Youth Gone Wild: Corey Taylor e Sebastian Bach no palco

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar Correções  

SEBASTIAN BACH esteve muito ocupado no último fim de semana. Presente ao [festival] Lazerfest em Boone, Iowa, além de tocar seu próprio set, completado pela presença do nativo do estado COREY TAYLOR do Slipknot, ele também tocou com o Five Finger Death Punch.

Durante seu show, o sempre irrequieto Bach interagiu com a plateia gritando, ‘I remember you Iowa!’. Logo antes de mandar o clássico hino do SKID ROW, ‘Youth Gone Wild’, ele mandou a surpresa pro público. "Bem, é verdade e dizem que sonhos podem se tornar realidade, e pode acontecer com vocês, Iowa", gritou Bach. "E vocês sabem como eu sei disso, porque um dos meus maiores amigos do rock n’ roll é de Iowa, recebam agora Corey Taylor".

publicidade

O frontman do Slipknot/Stone Sour subiu ao palco e dirigiu-se à plateia, dizendo, ‘My people, como vão!’, e em seguida, ‘Eu não sei porque estou aqui!’ ao que Bach incitou o púbico, puxando o coro de ‘Youth Gone Wild’ antes de a música começar no palco. Assista a um vídeo da performance abaixo.

publicidade

Matéria completa:
http://playadelnacho.wordpress.com/2012/05/16/youth-gone-wil...

publicidade




Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Kiss: Perguntas, respostas e curiosidades diversasKiss
Perguntas, respostas e curiosidades diversas

Iron Maiden: os álbuns da banda, do pior para o melhorIron Maiden
Os álbuns da banda, do pior para o melhor


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

WhiFin WhiFin WhiFin