Behemoth: banda aprimorará e evoluirá estilo com novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Emanuel Seagal, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda polonesa BEHEMOTH está nos estágios finais do processo de composição do seu novo álbum. O disco, ainda sem título definido, será lançado pela Metal Blade (EUA) e Nuclear Blast (Europa). O frontman do grupo, Adam "Nergal" Darski, e os outros integrantes, estão planejando entrar em estúdio no meio de fevereiro.

Sociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teóricaMegadeth: Dave explica por que não tocar "The Conjuring"

Nergal comentou: "Enquanto escrevo isso nós temos sete músicas que estão completamente compostas e arranjadas apesar de ainda faltar as guias de algumas delas. Tudo soa bastante forte e novo! Há mais duas músicas sendo trabalhadas, então após a pausa em Nova Iorque nós devemos trabalhar nelas. Eu quero que este álbum seja bastante consistente, intenso e atraente ao mesmo tempo. Julgando pelo que já foi composto, é exatamente assim onde estamos com este material".

Ele continua: "O ano passado foi bastante produtivo para todos nós... Nós fizemos turnês nos EUA, Austrália e Nova Zelândia, cobrimos os mais prestigiados festivais na Europa e invadimos mercados virgens na Ásia: Japão China, Taiwan, Indonésia e Tailândia. Foi também a primeira vez em eras que eu pude tirar dois meses de folga da banda. Eu viajei muito, recarreguei minhas baterias e me descomprimí. Eu coletei idéias, riffs e pedaços de letras durante todo o ano de 2008, mas foi em Outubro que eu chutei minha bunda seriamente e comecei a trabalhar de verdade no álbum. Foi bem difícil nos primeiros estágios mas quanto mais material era composto mais fácil ficou".

"Eu devo confessar que eu estou mais excitado com este disco do que estive com 'The Apostasy'. Isso é provavelmente por causa de toda situação com a gravadora com a qual tínhamos contrato na época, o fato de Inferno estar machucado, o que causou prazos loucos que drenaram completamente as energias do meu sistema... Eu até comecei a tratar este álbum como uma criança não desejada. Estranho, porque por uma perspectiva de tempo é um grande álbum. Desta vez tudo foi planejado com mais antecedência. Eu encontrei tempo para viver minha vida, recuperar alguma energia, me inspirar e tudo mais..."

"Quando nos encontramos em outubro era óbvio que todos nós estavamos famintos por fazer nova música. É definitivamente 100% BEHEMOTH. Eu me arriscaria a dizer que nós temos nosso próprio estilo mas está sendo aprimorado, evoluindo em direções diferentes toda vez que nos aproximamos de um novo projeto. A maioria das músicas são bem rápidas, técnicas e intensas, e ao mesmo tempo têm bastante diversidade. Há até uma música bem lenta e massiva que é provavelmente a música mais épica da nossa história. Tudo soa sério e... perigoso (eu amo esta palavra, ha ha). É provavelmente a 'vibe' mais sinistra de nossa música também. Eu estou completamente eufórico e mal posso esperar para entrar em estúdio!"



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Behemoth"


Natal: as impressões de Nergal, Dani Filth e ShagrathNatal
As impressões de Nergal, Dani Filth e Shagrath

Nergal: rock pode ser perigoso, diz ao citar chute de Josh Homme em fotógrafaNergal
"rock pode ser perigoso", diz ao citar chute de Josh Homme em fotógrafa


Sociedade Alternativa: Fama proporcional à escassez teóricaSociedade Alternativa
Fama proporcional à escassez teórica

Megadeth: Dave explica por que não tocar The ConjuringMegadeth
Dave explica por que não tocar "The Conjuring"


Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.