Matérias Mais Lidas

Raimundos: Digão revela que recebeu proposta astronômica para reunião com RodolfoRaimundos
Digão revela que recebeu proposta "astronômica" para reunião com Rodolfo

João Gordo: ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de pela sacoJoão Gordo
Ele comenta treta com Digão do Raimundos, que o chamou de "pela saco"

Rodox: quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezandoRodox
Quando baterista estragou show da banda após João Gordo vê-lo rezando

Iron Maiden: a reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce DickinsonIron Maiden
A reação de Steve Harris ao ouvir clássico de Bruce Dickinson

Nirvana: por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da bandaNirvana
Por que, até hoje, Dave Grohl não canta músicas da banda

Megadeth: banda se pronuncia sobre vazamentos íntimos de David Ellefson e acusaçõesMegadeth
Banda se pronuncia sobre vazamentos íntimos de David Ellefson e acusações

Metallica: qual animal James Hetfield prefere caçar?Metallica
Qual animal James Hetfield prefere caçar?

Iron Maiden: Blaze Bayley quer que os fãs que o odeiam continuem o odiandoIron Maiden
Blaze Bayley quer que os fãs que o odeiam continuem o odiando

Sebastian Bach: quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-loSebastian Bach
Quando o pai do Bon Jovi ameaçou matá-lo

Lista: 20 músicas de bandas de rock e metal que são mais antigas do que parecemLista
20 músicas de bandas de rock e metal que são mais antigas do que parecem

Gilby Clarke: Axl me disse aproveite seu último showGilby Clarke
Axl me disse "aproveite seu último show"

Judas Priest: Rob Halford publica meme de idosa brasileira gritando com vacinaJudas Priest
Rob Halford publica meme de idosa brasileira gritando com vacina

Edu Falaschi: Anunciadas datas de lançamento do álbum Vera Cruz e linha de produtosEdu Falaschi
Anunciadas datas de lançamento do álbum "Vera Cruz" e linha de produtos

Rodolfo Abrantes: O sonho da minha mãe era eu voltar aos RaimundosRodolfo Abrantes
"O sonho da minha mãe era eu voltar aos Raimundos"

Amazon: seleção de CDs, vinis e livros de rock e metal com até 70% de descontoAmazon
Seleção de CDs, vinis e livros de rock e metal com até 70% de desconto


Edu Falaschi - Vera Cruz
Pentral
MOPD

Poisonblack: Ville Laihiala conversou com o Heavy Nation

Por Durr Campos
Fonte: Blog Heavy Nation
Em 21/08/11

Muitas pessoas acham que o POISONBLACK foi iniciado por Ville Laihiala na fase final do Sentenced, onde cantou entre 1996 e 2005. Na verdade o grupo existe desde 2000, mas o álbum de estreia só veio quase três anos depois, o espetacular Escapexstacy. Quando este álbum saiu o impacto foi tamanho que todas as dúvidas acerca da longevidade da banda caíram por terra. Seguiram-se mais três discos até chegarem ao novíssimo Drive, certamente o mais diversificado em sua discografia.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Por Durr Campos/Fotos: Divulgação

De malas prontas para sua primeira apresentação no Brasil, o simpático líder, cantor e guitarrista Ville Laihiala bateu um papo com o Heavy Nation, onde nos contou diversos detalhes sobre o mais recente lançamento; falou de sua antiga banda, comentou sobre a seu país, dentre outros assuntos.

A banda lançou um novo álbum este ano chamado Drive. Anteriormente ele se chamaria Lead & Roll Vol. V. Por que mudaram o título original e como chegaram ao atual?

VILLE LAIHIALA: Nós sempre utilizamos um título base quando começamos a compor, mas não indica que será exatamente o nome do álbum. Divulgamos esses nomes provisórios apenas para provocar a curiosidade das pessoas e para que elas tenham uma ideia de como será o disco. É meio como uma piada interna. Já o título Drive surgiu por conta da energia e força que sentimos ao ouvir as novas composições finalizadas. Elas também estão mais velozes, o que nos dá aquela sensação de querer ir em frente sem hesitar, entende?

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

O álbum anterior, Of Rust and Bones, foi produzido por Hiili Hiilesmaa, que já trabalhou com o Amorphis, HIM, Ensiferum e, lógico, com o Sentenced. Drive, no entanto, tem Tue Madsen como produtor, certo?

VILLE LAIHIALA: Sim. Na verdade não quisemos utilizar o Hiili novamente por conta do tipo de sonoridade que buscávamos. Longe de mim dizer que ele não é um bom profissional, mas apenas não queríamos soar como a maioria das bandas daqui da Finlândia. Esta é a razão pela qual voamos até a Dinamarca para encontrar o Tue Madsen, até porque ele já havia mixado nosso segundo álbum, o Lust Stained Despair, então o conhecíamos. Até acho que faremos o próximo com ele também, pois essa cooperação apenas começou. Temos nos falado por fone e algumas ideias estão sendo trabalhadas. Veremos.

Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva

Em minha opinião Tue Madsen deu ao novo álbum um direcionamento mais cru e orgânico. Não sei se concorda comigo, de todo modo gostaria de saber se ele mudou algo nas composições se compararmos com as versões originais nas demos e/ou na pré-produção e em que o Tue mexeu exatamente?

VILLE LAIHIALA: Ele não mexeu em absolutamente nada no que diz respeito às composições, sua interferência neste aspecto foi nenhuma. Eu concordo plenamente contigo sobre a sonoridade mais crua e orgânica na produção. Na verdade era exatamente isso que estávamos buscando quando procuramos o Tue. Queríamos nos manter longe desses overdubs de merda e gravações totalmente digitalizadas. O que você ouve em Drive é 100% tocado por nós, sem quaisquer artifícios facilitadores trazidos pela tecnologia moderna. Enfim, tudo no disco está igual ao que estava nas demos, se mudamos algo foi decisão única e exclusiva da banda.

Drive será lançado no Brasil oficialmente? Seus fãs daqui sempre reclamam em como é difícil encontrar os discos da banda, a não ser os importados, mas estes tem um preço muito elevado.

VILLE LAIHIALA: Eu sei dessa situação e isso é uma merda, sabia? Tudo o que eu posso dizer agora é que nosso novo selo, a Hype Records, está trabalhando pesado numa melhor distribuição do nosso catálogo, em especial com o novo disco, e isso inclui definitivamente o Brasil. Por enquanto ele já está disponível na Europa e alguns outros países, mas de forma imediata ainda não conseguimos colocá-lo nas prateleiras de todo o mundo como gostaríamos. De todo modo sei que a Hype tem conversado com alguns selos brasileiros, não tenho certeza de quais, e torço para que cheguem a um acordo e consigam disponibilizar nossos discos aos fãs a um preço justo.

Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Vamos voltar um pouco aos tempos do primeiro álbum do Poisonblack, Escapexstacy, lançado há oito anos. Já faz um bom tempo desde que tudo começou. Sabemos que se tratava de uma banda pra valer desde o primeiro dia, mas você acha que este foi o mesmo pensamento por parte da imprensa e dos fãs do Sentenced? Lembro-me que à época muitos diziam se tratar de um projeto solo teu.

VILLE LAIHIALA: Sim, e vou te dizer mais: há quem ainda pense se tratar de um projeto solo eu até hoje, acredita? Essas pessoas acham que eu não posso fazer nada além do Sentenced e que quando a banda "morreu" todos nós fomos juntos com ela, o que é ridículo. É como você mesmo colocou, esta é uma banda de verdade desde o primeiro dia e pra te dizer a verdade nem paramos pra pensar nessas coisas. Tudo o que fazemos é nos concentrar em nosso trabalho e tocar o tempo todo. Amamos esta banda e a música que fazemos e isso é o que nos importa.

Como consegui viver de Rock e Heavy Metal

Leia a entrevista completa da banda no Blog do programa Heavy Nation da Rádio Uol. Veja os links abaixo:

Entrevista completa:
http://heavynation.blog.uol.com.br/arch2011-08-01_2011-08-31.html#2011_08-18_08_10_22-158497053-0

Para outras notícias, resenhas e novidades:
http://heavynation.blog.uol.com.br/

Programa Heavy Nation:
http://www.radio.uol.com.br/#/programa/heavy-nation

Heavy Nation no Facebook:
http://www.facebook.com/groups/243643385664017

Divulgue sua banda de Rock ou Heavy Metal

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no WhatsAppSeguir Whiplash.Net

Arte Musical
Stamp
publicidade
Ademir Barbosa Silva | Alexandre Faria Abelleira | Andre Sugaroni | André Silva Eleutério | Antonio Fernando Klinke Filho | Bruno Franca Passamani | Caetano Nunes Almeida | Caio Livio de Lacerda Augusto | Carlos Eduardo Ramos | Carlos Gomes Cabral | Cesar Tadeu Lopes | Cristofer Weber | César Augusto Camazzola | Dalmar Costa V. Soares | Daniel Rodrigo Landmann | Décio Demonti Rosa | Efrem Maranhao Filho | Eric Fernando Rodrigues | Eudes Limeira | Fabiano Forte Martins Cordeiro | Filipe Matzembacher | Gabriel Fenili | Helênio Prado | Henrique Haag Ribacki | Jesse Silva | José Patrick de Souza | Leonardo Felipe Amorim | Marcello da Silva Azevedo | Marcelo Franklin da Silva | Marcelo H G Batista | Marcio Augusto Von Kriiger Santos | Pedro Fortunato | Rafael Wambier Dos Santos | Regina Laura Pinheiro | Reginaldo Tozatti | Ricardo Cunha | Ricardo Dornas Marins | Sergio Luis Anaga | Sergio Ricardo Correa dos Santos | Tales Dors Ciprandi | Thiago Cardim | Tiago Andrade | Tom Paes | Vinicius Valter de Lemos | Wendel F. da Silva
Siga Whiplash.Net pelo WhatsApp

Slipknot: como são os membros da banda sem as máscaras?Slipknot
Como são os membros da banda sem as máscaras?

Steven Tyler: primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeasSteven Tyler
Primeira vez aos 7 anos, com duas gêmeas


Sobre Durr Campos

Graduado em Jornalismo, o autor já atuou em diversos segmentos de sua área, mas a paixão pela música que tanto ama sempre falou mais alto e lá foi ele se aventurar pela Europa, onde reside atualmente e possui família. Lendo seus diversos artigos, reviews e traduções publicados aqui no site, pode-se ter uma ideia do leque de estilos que fazem sua cabeça. Como costuma dizer, não vê problema algum em colocar para tocar Napalm Death, seguido de algo do New Order ou Depeche Mode, daí viajar com Deep Purple, bailar com Journey, dar um tapa na Bay Area e finalizar o dia com alguma coisa do ABBA ou Impetigo.

Mais matérias de Durr Campos no Whiplash.Net.