Suffocation: Nos vemos em breve, seus excelentes filhos da mãe

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva, Fonte: Daniel Tavares
Enviar correções  |  Ver Acessos

A banda americana de brutal death metal SUFFOCATION chega ao Brasil em dezembro para uma série de shows. Os americanos invadem o país através de Curitiba (em 6 de dezembro), de onde partem para São Paulo, como parte do EXTREME HATE FESTIVAL, junto com WATAIN (Suécia), BELPHEGOR (Áustria), CRYPTOPSY (Canadá) e os brasileiros convidados do CHAOS SYPNOSIS. No roteiro ainda estão o Rio de Janeiro (9 de dezembro), Manaus (11), Fortaleza(ao lado dos ícones do thrash metal alemão DESTRUCTION no Complexo Armazém em 12 de dezembro), Recife (também com DESTRUCTION em 13 de dezembro). O vocalista Frank Mullen, os guitarristas Guy Marchais e Terrance Hobbs, o baixista Derek Boyer e o baterista Kevin Talley se despedem do Brasil no Evisceration Festival, em Salvador em 14 de dezembro. Conversamos com Derek Boyer sobre vários assuntos, entre eles, claro, as perspectivas para a maratona de shows no Brasil. Você confere a conversa que tivemos logo abaixo:

Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite para tocar na bandaFãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada um

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

1. Vocês são uma das bandas que participarão do Extreme Hate Festival. E também vão tocar em algumas outras cidades aqui no Brasil, incluindo Manaus, Fortaleza (minha cidade), Recife e Salvador, onde vocês jamais estiveram antes. O que podemos esperar destes shows no Brasil?

DEREK- SUFFOCATION vai ser arrasador! Nós estamos excitados para tocar nestes territórios! Os fãs brasileiros são super intensos e nós os amamos. Nós não podemos esperar para mostrar nossa fúria por aí!

2. Recentemente, vocês dividiram o palco com o Kataklysm. Em alguns shows no Brasil vocês vão tocar com o Cryptopsy, enquanto em outros vocês vão estar tocando com o Destruction. O que vocês podem nos dizer sobre cada uma dessas três bandas?

DEREK- Essas bandas são MATADORAS! Nós tocamos em muitos shows com elas ao longo dos anos, nós somos bons amigos e gostamos demais da música deles!


3. O "Pinnacle of Bedlam" foi, com certeza, um dos melhores discos de metal de 2013. O que você pode nos falar sobre isso? Qual é o conceito por trás dele, como foi o processo de composição e gravação (algo que nós não tenhamos visto no documentário e que você gostaria de recordar) e se vocês já estão trabalhando num sucessor do "Pinnacle"?

DEREK- Obrigado! O "Pinnacle" foi um álbum muito divertido de compor e produzir. Nós pusemos muito de nós nele e ele veio de forma grandiosa! Nós ficamos muito felizes com o produto final! O Terrance e eu ficamos juntos o tempo todo, empurrando ideias pra frente e pra trás, cada um dando a sua parte, até que ele comeou a tomar forma. Muitos dos conceitos foram baseados no "Livro dos Mortos Tibetano" e, para ser breve, ele é sobre se preparar para o que vem após esta vida que estamos vivendo agora. Nós estamos trabalhando em um álbum novo!! E ele está insano! Super intenso, técnico (mas audível), vai ser louco! ....e nós estamos muito excitados com ele!

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

4. Este álbum é também o seu primeiro full length com alguma coisa como um "personagem", uma espécie de mascote na arte da capa, algo que relembra um Chthulhu. Ele vai ser o Eddie de vocês de agora em diante?

DEREK- Não, nós nunca planejamos ter um mascote quando o Terrance passou a concepão da arte de capa do álbum para o Raymond Swanland, o Raymond apareceu com seis ou sete diferentes propostas. E nós escolhemos a com aquele cara doido fodasso na capa, ha ha ha.

Anunciar bandas e shows de Rock e Heavy Metal

5. E, de volta na história até o começo, você pode nos falar um pouco sobre o seu debut, Effigy of The Forgoten (1991). Vocês esperavam ou previam naquele tempo que esse disco iria começar uma carreira vitoriosa como ele fez?

DEREK- Eu não posso falar sobre este, porque eu não estava na banda nesse tempo. Mas, de uma perspectiva externa, quando o "Effigy" foi lançado eu soube que o SUFFOCATION seria uma banda insana por muitas décadas a vir. Agora eu sou parte disso e estou extremamente orgulhoso em carregar o legado e continuar compondo, produzindo e apresentando esse Death Metal brutal e super intenso.

6. Vocês são algumas vezes comparados com bandas como CANNIBAL CORPSE, DYING FETUS etc. Essas comparações aborrecem vocês de alguma forma ou vocês as vêem como uma coisa boa?

DEREK- Essas bandas são incríveis, nós somos bons amigos com eles e gostamos da sua música. Não aborrece ser agrupado com bandas como essas porque nós gostamos da música deles e nós gostamos deles como pessoas.

7. E que bandas mais influenciaram no seu som?

DEREK- Pra ser honesto, nosso som é mais sobre o que está dentro de nós, sendo retratado através de nossos instrumentos. Mas bandas com guitarras fritando e partes com batidas pesadas nos deixam ligados! Com certeza!

8. Houve um hiato na história da banda, de 1998 a 2002. Você pode nos dar alguma informação sobre este período, por que vocês pararam as atividades da banda, o que fizeram durante este período e como foi a reunião em 2002?

DEREK- Outra vez, eu não estava na banda neste período, mas, o que eu soube nos últimos dez anos é que certas pessoas queriam coisas diferentes e foi melhor botar a banda pra descansar naquela época.

9. E sobre música brasileira, eu sempre pergunto isso para quem entrevisto, o que você sabe?

DEREK- Crescendo, SEPULTURA era incrível! E somos muito fãs do KRISIUN!!!! Infelizmente, eu não conheço muitas outras...

10. Nós chegamos ao final da entrevista. Você poderia, por favor, deixar uma mensagem para todos os seus fãs aqui no Brasil que vão comparecer aos seus shows, especialmente os de Fortaleza (minha cidade) e Recife?

DEREK- Nós estamos super excitados de ir aí e detonar o palco para todos vocês!!!!!!! Nós amamos tocar no Brasil!!!!! Nos vemos em breve, seus excelentes filhos da mãe!!!!!!

Agradecimentos: Durval Campos e Dark Dimmensions




GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Suffocation"


Loudwire: os dez melhores álbuns de metal de 1995Loudwire
Os dez melhores álbuns de metal de 1995

Comerciais: os onze mais divertidos envolvendo Rock e MetalComerciais
Os onze mais divertidos envolvendo Rock e Metal


Megadeth: Pepeu Gomes comenta convite para tocar na bandaMegadeth
Pepeu Gomes comenta convite para tocar na banda

Fãs de Rock: você conhece o estilo de se vestir de cada umFãs de Rock
Você conhece o estilo de se vestir de cada um


Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Goo336x280 GooAdapHor Goo336x280 Cli336x280