempre foi o ponto alto dessa fantástica banda. E esse disco de 1984 prova mais uma vez o potencial da banda em fazer boa música e o potencial do novo vocalista, que não deixa nada devendo para seu antecessor! Mais que isso, Jimi Jamison acaba superando Dave Bickler, sem querer desmerecer o mesmo, claro! Vamos ao review do debut de Jimi em sua então nova banda.

publicidade

O disco já começa excelente, com a cativante "I Can't Hold Back", com uma linda intro acústica seguida de uma explosão na guitarra e sempre marcando o ritmo, logo a música decola fácil, fácil! Excelente início, ótima música! A seguir, a banda mantém o ritmo com a intro de sinth de "High On You" e excelente melodia, outra música formidável. A seguir, parece que vamos encarar mais uma balada da banda, mas logo tudo explode em um pop-rock bem dançante e contagiante, a ótima "First Night". Percebe-se uma melhora muito grande da banda com o novo vocalista, dando o balanceamento ideal entre sinths e guitarras, para que ninguém brilhe mais do que o outro, e uma nova fórmula arrasadora! Porém, agora as teclas estão nas mãos de Jim Peterik, ao mesmo tempo que a guitarra base, diferente do tempo de Bickler, em que o mesmo fazia vocais e teclados, mas o garoto dá conta do recado. Em seguida... (aiaiai...) agora sim vamos encarar uma bela de uma mela-cueca, "The Search Is Over", porém, pra quem tiver a mente aberta, é uma linda música, muito bem feita, daquelas que você pode colocar no tape do carro, junto à namorada e deixá-la doidinha por você!! :) Heeee... já animou, hein, krinha??

publicidade

A seguir, a banda volta a mostrar sua força de novo com a boa "Broken Promises", ótimo refrão e ótimo solo de guitarra, acompanhado de linhas de piano e sinths muito boas! "Popular Girl" é tipo uma continuação de "Broken Promises", pois começa exatamente onde ela terminou, e continua mantendo a ótima marcação. "Everlasting" começa muito bem, uma ótima balada, na medida certa, cativante e bem feita, com ótimas linhas de sinths, e pra completar, mais um ótimo solo de guitarra.

publicidade

A seguir, Jimi Jamison prova que o que faz a diferença, é o cantor, não a música, e ele realmente fez a diferença em sua estréia, mostrando um ótimo desempenho. "It's The Singer Not The Song" é uma excelente música com um refrão matador e mais um ótimo solo de guitarra. Puts, se eu for falar em detalhes dos solos memoráveis aqui talvez leve uma eternidade, pois são muitos. O disco termina com a excelente e maravilhosa "I See You In Everyone". Realmente, os anos 80 foram uma década de belas canções, totalmente o inverso dos tempos bicudos que vivemos hoje em dia! Que saudades!

publicidade

Enfim, o novo line up da banda mostrou-se muito competente e a troca de vocalista realmente valeu a pena, pois a banda voltou a lançar um disco impecável, e só tenderia a melhorar mais e mais daqui pra frente!

FRANKIE SULLIVAN(G, Back Vo)
JIM PETERIK(G, Key, BackVo)
JIMI JAMISON(Lead Vo)
STEPHAN ELLIS(B)
MARC DROUBAY(Dr)

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Survivor: a história por trás da música Burning HeartSurvivor
A história por trás da música "Burning Heart"

Mundo AOR: dicas de álbuns do gênero para se ouvirMundo AOR
Dicas de álbuns do gênero para se ouvir


Kiss x Secos & Molhados: o fim da polêmicaKiss x Secos & Molhados
O fim da polêmica

Oops!: 10 erros eternizados em gravações de clássicosOops!
10 erros eternizados em gravações de clássicos


Sobre Ricardo

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, enviando sua descrição e link de uma foto.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin