Bandas: 12 motivos pelos quais vocês devem demitir um membro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Nacho Belgrande, Fonte: Playa Del Nacho
Enviar correções  |  Ver Acessos

Por PAUL RESNIKOFF para o DIGITAL MUSIC NEWS

(1) Vício em drogas.

Sua banda não é uma clínica de recuperação, e OS ANOS 60 JÁ ACABARAM. Em 2015, suas chances de sucesso são menores do que nunca, e você precisa de todo mundo se armando e participando tão fortemente quanto possível com o sucesso em mente. Você não precisa de alguém que pisa na bola constantemente, precisa de babás, mente o tempo todo e rouba dinheiro [muitas vezes o SEU dinheiro].

Se você não consegue fazer com que essa pessoa se arrume, elas precisam sair da banda para tomar conta do problema imediatamente. Especialmente se a banda está contribuindo pra essa situação.

Johnny Ramone: "Não era bom abrir o show do Black Sabbath"Anitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

(2) Comportamento infantil.

Semear discórdia e ser passivo-agressivo são comportamentos infantis que afundarão um grupo. Se você quer construir uma carreira sustentável a longo prazo, você precisa de pessoas maduras que sabem lidar com problemas em tempo real. Demita qualquer um que se recuse a amadurecer.

(3) Problemas para ensaiar (falta de foco e ética).

As grandes bandas ensaiam constantemente. E elas passam muito tempo gravando, colaborando e experimentando. Qualquer um que não esteja disposto a trabalhar incansavelmente para dar shows incríveis, gravações excelentes e outras experiências, não deveria estar no grupo.

(4) Conflitos de horário.

Estar na faculdade é ótimo, exceto quando é o caso do seu colega de banda. Se vocês não conseguem coordenar tempo para ensaiar e tocar ao vivo, mesmo que em miniturnês aos finais de semana, não vai dar certo. Discutam o assunto, e decidam se a programação dessa pessoa está arruinando suas chances de sucesso.

(5) Talento musical inferior.

Se ele for um bosta, manda embora. Porque músicos inferiores não só atrasam os outros membros, mas também tendem a limitar o potencial criativo de um grupo.

(6) Grandes diferenças entre posturas e objetivos.

Todo mundo deveria [basicamente] querer a mesma coisa.

Se todos vocês estão se divertindo tocando covers aos finais de semana, então vocês estão perfeitamente alinhados. Se um de vocês quer fazer turnê por 350 dias do ano enquanto todo mundo tem empregos cotidianos, então há uma incongruência. Demita o que vai contra, ou saia você mesmo se seus objetivos forem diferentes.

(7) Ele não consegue argumentar logicamente e pesar as opções para se chegar ao sucesso.

Ele é um cara divertido, e um baita baixista! Mas será que ele consegue ponderar sobre as incontáveis opções e desafios que uma banda terá que enfrentar, como com qual gravadora assinar, quem deveria ser o empresário [ou se você já precisa de um a essa altura], como os royalties deveriam ser divididos, quem fica encarregado da distribuição digital, etc etc?

Se você não consegue ter uma conversa séria sobre tais assuntos importantes, ou pelo menos chegar a um entendimento, vocês provavelmente darão com os burros n'água. Demita-o.

(8) Ego enorme/inseguranças tremendas

Ter um ego é saudável. Um ego grande pode até fazer maravilhas contra a constante barricada de "NAOS" que uma banda iniciante enfrenta. Um ego enorme, fora de controle é muitas vezes um sintoma de sérias inseguranças, e geralmente leva a constantes embates com outros membros da banda, sem falar dos donos de casas noturnas, técnicos de som, advogados, parentes, namoradas, etc.

Demita-o!

(9) 'Diferenças criativas'

Ele gosta de reggae. Você gosta de EDM. Não, isso não é uma comédia romântica, é receita de [a] uma grande fusão musical ou [b] morte musical certa. Se vocês não estão fixados no mesmo espaço super-criativo, esqueça.

(10) Completa falta de realismo.

A maioria das bandas precisa fazer shows menores, e sofrer financeiramente por longos períodos de tempo antes de chegar a qualquer nível de sucesso. Essa é a realidade, e se algum de seus colegas não consegue lidar com isso, eles geralmente demitem a si próprios. Substitua essa pessoa com alguém mais realista e trabalhador.

(11) Você simplesmente não gosta daquele cara.

Acontece. Nem todo mundo nasceu para trabalhar com um grupo pequeno e super intenso de pessoas criativas. Algumas pessoas são cuzonas. É assim, mas não mantenha alguém no lance se você não o tolera. Isso não vai acabar bem!

(12) Simplesmente não é um astro!!

Se o seu colega de banda não tem um porte escancarado de astro, em cima e fora do palco, qual a finalidade dele? Você só deveria trabalhar com os melhores músicos, as mentes mais criativas, as pessoas mais inovadoras e com tino pros negócios imagináveis. O colega astro traz energia - MUITA ENERGIA - a cada situação, e está sempre gerando novas ideias, fazendo as coisas acontecerem, e se divertindo.

Se você estiver na mesma banda que essa pessoa, tente fazer com que ELA não demita VOCÊ!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato. Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Denuncie os que quebram estas regras e ajude a manter este espaço limpo.


Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Indústria Musical"


Indústria: Como as gravadoras fazem dinheiro hoje em diaIndústria
Como as gravadoras fazem dinheiro hoje em dia

Músicos,aprendam: ninguém quer saber se você é pobre e passa fomeMúsicos,aprendam
Ninguém quer saber se você é pobre e passa fome

Sorte: homem acha 2 discos de vinil em sebo e fatura R$42 milSorte
Homem acha 2 discos de vinil em sebo e fatura R$42 mil


Johnny Ramone: Não era bom abrir o show do Black SabbathJohnny Ramone
"Não era bom abrir o show do Black Sabbath"

Anitta: Eu era roqueira. Comecei no funk por destino.Anitta
"Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Há quem goste: As 10 bandas mais odiadas do universoHá quem goste
As 10 bandas mais odiadas do universo

Vegetarianismo: Nomes do Rock e do Metal que não comem carneVegetarianismo
Nomes do Rock e do Metal que não comem carne

Angra: versões bizarras de músicas da bandaAngra
Versões bizarras de músicas da banda

Roger Waters: guitarrista nunca tinha ouvido falar nele antes de ser contratadoRoger Waters
Guitarrista nunca tinha ouvido falar nele antes de ser contratado

Finlândia: comercial de pastilhas para garganta com banda de black metalFinlândia
Comercial de pastilhas para garganta com "banda de black metal"


Sobre Nacho Belgrande

Nacho Belgrande foi desde 2004 um dos colaboradores mais lidos do Whiplash.Net. Faleceu no dia 2 de novembro de 2016, vítima de um infarte fulminante. Era extremamente reservado e poucos o conheciam pessoalmente. Estes poucos invariavelmente comentam o quanto era uma pessoa encantadora, ao contrário da persona irascível que encarnou na Internet para irritar tantos mas divertir tantos mais. Por este motivo muitos nunca acreditarão em sua morte. Ele ficaria feliz em saber que até sua morte foi motivo de discórdia e teorias conspiratórias. Mandou bem até o final, Nacho! Valeu! :-)

Mais matérias de Nacho Belgrande no Whiplash.Net.

adGoo336|adClio336