Matérias Mais Lidas

imagemMarcello Pompeu agradece mobilização de fãs

imagemA opinião de Arnaldo Antunes sobre a competição interna que havia nos Titãs

imagemO reencontro entre Steve Harris e Paul Di'Anno na Croácia

imagemAs composições de Paul McCartney nos Beatles preferidas de John Lennon

imagemEvanescence coloca baixista no cargo de guitarrista e anuncia nova baixista

imagemNicko McBrain, do Iron Maiden, mostra o seu novo (e enorme) kit de bateria

imagemGene Simmons compartilha tweet com meme da ex-presidente Dilma Rousseff

imagemDave Mustaine, do Megadeth, inicia vida de youtuber e mostra o ônibus de turnê da banda

imagemA fundamental diferença entre Paulo Ricardo e Schiavon que levou RPM ao fim

imagemFrank Zappa disse a Steve Vai que ele soava como "um pão com mortadela elétrico"

imagemO clássico do Helloween que fez Angra mudar nome original de "Running Alone"

imagemMetade das pessoas com menos de 23 anos desconhecem Pink Floyd, David Bowie e Bon Jovi

imagemDee Snider cutuca bandas com falsas aposentadorias e ingressos caros

imagemOzzy Osbourne diz que "tinha muito o que provar" com "No More Tears"

imagemJen Majura disse que sair do Evanescence não foi decisão dela e recebe apoio dos fãs


Anitta explora rock e punk em nova música "Boys Don't Cry", segundo revista

Por Igor Miranda
Em 22/01/22

A cantora Anitta, conhecida pela carreira no funk e pop, anunciou que vai lançar uma música intitulada "Boys Don't Cry". De acordo com o site da revista Glamour, que teve acesso ao material, a faixa traz uma sonoridade "meio punk, meio rock e incrivelmente pop".

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Em entrevista ao veículo, a artista disse que "Boys Don't Cry" mostra outra faceta de seu trabalho artístico. "Sou eu, uma outra Anitta, que ninguém nunca viu. De todas as músicas que já fiz, essa é a minha favorita", declara a cantora.

Anitta: "Eu era roqueira. Comecei no funk por destino."

Um fato curioso é que o single, com data de lançamento agendada para a próxima quinta-feira (27), tem produção assinada por Max Martin. O profissional sueco tem trabalhos com alguns dos grandes nomes do pop: Britney Spears, Backstreet Boys, Katy Perry, The Weeknd, Maroon 5, entre vários outros.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Martin é o terceiro compositor a emplacar mais hits no topo das paradas dos Estados Unidos (25 ao todo), atrás apenas de Paul McCartney (32) e John Lennon (26). Também está empatado com George Martin no posto de produtor que mais colocou sucessos no primeiro lugar dos charts americanos.

Embora as influências rock e punk tenham sido citadas pela reportagem da revista Glamour, Anitta citou como referência uma banda que até começou no rock (mais especificamente no emocore/pop punk), mas hoje está bem inclinada ao pop: o Panic! At The Disco.

"Eu sempre fui muito fã da banda Panic! At The Disco, e essa foi a minha referência. Mostrei o meu álbum favorito deles e nós fizemos a música em cima dessa minha paixão pelo grupo. Eu queria algo que fosse bem pop, mas que ao mesmo tempo o discurso tivesse a ver comigo [nota da redação: letra de empoderamento feminino]. Fizemos a música a dez mãos e chegamos neste resultado que eu amo de paixão. Essa música é a minha preferida de todas que já fiz, acho que é a que mais engloba públicos diferentes", afirmou.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

A reportagem completa pode ser lida no site da revista Glamour.

Pop goes rock

Anitta não é a única artista pop a direcionar sua carreira ao rock nos últimos tempos. No exterior, nomes como Miley Cyrus e Demi Lovato lançaram ou vão lançar trabalhos orientados ao gênero.

Também há exemplos um pouco mais complexos entre artistas populares. Um deles é o de Avril Lavigne, que consagrou-se no rock, orientou sua carreira ao pop nos últimos anos, mas anunciou sua volta ao gênero do início de sua trajetória. Há ainda o caso de Machine Gun Kelly, que tornou-se famoso no hip hop, mas mergulhou no rock em seus trabalhos mais recentes.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

Rock in Rio: Anitta diz que artistas internacionais são tratados de forma diferente

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp



Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), com pós-graduação em Jornalismo Digital pela Universidade Estácio de Sá. Começou a escrever sobre música em 2007 e, algum tempo depois, foi cofundador do site Van do Halen. Colabora com o Whiplash.Net desde 2010. Atualmente, é editor-chefe da Petaxxon Comunicação, que gerencia o portal Cifras, Ei Nerd e outros. Mantém um site próprio 100% dedicado à música. Nas redes: @igormirandasite no Twitter, Instagram e Facebook.

Mais matérias de Igor Miranda.