Viúvas, deixem o Sepultura viver!

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Marcello Cohen, Fonte: blog Coração De Metal
Enviar correções  |  Ver Acessos

Ainda estou impactado com a apresentação memorável do Sepultura no dia dia 19 de junho, na "perna carioca" da tour de 30 anos, e impressionado com a atual forma da banda. Isso dito, acabo de me deparar com mais uma declaração lamentável do grande Iggor Cavalera dizendo que a banda já era, deveria acabar e coisas assim. Amigos, me revolto de tal maneira com esse tipo de ciumeira que preciso escrever um pouco sobre o que penso a respeito.

Nuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com elaMetallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A opinião não é só do baterista da chamada "formação clássica", e se faz presente nos discursos de antigos fãs da banda, atualmente verdadeiras viúvas dos Cavaleras. A verdade é que Andreas e Paulo nunca deixaram a banda morrer, e junto do ótimo vocalista Derrick e agora com o monstro Eloy Casagrande, mantém para lá de vivo o nome da maior e melhor banda do nosso Heavy Metal.

Quem viu a banda recentemente, presenciou a apresentação de um grupo na plenitude de sua forma, com 4 gigantes no palco. Fora o "ao vivo", em estúdio eles também respondem, com dois petardos lançados recentemente, o fantástico Kairos e o não menos espetacular The Mediator Between Head and Hands Must Be the Heart. Esses são para mim os melhores da "nova era", e foi justamente quando os irmãos se uniram e Iggor saiu que o Sepultura deu um salto no estúdio, por mais que nenhum dos discos lançados depois de Roots podem ser chamados de fracos. Mesmo com tudo isso, tem gente que prefere ignorar o Sepultura atual, sem a menor explicação lógica para tanto.

Falando um pouco do "outro lado", a família Cavalera ainda tem lenha para queimar, continua lançando coisas boas, mas numa comparação inevitável com Eloy e Derrick em 2015, estão perdendo sim. Ambos não estão na mesma forma de seus anos dourados, principalmente Max Cavalera, que não toca e por muitas vezes não canta nos shows do Cavalera Conspiracy e do Soulfly. Vi a banda dos irmão em 2014, num ótimo show, mas o mesmo ao meu ver ficou abaixo do que o Sepultura atual anda apresentando, e o mesmo vale para os discos.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A maior prova que a forma fantástica da atual banda incomoda os irmãos, ao menos o baterista, que anda mais "falante", está exatamente no fato de isso ser motivo de comentários. Jean Dolabella era um bom baterista, mas não era capaz de tirar o sono de Iggor. Agora que a banda achou um cara do mesmo nível, e no presente, melhor que ele, veio a deixa para o famoso papo que o "Sepultura morreu", algo que ninguém que ouviu o último disco ou viu a banda em ação tem a loucura de dizer.

Por tudo isso, eu peço aos que viram as costas para reverem os seus (pré)conceitos, e deem uma chance aos que ainda mantém a banda viva. Eu sou fã dos Cavaleras, e sigo prestigiando as suas bandas ainda relevantes, mas nem por isso sou obrigado a aceitar absurdos desse nível. Quem não quer ouvir, siga a sua vida, mas deixa o Sepultura viver!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção OpiniõesTodas as matérias sobre "Sepultura"


Andreas Kisser: não se arrepende da separação do SepulturaAndreas Kisser
Não se arrepende da separação do Sepultura

Sepultura: Paródia da música Ratamahatta com Hermes e RenatoSepultura
Paródia da música "Ratamahatta" com Hermes e Renato


Nuno Bettencourt: Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com elaNuno Bettencourt
Rihanna canta muito, mas ele não quer mais tocar com ela

Metallica: por que 9 entre 10 fãs odeiam Load e Reload?Metallica
Por que 9 entre 10 fãs odeiam "Load" e "Reload"?


Sobre Marcello Cohen

Carioca de nascimento, Marcello é apaixonado por Rock desde seus 12 anos, quando aprendeu a gostar de Beatles, Rolling Stones, Queen, AC/DC, Metallica, Iron Maiden e Black Sabbath, bandas que até hoje são as suas preferidas. Amante de bandas de variados estilos de Heavy Metal, Hard Rock e Classic Rock, escreve no blog Coração de Metal, nome que rende homenagem ao pioneiro Stress.

Mais matérias de Marcello Cohen no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280