David Lee Roth: "Eu sou o filho de Satã"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Comentários  | 


5000 acessosTop 20: os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR5000 acessosVocalistas: belíssimos timbres de alguns cantores de rock

DAVID LEE ROTH diz que ele e seus colegas de VAN HALEN sempre souberam que eles se reuniriam depois que se separaram em 1985.

O frontman saiu brigado depois que a banda deixou a turnê europeia do festival MONSTERS OF ROCK de 1984 antes de ela ter acabado. Ele foi substituído por Sammy Hagar, Gary Cherone, e depois por Hagar mais uma vez, antes de voltar oficialmente em 2006 e aparecer no álbum mais recente da banda, “A Different Kind of Truth”.

Roth contou ao TODAY SHOW da Austrália na manhã desse dia 15: “Quando você chega a esse ponto – esse é nosso trigésimo-quinto aniversário, são 35 verões, que soa menos do que anos – você vai ter altos e baixos. Quando alguém diz, ‘Eu sou um alpinista’, eles vão passar metade do tempo descendo da montanha.”

“Falemos de motivos de saúde, econômicos, espirituais ou o que seja, nós fizemos todos os erros clássicos além da proporção de Elvis. Nós quebramos todo recorde possível. Eu sou o filho de Satã, mas minhas funções agora são em sua maioria cerimoniais…”

“Todo mundo tem que passar por tudo isso para dar valor aos privilégios que temos. Nós ganhamos a vida cantando e dançando.”

Perguntado se ele ficou aborrecido pelo Van Halen ter continuado depois que ele embarcou em carreira solo, Roth responde: “Não. Me deixou furioso para querer competir e fazer o melhor que eu pudesse.”

“Todos nós sabíamos que íamos nos reunir. Mesmo se fossemos roqueiros com andadores daqui a 50 anos e tivessem que nos colocar de cadeira de rodas um do lado do outro no palco, nós sabíamos que teríamos que estar juntos num palco.”

Confira no vídeo abaixo:

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Por que destacamos matérias antigas no Whiplash.Net?

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 15 de março de 2013

Top 20Top 20
Os discos e singles mais odiados do rock, segundo o UCR

436 acessosLoudwire: em vídeo, 10 maiores riffs de metal dos anos setenta0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Van Halen"

Tempo implacávelTempo implacável
Os rockstars também envelhecem parte 1

VírgulaVírgula
Hits dos 80s que a gente tinha vergonha, mas hoje canta com vontade

Sammy HagarSammy Hagar
"O Van Halen deu um grande salto comigo"

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Van Halen"

VocalistasVocalistas
Belíssimos timbres de alguns cantores de rock

Regis TadeuRegis Tadeu
"Lemmy era tão poderoso que seu corpo não teve coragem de contrariá-lo"

Alfabeto do RockAlfabeto do Rock
As 15 melhores músicas de Metal

5000 acessosPorn Metal: Filmes para inspirar os headbangers solitários5000 acessosRock in Rio: algumas das maiores vaias em edições nacionais5000 acessosCover: 15 bandas que são quase tão boas quanto o original5000 acessosHeart: a suruba que não rolou com Alex e Eddie Van Halen5000 acessosTen Masked Men: versões Death Metal para hits pop5000 acessosRonnie James Dio: Analisando a sua poderosa voz

Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online