Carcass: Walker não sente falta de Mike Amott em novo álbum

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Por Fernando Portelada, Fonte: Blabbermouth, Tradução
Enviar correções  |  Ver Acessos

David E. Gehlke do DwadRhetoric.com recentemente conduziu uma entrevista com o Baixista/vocalista, Jeff Walker, da banda de metal extremo CARCASS. Um trecho desta conversa está disponível abaixo.

Pink Floyd: tudo sobre "Another Brick in the Wall"Gosto duvidoso: As piores capas da história do Rock e Heavy Metal

Deadhetoric.com: "O fardo sobre o novo álbum do CARCASS, "Surgical Steel", é o não envolvimento do guitarrista Mike [Amott]. Se ele estivesse presente, você acha que o álbum seria mais melódico do que já é?

Walker: "Isto é muito hipotético, não? O que as pessoas acham que é a melodia? Estão se referindo às duas guitarras em "Granulating Dark Satanic Mills"? Isto não é melodia. Se você olhar "Reek", isto é melodia. Não há melodia de duas guitarras, mas está lá. Se eu acho que haveria mais melodia? Eu não sei, mas a realidade é que Mike não está no álbum. Eu acho que créditos são sempre bem vindos, Mike definitivamente trouxe algo ao "Necrotism" e "Heartwork", mas com todo o respeito, ele tem muita milhagem e crédito e se analisarmos a situação, seria injusto com Bill [Steer, guitarrista]. Coisas são creditadas, mas na verdade são de Bill no final das contas."

DeadRhetoric.com: Como referência algumas músicas do "Swansong", como "Child's Play". Isto é melódico, e tudo coisa de Bill.

Walker: "Você não pode tirar a contribuição de Mike com os Leads - é fantástico e um respiro de ar fresco em contraposição com o que Bill toca. Mas há muitos leads em "Heartwork" que as pessoas assumem serem de Mike, mas são de Bill. [...] Muitas pessoas estão fazendo downloads de músicas e não estão lendo os créditos. Como eu disse - eu não quero tirar nada de Mike Amott e sua contribuição pra com o CARCASS, mas eu acho que as pessoas passam por cima disso."

Dead Rhetoric.com: Ele agora tem um grande nome, deve ser por isso.

Walker: "Ele se provou ser melhor que eu e Bill em gerenciar, com a coisa do ARCH ENEMY. As pessoas pensam: 'Olhe só Bill e Jeff - eles não tiveram sucesso na hora de comandar uma banda de death metal melódico", então é entendível. Se você perguntar o que Mike e eu trouxemos, não estou certo... quantos álbuns o ARCH ENEMY já fez?"

DeadRhetoric.com: Acho que já estão com oito ou nove.

Walker: "Algumas pessoas perguntam se eu sinto falta dos riffs ou leads de Mike. A resposta é 'Tem oito álbuns por aí com eles.'"

DeadRhetoric.com: Você está lentamente trabalhando através do processo com as pessoas, em termos de razões dele não estar envolvido? Acho que está claro agora.

Walker: "Na verdade não. Por exemplo, nós fizemos alguns shows na América do Sul, e seu nome não foi mencionado nenhuma vez. Estas entrevistas, elas dependem muito das pessoas que fazem as perguntas conhecerem qualquer coisa sobre a banda ou serem fanboys de Mike Ammot. O que é levemente irritante, é difícil escolher suas palavras com cuidado, porque não importa o que diga, quando está lá impresso, preto no branco, pode parecer horrível. Na verdade não há problema. Estou feliz com o álbum, e eu não sinto falta de Mike. Eu não acho que seria beneficiado com sua música nele, e não falo isto de forma amarga. Nós falamos sobre envolver outro guitarrista, mas Bill nunca mostrou muito interesse nisso. Ele queria provar que é tipo um paizão quando falamos do CARCASS. Se estivéssemos cínicos seria ótimo ter Mike envolvido, sem nos importarmos com o fato de ele ser o cara de vendas, ter uma grande base de fãs. o cara é praticamente um rock star no Japão, e não estou exagerando. Ele é praticamente um personagem de Marty Friedman lá, mas é importante esclarecer as coisas, entende?"



GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net


Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Carcass"


Metal Hammer: As melhores músicas da história do Death MetalMetal Hammer
As melhores músicas da história do Death Metal

Melhores álbuns de 2013: as escolhas da Decibel MagazineMelhores álbuns de 2013
As escolhas da Decibel Magazine


Pink Floyd: tudo sobre Another Brick in the WallPink Floyd
Tudo sobre "Another Brick in the Wall"

Gosto duvidoso: As piores capas da história do Rock e Heavy MetalGosto duvidoso
As piores capas da história do Rock e Heavy Metal


Sobre Fernando Portelada

25 anos, Blogger, Podcaster, Gamer, Leitor de Quadrinhos, Ouvinte de Rock, Jornalista, e chato acima de tudo. Ouviu Imaginations From The Other Side do Blind Guardian aos 13 anos, emprestado por um amigo de escola. Ainda é um de seus álbuns preferidos.

Mais matérias de Fernando Portelada no Whiplash.Net.

adWhipDin adWhipDin adWhipDin