Beatles: em 9 de setembro de 1968 eles gravavam Helter Skelter

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Marlon Reguelin, Fonte: Ultimate Classic Rock, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Matéria de 09/09/13. Quer matérias recentes sobre Rock e Heavy Metal?

No dia 9 de setembro de 1968, o engenheiro de gravação Chris Thomas recebeu uma nota do produtor George Martin. "Chris, espero que tenha tido um bom feriado. Eu estou aproveitando o meu agora. Fique disponível para os Beatles."

548 acessosBeatles: Sgt. Peppers vai ganhar versão mega especial de 50 anos5000 acessosIvete Sangalo: "Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

No livro "The Beatles: Recording Sessions", Thomas relembra: "Paul McCartney foi o primeiro a entrar. Quando me viu, ele disse: "O que você está fazendo aqui?" Após o jovem engenheiro explicar a situação para McCartney, o Beatle respondeu: "Bem, se você quiser produzir nosso disco, você pode. Se não o fizer, podemos apenas te dizer para ir se f...".

A sessão foi gravada sem problemas. A canção que trabalharam naquele dia? Uma das faixas mais crus que os Beatles gravaram: Helter Skelter.

Uma tomada anterior já tinha sido gravada em meados de Julho. Uma versão de inacreditáveis 27 minutos. Mas o grupo decidiu que deveriam gravar uma nova versão e adapta-la para um tamanho mais compacto. Já a versão que entrou no disco original, foi gravada no dia 9 de setembro, após um série de takes com média cinco minutos cada. E foi justamente o último deles o escolhido como definitivo, onde ao final pode-se ouvir Ringo jogando as baquetas pelo estúdio e gritando: "I’ve got blisters on my fingers!" ("Estou com bolhas nos meus dedos!").

McCartney disse mais tarde que foi inspirado por uma entrevista que Pete Townshend concedeu à revista Guitar Player, onde afirmou que sua nova canção "I Can See For Miles" era a coisa mais barulhenta e mais crua da banda já tinha feito. McCartney, então, decidiu liberar sua fera interior. Decidido a gravar algo realmente barulhento, ele escreve "Helter Skelter" (creditada à dupla Lennon – McCartney, como todas as canções que qualquer um deles compusesse, e assim acaba silenciando os críticos, que o viam como sendo um compositor muito suave.

youtube player
Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

"Helter Skelter" captura os Beatles em seu registro mais pesado e estridente - especialmente no final da canção, quando quase tudo se desfaz. Nos próximos anos, serviria como inspiração para tanto heavy metal quanto para o punk.

5000 acessosQuer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Paul McCartneyPaul McCartney
De volta ao Brasil no final do ano, diz jornal

548 acessosBeatles: Sgt. Peppers vai ganhar versão mega especial de 50 anos1986 acessosRingo Starr: quem é maior, Beatles ou Justin Bieber?3559 acessosBeatles: documentário será lançado no cinema em Maio1023 acessosThe Beatles: tracklist detalhado da nova edição do "Sgt. Peppers"0 acessosTodas as matérias e notícias sobre "Beatles"

VinilVinil
Quais são os dez discos mais valiosos do mundo?

BeatlesBeatles
Porque eles estão em voga depois de décadas?

Rock BritânicoRock Britânico
Antes dos Beatles já haviam bandas tocando na Inglaterra

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

0 acessosTodas as matérias da seção Notícias0 acessosTodas as matérias sobre "Beatles"

Ivete SangaloIvete Sangalo
"Ouço muito SOAD, Linkin Park, Slipknot e Rush"

Keith RichardsKeith Richards
Colocando Justin Bieber em seu devido lugar

SlashSlash
Chapação, a louca e atraente Fergie e Axl Rose

5000 acessosSepultura: Max Cavalera recrutou membro do Skank para três álbuns5000 acessosMetallica: corrigindo a injustiça contra Jason Newsted5000 acessosLemmy: seu patrimônio é muito menor do que se pensava5000 acessosKiko Loureiro: primeira vez com uma arma na mão4031 acessosGene Simmons: "Tenho inveja de Deus. Eu quero tudo!"5000 acessosMegadeth: Kerry King comenta sua rápida passagem pela banda

Sobre Marlon Reguelin

Marlon Reguelin, empresário e universitário, leitor assíduo, músico nas horas vagas e marido da Rapha. Paranaense radicado em Curitiba, cresceu ouvindo Raul com o pai, e Nazareth com a mãe. Passou pela fase grunge e hard rock, até ouvir os riffs de Chuck Berry e o vibrato de BB King. Desde então, Blues e Jazz dividem a prateleira com clássicos do Rock e uma porção de livros. Aficionado por Rolling Stones e AC/DC, é também apreciador do rock brasileiro e curitibano, de Engenheiros a Blindagem, de Barão Vermelho a Motorocker. Descobriu no Whiplash uma oportunidade de unir duas paixões: escrever e falar de musica.

Mais matérias de Marlon Reguelin no Whiplash.Net.

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online