Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu, em busca de emprego, pede ajuda a seguidores

imagemRegis Tadeu explica porque o vinil e o Spotify vão despencar e o CD vai bombar

imagemDavid Gilmour surpreende ao responder se o Pink Floyd pode voltar a fazer shows

imagemGene Simmons faz passagem de som antes de show do Kiss com roupa inusitada

imagemBill Hudson comenta sobre falta de público de Angra e outras bandas nos EUA

imagemMax Cavalera e o conselho dado por Ozzy Osbourne: "ambos nos sentimos traídos"

imagemPaul McCartney lista os cinco músicos que formariam sua banda dos sonhos

imagemJames Hetfield se emociona profundamente no show de BH e é amparado pelos amigos e fãs

imagemQuem Glenn Hughes considera digno de substituí-lo como "a voz do rock"

imagemMax Cavalera diz que Igor merece mais crédito entre os bateristas mundiais

imagemConheça a "melhor banda com as melhores músicas" para Robert Smith, do The Cure

imagemDez grandes músicas do Iron Maiden escritas pelo vocalista Bruce Dickinson

imagemMax Cavalera é criticado por ucranianos pelo apoio a Rússia em 2014

imagemBrian May revela o inesperado álbum do Queen que é o seu favorito

imagemMetallica em Belo Horizonte: Sorte de quem pôde ir


Resenha - Rainmaker - Flower Kings

Por Thiago Sarkis
Em 09/05/02

Nota: 8

Ouvir Flower Kings é sempre dispor-se a lembranças dos riquíssimos anos 70 do meio progressivo. Não é exatamente reviver esta época, pois a banda tem seu próprio caminho, mas é impossível escutá-los sem pensar em Yes, Gentle Giant, entre outros antigos e famosos mestres. Todo álbum é assim e "The Rainmaker" é mais uma dessas provas de que a utopia, do progressivo inicial, bem raiz, sobreviveu aos anos 90 e está ainda mais forte no novo milênio.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O disco começa num ritmo alucinante, com obras-primas que figuram facilmente entre as melhores músicas da carreia destes suecos. "Last Minute On Earth", "World Without A Heart" e "Road To Sanctuary" são as responsáveis pelo abalo inicial.

A partir de "City Of Angels", os Flower Kings mostram uma face distorcida de seu estilo. Os elementos básicos e fixados na sonoridade do conjunto persistem, porém, com um toque mais aberto, acessível, capaz de conquistar também os ouvidos daqueles não muito treinados ou acostumados ao progressivo.

É difícil dizer se "The Rainmaker" é o grande trabalho da história do The Flower Kings. De qualquer maneira, em um ponto com certeza, ele está à frente dos demais, pois Roine Stolt liderou uma adaptação perfeita ao mais popular, sem cair no simplório, mantendo complexidade, variedade, e alto nível nas composições.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Roine Stolt (Vocais, & Guitarra)
Hasse Fröberg (Vocais & Guitarra)
Tomas Bodin (Teclados)
Jonas Reingold (Baixo)
Jaime Salazar (Bateria)

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp


Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis.