Matérias Mais Lidas


Max Cavalera reforça que saída do Sepultura não foi por causa de Gloria e conta motivo

Por Igor Miranda
Fonte: Kerrang!
Postado em 11 de julho de 2020

O vocalista e guitarrista Max Cavalera refletiu, em entrevista à "Kerrang!", sobre sua saída do Sepultura, em 1996. O músico negou que tenha deixado a banda após os outros integrantes desejarem demitir a esposa dele, Gloria Cavalera, que havia acabado de perder o filho, Dana, em um acidente de carro.

Sepultura - Mais Novidades

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O assunto veio à tona quando o entrevistador perguntou se Max acha que a saída dele do Sepultura seria ainda mais complicada hoje em dia, com as reações nas redes sociais. "Não sei, seria diferente", respondeu. "Haveria bem mais conversa sobre isso, para começar. Na época, muitas pessoas nem sabiam que eu havia saído. Eu escrevi uma carta e enviei para revistas explicando por que eu estava saindo e, até hoje, não entendem direito", completou.

Max, então, explicou o motivo de sua saída em sua visão. "Falam que eu saí porque Gloria foi demitida e isso é besteira. Isso nunca aconteceu de verdade. O contrato dela já havia acabado. Eu saí porque eles queriam coisas que não tinham a ver com a gente - grandes empresários de Los Angeles e coisas de rockstar que eu nunca achei que precisássemos", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

O músico destacou que nunca sonhou em "ter coisas de rockstar". "Até hoje, não dou a mínima para isso. Minhas músicas não estão nas rádios e isso não me incomoda nem um pouco. Não componho para isso. Eu digo que Grammy é como hemorroida: eventualmente, todo c*zão ganha um. Cabe a você. Sua carreira depende de você. Algumas pessoas ficam cegas por isso. Fazem de tudo em busca disso. Não sou desse tipo. Não sonho em ter mansões e dirigir carrões. Gosto de gastar dinheiro em fones de ouvido e em música. Não tenho esse problema", disse.

Em seguida, o entrevistador lembrou que Max Cavalera fez uma turnê recente tocando músicas de outro projeto paralelo, o Nailbomb, para casas de shows bem modestas - "o oposto dos grandes shows com Soulfly e Sepultura", apontou o jornalista. Max ponderou: "Tocar para 200 pessoas por noite com o Nailbomb foi fantástico. As pessoas perguntam: 'você já fez esses shows grandes todos, por que vir a esse clube?'. Mas é exatamente por isso - fiz grandes shows e gosto de voltar a esses locais pequenos. Eles são o coração disso e é por isso que eu gosto de metal".

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - GOO
Anunciar no Whiplash.Net Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

De acordo com Max, sua paixão pela música tem a ver com o que a própria música oferece a ele. "Nunca estivemos nessa por dinheiro, mulheres ou fama. Fico até feliz que o rompimento com o Sepultura tenha acontecido e que eu tive de recomeçar com o Soulfly. Foi ótimo para a minha carreira poder voltar e começar de novo. Isso garantiu que minha música permanecesse consistente, não tive que me vender. A raiva no primeiro álbum do Soulfly, autointitulado, é real", afirmou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE - CLI
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal
Compartilhar no FacebookCompartilhar no WhatsAppCompartilhar no Twitter

Siga e receba novidades do Whiplash.Net:

Novidades por WhatsAppTelegramFacebookInstagramTwitterYouTubeGoogle NewsE-MailApps




publicidadeAdriano Lourenço Barbosa | Airton Lopes | Alexandre Faria Abelleira | Alexandre Sampaio | André Frederico | Ary César Coelho Luz Silva | Assuires Vieira da Silva Junior | Bergrock Ferreira | Bruno Franca Passamani | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Alexandre da Silva Neto | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cláudia Falci | Danilo Melo | Dymm Productions and Management | Efrem Maranhao Filho | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Fabio Henrique Lopes Collet e Silva | Filipe Matzembacker | Flávio dos Santos Cardoso | Frederico Holanda | Gabriel Fenili | George Morcerf | Henrique Haag Ribacki | Jesse Alves da Silva | João Alexandre Dantas | João Orlando Arantes Santana | Jorge Alexandre Nogueira Santos | José Patrick de Souza | Juvenal G. Junior | Leonardo Felipe Amorim | Luan Lima | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Marcus Vieira | Maurício Gioachini | Mauricio Nuno Santos | Odair de Abreu Lima | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Ricardo Cunha | Richard Malheiros | Sergio Luis Anaga | Silvia Gomes de Lima | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Victor Adriel | Victor Jose Camara | Vinicius Valter de Lemos | Walter Armellei Junior | Williams Ricardo Almeida de Oliveira | Yria Freitas Tandel |
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp
Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.
Mais matérias de Igor Miranda.

 
 
 
 

RECEBA NOVIDADES SOBRE
ROCK E HEAVY METAL
NO WHATSAPP
ANUNCIAR NESTE SITE COM
MAIS DE 4 MILHÕES DE
VIEWS POR MÊS