Resenha - X - Def Leppard

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Rafael Carnovale
Enviar Correções  

4


O que aconteceu? Será essa a mesma banda que gravou clássicos como "Pour Some Sugar on Me", "Animal", "Let’s Get Rocked", "Rock Till You Drop"? Este novo cd, "X", vinha recheado de expectativas, com os membros da banda afirmando que a direção musical seria um retorno ao bom Rock and Roll, como já haviam esboçado com sucesso no seu predecessor, o excelente "Euphoria". Mas o que vemos aqui é um apanhado de baladas pop ao extremo, a maioria de boa qualidade, porém extremamente grudentas, um ou outro rock meio pesado e muitos elementos eletrônicos, mas não caracterizando uma experimentação, como foi feito no excelente "Slang". E eu continuo me perguntando, o que houve?

publicidade

"Now" a primeira faixa já dá a tônica: uma balada pesada, seguida de outra semi-acústica, a melosa "Unbelievable". Aí você pensa: abrir o cd com uma balada não é nada demais, mas duas já de cara é algo que incomoda, e a seguinte é um rock-pop bem levinho, com o singelo título de "You’re so Beautiful". A maioria das faixas segue o esquema "balada com refrão pesado e grudento", como "Everyday", "Turn to Shreds" e "Love don’t Lie". Todas têm aspectos positivos, mas falta um rockão animal, daqueles de derrubar tudo, como havia em "Euphoria" com "Demolition Man".

publicidade

Os rocks, quando aparecem, são bem inferiores ao que a banda pode fazer, como o razoável "Four Letter Word", com uma pegada que tende a cair para o blues, "Scar", um rock mais lentinho, e o pesadinho "Girl Like You", que com suas guitarras distorcidas e vocais com efeitos, torna-se o melhor momento do cd.

Mas eu reservo um parágrafo para falar de algo que vai incomodar a todos: o excesso de efeitos eletrônicos. Nunca a bateria de Rick Allen esteve tão sintetizada, nunca os vocais de Joe Elliot tiveram tantos efeitos. E não estão bem dosados, como em "Slang". Na faixa "Gravity", o abuso chega a ser tamanho que a mesma vai cair logo em uma pista de dança. Parece um REMIX!

publicidade

O cd é uma boa coletânea de momentos pop-grudentos, mas para uma banda como o Def Leppard, que tem em seu passado rocks vigorosos e muita força ao vivo, se esperava mais. Não recomendo mesmo este cd... agora eu vos pergunto: de 13 músicas, 10 baladas... quem aguenta essa?????

Lançado no Brasil pela Mercury Records.

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Def Leppard: Eddie reinventou a guitarra assim como Hendrix fez uma geração antesDef Leppard
Eddie reinventou a guitarra assim como Hendrix fez uma geração antes

Def Leppard: Baterista diz que queria desaparecer após perder o braço em acidenteDef Leppard
Baterista diz que queria desaparecer após perder o braço em acidente

Def Leppard: Rick Allen queria desaparecer após o acidente que o fez perder o braçoDef Leppard
Rick Allen queria desaparecer após o acidente que o fez perder o braço

Rodz Online: Def Leppard e os 33 anos de Hysteria (vídeo)

Def Leppard: Adrian Smith foi considerado para a vaga de Steve Clark, em 1991Def Leppard
Adrian Smith foi considerado para a vaga de Steve Clark, em 1991


Hair Metal: as melhores músicas, conforme a Rolling StoneHair Metal
As melhores músicas, conforme a Rolling Stone

NWOBHM: Só Def Leppard e Iron Maiden resistiram ao rótulo, diz Joe ElliottNWOBHM
Só Def Leppard e Iron Maiden resistiram ao rótulo, diz Joe Elliott


Lemmy: as pessoas se tornam melhores quando morremLemmy
"as pessoas se tornam melhores quando morrem"

Mascotes de bandas: GigWise elege os 14 mais famososMascotes de bandas
GigWise elege os 14 mais famosos


Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin WhiFin