Pink Cream 69: participações de Deris em shows é uma ideia plausível

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Edilson Luiz Piassentini, Fonte: Rock N'Breja
Enviar correções  |  Ver Acessos

Um dos grandes nomes da cena do Hard Rock mundial, a banda alemã Pink Cream 69 está completando 30 anos de carreira!

Capas de álbuns: 30 das piores artes da históriaSeparados no nascimento: Synyster Gates e Luan Santana

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

"Headstrong", último álbum lançado recentemente pelo banda veio para celebrar em grande estilo todos esses anos de estrada.

E essa semana, o Rock N'Breja entrevistou o baixista e fundador da banda, Dennis Ward, que nos contou sobre o novo álbum, a trajetória da banda, seus projetos como Unisonic e Place Vendome e muito mais!

Confiram!

ROCK N'BREJA - Olá Dennis Ward, agradeço pela entrevista. O Pink Cream 69 lançou recentemente seu mais novo álbum, chamado "Headstrong". Como foi o processo de composição do mesmo e como está a repercussão por parte da mídia e dos fãs?

DENNIS WARD - Começamos a escrever as músicas e juntar as idéias no início deste ano e finalizamos 15 músicas, onde dessas escolhemos as que iriam para o álbum. Como de costume, fazíamos algumas demonstrações individuais e depois fazíamos algumas criações de forma espontânea para completar os arranjos. Uma vez feito isso, começamos a gravar. Até agora estamos muito felizes com o retorno da mídia e dos nossos fãs!

ROCK N'BREJA - "Headstrong" é o décimo segundo trabalho da banda, e marca a comemoração de 30 anos de carreira da banda. Como você vê a evolução da banda durante todos esses anos? E como um dos fundadores, como é fazer parte de uma grande história no cenário mundial, visto que o Pink Cream 69 é um dos grandes nomes da cena Hard no mundo?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

DENNIS WARD - A nossa evolução passa simplesmente pelo fato de que estamos mais convictos do que queremos fazer agora. Levou muito tempo, mas finalmente finalizamos um ciclo e agora voltamos a ser uma banda com foco nas guitarras. Espero que ainda possamos continuar por muitos bons anos fazendo música, pois estamos muito felizes por termos muito tempo para fazer isso! Sabemos que tem muitas bandas não podem reivindicar por esse tempo para se dedicar a música.

ROCK N'BREJA - Além de um grande músico e compositor, você participa de toda a produção dos trabalhos da banda. Qual a importância na participação no processo de produção dos trabalhos, ficando exclusivamente com a banda? Isso facilita nos momentos de opiniões?

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

DENNIS WARD - Por enquanto sim. No começo foi difícil, pois estava meio inseguro. Mas agora estou confiante com as minhas idéias e opiniões e acho que os caras me dão muito espaço para isso, o que faz as coisas funcionarem mais rápido e sem estresses.

ROCK N'BREJA - Durante esses 30 anos, não foram apenas todos eles dedicados ao Pink Cream 69. Você participa de outras bandas como o Unisonic, Place Vendome, DC Cooper, além de outras participações em outros projetos. Quando você está participando de um determinado projeto, existe algum processo ou rotina que você gosta de seguir ou é diferente para cada um?

DENNIS WARD - Existem algumas regras básicas que sigo quando trabalho, pois cada banda ou artista que eu trabalho é especial, e com isso tenho que abordar alguns pontos de forma diferente. É um truque "mudar o chip" a cada produção, mas não tenho problemas em fazer isso.

ROCK N'BREJA - Como mencionado, você participa do Unisonic e o Place Vendome, ambas as bandas com Michael Kiske no vocal. Com ambas as bandas foram excelentes álbuns lançados. Porém apenas o Unisonic saiu em turnê, com shows inclusive aqui no Brasil. O Place Vendome é uma banda que irá trabalhar apenas álbuns de estúdio ou pretende fazer shows também?

DENNIS WARD - Na verdade nós nunca tivemos um motivo ou uma oportunidade real para fazer isso, e acho que Michael agora não quer fazer algo a mais que o Helloween e Unisonic. Mas estamos abertos a isso, possivelmente tentando em algum momento, quando fizer sentido.

ROCK N'BREJA - Já que mencionei o Brasil, o Pink Cream 69 veio para cá já tem alguns anos. Pretendem sair em turnê e também retornar para o nosso país para promover o novo álbum da banda? E assim como aconteceu a reunião do Helloween, qual a possibilidade de vermos, mesmo como apenas um convidado, Andi Deris cantando ao vivo com a banda? Acredito que muitos fãs da banda iriam adorar a ideia!

DENNIS WARD - Queremos fazer turnês e estamos tentando organizar as coisas agora. Nós, é claro, esperamos e não vemos a hora de voltar ao Brasil. Nós sempre gostamos de tocar lá e gostaríamos de fazer isso de novo! Quanto a Andi Deris, sim, com certeza, é uma ideia bem plausível e possamos fazer acontecer um dia.

ROCK N'BREJA - Dennis Ward, mais uma vez agradeço pela entrevista. Deixe um recado para nossos seguidores e para os fãs aqui do Brasil. Sucesso!

DENNIS WARD - Obrigado a todos vocês!




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Pink Cream 69"Todas as matérias sobre "Unisonic"Todas as matérias sobre "Place Vendome"


Power Metal: As bandas mais populares segundo o FacebookPower Metal
As bandas mais populares segundo o Facebook

Unisonic & Edguy: Michael Kiske trollando Tobias SammetUnisonic & Edguy
Michael Kiske trollando Tobias Sammet


Capas de álbuns: 30 das piores artes da históriaCapas de álbuns
30 das piores artes da história

Separados no nascimento: Synyster Gates e Luan SantanaSeparados no nascimento
Synyster Gates e Luan Santana


Sobre Edilson Luiz Piassentini

Amante do metal desde os 13 anos de idade, fã indiscutível de King Diamond e Mercyful Fate, e também um grande apreciador das cervejas estilo Weiss e um dos editores do site Rock N'Breja! Rock e Cerveja, a combinação perfeita.

Mais matérias de Edilson Luiz Piassentini no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280